Destaque Tecnologia

IBM cria assistente virtual para RH 3.0

O TOP foi desenvolvido para ajudar os funcionários do Burger King Brasil no relacionamento com a área de Recursos Humanos

A IBM Services e o Burger King Brasil se uniram para criar um novo assistente virtual, baseado no IBM Watson Assistant, denominado TOP (Technology Orienting People) para ajudar os mais de 16 mil funcionários da rede de fast food, que atendem a mais de 800 restaurantes, a estarem mais conectados entre si e com suas lideranças.

Antes do TOP, os funcionários da BK Brasil usavam um sistema de comando centralizado para enviar solicitações de férias e documentos, como extratos de pagamento, relatórios de receitas e outros tópicos relacionados à área de Recursos Humanos (RH). Todos esses serviços agora estão disponíveis por meio de conversação de texto em linguagem natural, por meio do aplicativo WhatsApp do próprio funcionário, com temas que são atualizados regularmente. Hoje, o assistente virtual já responde por 50% das solicitações dos colaboradores sobre questões de RH, liberando a equipe para focar em objetivos mais estratégicos.

A empresa combinou sua jornada de Transformação Digital com sua estratégia de gestão de pessoas para estar mais conectada e ajudar a responder de forma mais eficaz às necessidades de sua equipe

“O principal objetivo do TOP é estar próximo de nossos funcionários e facilitar o acesso às informações. E a tecnologia desempenha um papel importante para viabilizar essa conexão, especialmente em um momento em que confiabilidade, segurança e velocidade são tão críticas”, diz Iuri Miranda, CEO da Burger King Brasil. “Sabemos que o momento exige comunicação e um fluxo ágil de informações e se a tecnologia nos permitir esse contato próximo com as pessoas que fazem parte da equipe, vamos aproveitar ao máximo”, afirma.

A solução também foi projetada para permitir que a rede de fast food responda às dúvidas dos funcionários e forneça as orientações necessárias sobre a estratégia da empresa neste momento de pandemia. Em um esforço conjunto com a IBM, são feitas atualizações na ferramenta para ajudar a fornecer conteúdo oficial atualizado do Ministério da Saúde. A ferramenta também auxiliou a empresa a disponibilizar conteúdo para mais de 30 respostas a perguntas frequentes, como orientações sobre EPIs (equipamentos de proteção individual), grupos de risco e direção de veículos, entre outros.

O TOP reconhece cada funcionário pelo seu número de telefone e RG cadastrado no sistema da empresa para proteger o sigilo e, assim, auxilia no esclarecimento de dúvidas sobre férias, relatórios de rendimentos, entre outros 60 assuntos de Recursos Humanos. Hoje, esse assistente virtual se tornou uma ferramenta ágil no atendimento aos funcionários da empresa, respondendo por 50% dos atendimentos. Uma arquitetura de Nuvem híbrida e multicloud, acessando a nuvem IBM no ambiente de TI do BK Brasil, ajuda na troca de informações para responder em tempo quase real.

“O Burger King Brasil é um grande exemplo de organização em sua jornada para o RH 3.0. A empresa combinou sua jornada de Transformação Digital com sua estratégia de gestão de pessoas para estar mais conectada e ajudar a responder de forma mais eficaz às necessidades de sua equipe”, diz Amy Wright, sócia-gerente de Talent & Transformation da IBM Services. “As pessoas são o coração de qualquer organização e, com as novas ferramentas digitais habilitadas para IA, a mentalidade de RH 3.0 pode ser crítica para o nosso desenvolvimento contínuo de um mundo de trabalho mais produtivo e gratificante”, afirma.

RH 3.0
Uma pesquisa do IBM Institute for Business Value indica que as empresas que estão ultrapassando outras em lucratividade, crescimento de receita e inovação são praticantes do que o relatório denominou de RH 3.0. Trata-se de uma evolução da função de RH, para se tornar mais centrada no funcionário, engajar melhor aqueles que trabalham remotamente e cultivar uma força de trabalho resiliente, com o objetivo de proporcionar transparência, diversidade e inclusão.

O estudo foi feito em parceria com o analista independente Josh Bersin, que ouviu mais de 1,5 mil executivos globais de RH em 20 países e 15 setores, e revelou que as empresas líderes estavam extremamente confiantes na necessidade de reinventar o RH. Esses executivos entrevistados são oito vezes mais propensos que seus colegas em outras empresas a impulsionar a inovação.

Serviço
www.ibm.com

 

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos