Tecnologia

Hughes amplia capacidade de internet residencial via satélite para áreas rurais

Hughes comemora quatro anos de internet residencial via satélite no Brasil e para completar a celebração, a Hughes conquistou o direito de exploração do satélite JUPITER 3, aprovado pela Anatel, com lançamento previsto para 2021

A Hughes do Brasil, uma subsidiária da Hughes Network Systems, comemora quatro anos de atuação da HughesNet no Brasil, serviço de internet de banda larga via satélite para o consumidor final, com o objetivo de levar informação e contribuir cada vez mais para a inclusão digital no Brasil.

De acordo com Rafael Guimarães, presidente da Hughes do Brasil, os agricultores e moradores da área rural, que não tinham nenhuma opção de internet até 2016, quando a HughesNet chegou ao País, hoje contam com a internet via satélite como principal meio de comunicação.
“Começamos com apenas um satélite e já temos três em operação, incluindo o proveniente da joint venture com a Yahsat, estabelecida em 2019. Agora planejamos a chegada de um novo satélite, com maior capacidade, para 2021. Isso mostra o investimento que fazemos no País para levar a comunicação àqueles que moram nas áreas mais remotas”, diz Guimarães.

O JUPITER 3 vai se unir aos outros satélites de alto rendimento já em operação no Brasil, como o Hughes 65 West (Eutelsat 65 West), o Hughes 63 West (Telstar 19 Vantage) e o Hughes 20 West (Al Yah 3) 

Diferentemente de outros tipos de internet, via rádio, fibra ótica, cabo ou até mesmo pequenos provedores, a internet via satélite não precisa de cabos para funcionar. Basta que um técnico da HughesNet instale uma antena e um modem, para que a conexão seja estabelecida no local. Por isso, a internet via satélite chega a locais remotos e distantes dos grandes centros urbanos, onde geralmente não há sinal de internet ou celular.

Novos investimentos no Brasil
A multinacional reforça ainda mais o potencial de seus serviços com o lançamento do satélite JUPITER 3, previsto para o segundo semestre de 2021. O satélite de banda Ka vai reforçar a cobertura da HughesNet, além de oferecer mais capacidade para áreas como varejo, corporativo, governos, backhaul de celulares e hotspots de Wi-Fi.

O novo satélite permitirá uma melhora significativa no desempenho dos serviços oferecidos pela Hughes, com velocidades de download de até 100 Mbps. O JUPITER 3 vai se unir aos outros satélites de alto rendimento já em operação no Brasil, como o Hughes 65 West (Eutelsat 65 West), o Hughes 63 West (Telstar 19 Vantage) e o Hughes 20 West (Al Yah 3).

“Levamos conexão, comunicação e informação aos moradores de locais remotos espalhados pelo País. Com um novo satélite em operação, iremos oferecer uma velocidade ainda maior do que temos hoje, chegando a 100 Mbps. Estamos oferecendo um novo parâmetro do serviço de internet para a área rural, e com isso contribuímos cada vez mais para a inclusão digital no campo, levando qualidade de serviço e conteúdo a locais remotos que não possuem acesso à informação”, ressalta Guimarães.

Mudança na vida de quem vive nas zonas rurais
A HughesNet ajuda diversos produtores rurais e empreendedores locais a impulsionar seus negócios. Como exemplo, é possível citar Agostinho Macêdo, produtor rural e poeta do interior do Tocantins, que depende da internet para vender os produtos que cultiva em sua chácara, e usa essa ferramenta como principal fonte de comunicação com sua filha, que mora em outra cidade.

“Os alimentos que eu produzo aqui são divulgados e vendidos pela internet, e faço as entregas em domicílio. A internet nos trouxe um conforto muito grande, e possibilitou ter mais contato com a minha filha do que antes”, comenta Agostinho.

Já no Vale do Pati, na Chapada Diamantina, dona Raquel e seu filho André vivem do ecoturismo, e a internet via satélite é a única forma de comunicação com os turistas, que se hospedam em suas casas, e com outros moradores da região.

“Antes da chegada da internet era complicado. Se acontecia alguma coisa, demorava muito tempo para chegar socorro. Agora, tudo é mais rápido. Em qualquer emergência, consigo ligar para pedir ajuda e o resgate chega rápido. Tudo ficou mais fácil com a internet, até para se conectar com gente de fora do Brasil”, diz Carlito Santos, guia turístico e morador do Vale do Pati.

Acompanhe os cases:

Agostinho Macêdo: https://www.youtube.com/watch?v=XHtjEYHJk98&t=15s.

Vale do Pati: https://www.youtube.com/watch?v=2T5oB9WkNwU.

A HughesNet disponibiliza planos disponíveis a partir de 10 Mbps de velocidade, que variam conforme a região: https://www.hughesnet.com.br/.

Serviço
www.hughes.com.br
www.echostar.com

 

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos