Tecnologia

IBM lança sistema de armazenamento flash de alta capacidade

O novo FlashSystem 5200 começa com 38 TB de capacidade de dados e pode crescer para fornecer 1,7 PB

A IBM anunciou nesta terça-feira (9/2) novos sistemas de armazenamento flash de alta velocidade para aplicações em Nuvem híbrida e atualizações centradas em contêineres, projetados para ajudar a fazer armazenamento de classe empresarial acessível a empresas de todos os tamanhos e necessidades. O novo FlashSystem 5200 é um dos sistemas de armazenamento mais poderosos da IBM para seu tamanho. Embora tenha maior desempenho e capacidade que seu antecessor, o FlashSystem 5100, o seu preço base é em média 20% mais barato (com base na configuração).

“As necessidades de dados das empresas tornaram-se críticas desde a pandemia”, disse Deney Dentel, presidente e CEO da Nordisk Systems, uma empresa da Converge e um IBM Premiere Business Partner. “Disponibilidade de dados de classe empresarial, escalabilidade massiva e flexibilidade para acessar e gerenciar dados em Nuvens híbridas são imperativos. A atualização da linha FlashSystem da IBM e sua integração contínua de Nuvem híbrida e recursos de contêiner são exatamente o que é necessário para manter o desempenho das empresas em alto nível à medida que a dinâmica da força de trabalho e a economia evoluem”, observou.

A IBM também anunciou planos para atualizar o Spectrum Virtualize for Public Cloud, software que permite aos clientes replicar ou migrar dados de sistemas de armazenamento heterogêneos entre ambientes locais e IBM Cloud ou Amazon Web Services (AWS)

“À medida que o mundo se move mais rapidamente para a Nuvem híbrida, o armazenamento de dados modernizado está na base”, disse Denis Kennelly, gerente geral do IBM Storage. “Os sistemas que fornecem disponibilidade global de dados, resiliência de dados, automação e serviços de dados de classe empresarial são mais críticos do que nunca. Este anúncio foi projetado para levar esses recursos a organizações de qualquer tamanho”, salientou o executivo.

Segundo informações, o FlashSystem 5200, como todo o portfólio de armazenamento flash IBM, oferece suporte a Red Hat OpenShift, Container Storage Interface (CSI) para Kubernetes, automação Ansible e Kubernetes, bem como ambientes VMWare e bare metal. O sistema também vem com IBM Storage Insights, que pode dar aos usuários visibilidade em ambientes de armazenamento complexos para ajudá-los a tomada de decisões, e IBM Spectrum Virtualize, que permite aos usuários consolidar e gerenciar o armazenamento como se fosse um pool, projetado para melhorar o desempenho e reduzir as despesas operacionais. Também estão incluídas funções de resiliência de dados, como o IBM HyperSwap, que oferece suporte a failover automático no caso de um incidente no local.

O FlashSystem 5200 começa com 38 TB de capacidade de dados e pode crescer para fornecer 1,7 PB (Petabyte) em um formato compacto de 1U para ambientes com espaço limitado, ou o equivalente a cerca de 1 trilhão de páginas de texto impresso. Embora o FlashSystem 5200 tenha metade do tamanho dos sistemas de armazenamento tradicionais, ele oferece I/O máxima 66% maior do que seu antecessor e 40% mais taxa de transferência de dados a 21 GB/s, e foi projetado para ajudar os clientes a economizar capital e despesas operacionais.

Outras novidades

Quando disponibilizado em março, a empresa adicionará suporte para o IBM Cloud Satellite aos portfólios FlashSystem, SAN Volume Controller, Elastic Storage System e Spectrum Scale. O IBM Cloud Satellite está sendo projetado para permitir que as empresas criem, implementem e gerenciem serviços em Nuvem em qualquer lugar – em qualquer Nuvem pública, no local e no limite – com velocidade e simplicidade. O IBM Cloud Satellite será entregue como um serviço a partir de um único painel e gerenciado por meio da Nuvem pública da IBM e atualmente está em versão beta.

A IBM também anunciou planos para atualizar o Spectrum Virtualize for Public Cloud, software que permite aos clientes replicar ou migrar dados de sistemas de armazenamento heterogêneos entre ambientes locais e IBM Cloud ou Amazon Web Services (AWS). A IBM planeja estender os mesmos recursos para o Microsoft Azure começando com um programa beta no terceiro trimestre de 2021.

Serviço
www.ibm.com

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos