Tendências

Huawei desenvolve tecnologias para rede 5.5G

Com maior largura de banda e menor latência, aplicações mais inteligentes e experiências imersivas estarão disponíveis aos usuários

A Huawei, fornecedora global em soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), realizou entre os dias 12 e 13 de novembro o evento Global Mobile Broadband Forum (MBBF) 2020. Na ocasião, David Wang, diretor executivo da empresa, disse que a tecnologia 5.5G será uma evolução da tecnologia 5G e que espera trabalhar com parceiros da indústria para definir os padrões da próxima geração de telefonia móvel.

“Atuando de forma conjunta, a Huawei e os parceiros da indústria podem aperfeiçoar a experiência de interação em tempo real para usuários individuais, aprimorar os recursos de IoT do smartphone e explorar novos cenários, incluindo Uplink Centric Broadband Communication (UCBC), Real-Time Broadband Communication (RTBC) e Harmonized Communication and Sensing (HCS), de modo a construir um mundo melhor e cada vez mais inteligente”, afirmou.

Cada geração de telefonia móvel reinou por cerca de uma década, antes de ser substituída por um novo padrão. A tecnologia 5G será a principal tecnologia de comunicações até 2030 e provavelmente estará em serviço até 2040.

Os padrões unificados e a colaboração da indústria são o DNA central que molda o sucesso da indústria global de comunicações sem fio. O desenvolvimento do 5.5G requer colaboração entre todas as partes na cadeia de valor

Até 2030, o 5G ajudará cada vez mais as pessoas a interagir com o mundo virtual em tempo real e fornecer uma experiência verdadeiramente envolvente, com velocidades mais altas e latências mais baixas, e as redes celulares transportarão mais de 100 bilhões de conexões, sendo que a maioria delas será transportada por 5G.

Em preparação para o dia em que o 5G oferecerá suporte à estas 100 bilhões de conexões, a Huawei propôs sua visão para o desenvolvimento da sociedade e da indústria para a tecnologia 5.5G.

Novos cenários
A empresa chinesa vem desenvolvendo novas tecnologias, que estarão presentes nas novas gerações de telefonia móvel. A Uplink Centric Broadband Communication (UCBC) vai acelerar a atualização inteligente das indústrias. Construído com base nas capacidades 5G, a UCBC permitirá um aumento de 10 vezes na largura de banda, sendo a solução perfeita para fabricantes que precisam fazer upload de vídeos. A UCBC também pode aperfeiçoar a experiência do usuário com telefones celulares em cenários internos, com sua cobertura mais profunda e maior capacidade de uplink.

A Real-Time Broadband Communication (RTBC) oferecerá uma experiência imersiva e realista. Ela suporta grande largura de banda e oferece baixa latência de comunicação, de modo a permitir um aumento de 10 vezes na largura de banda com uma determinada latência e um certo nível de confiabilidade. Ao atingir esses objetivos, é possível oferecer aos usuários uma experiência imersiva ao interagir com o mundo virtual.

Harmonized Communication and Sensing (HCS) é uma tecnologia voltada para direção autônoma. Foi projetada para habilitar carros e drones conectados, cenários nos quais a direção autônoma é o principal requisito. Ao aplicar a tecnologia de varredura de feixe do Massive MIMO ao domínio de detecção, a HCS pode oferecer funções de comunicação e detecção. Em cenários internos, a HCS é capaz de fornecer serviços de localização.

A Huawei diz que o padrão de uso abaixo de 100 GHz precisa ser reestruturado para maximizar o valor do espectro. O 5.5G precisa usar mais espectro de sub-100 GHz para uplink de banda completa e desacoplamento de downlink e agregação de portadora de banda completa sob demanda. Além disso, a era 5G verá mais bandas de frequência e mais tipos de dispositivos, serviços e clientes do que qualquer geração anterior. O 5.5G precisa se integrar totalmente com Inteligência Artificial para lidar com todas essas complexidades.

“Os padrões unificados e a colaboração da indústria são o DNA central que molda o sucesso da indústria global de comunicações sem fio. O desenvolvimento do 5.5G requer colaboração entre todas as partes na cadeia de valor”, concluiu David Wang.

Serviço

www.huawei.com

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos