Tecnologia

Furukawa investe em tecnologias que preparam o data center para o 400G

Algumas delas serão apresentadas no DCD>Brasil, um evento voltado à área de data center e infraestrutura cloud, que acontece nesta terça e quarta-feira (05 e 06 de novembro), em São Paulo

 A preparação dos data centers para o próximo passo de sua evolução tecnológica tem sido o foco do investimento da Furukawa em soluções voltadas para esse segmento.

“As redes ópticas de 400 gigabits (400G) são o próximo degrau dessa evolução, tanto no ambiente interno do data center como na interconexão entre data centers”, afirma Flávio Marques, gerente da área de Engenharia de Aplicações da Furukawa. “E nós já temos as tecnologias que vão preparar o data center para essas redes de altíssima velocidade”, acrescenta.

“Definir a topologia e a arquitetura mais adequadas ao projeto é um fator importante para que o cliente possa tirar o melhor proveito da nova infraestrutura de 400G”  

Para o ambiente interno, a tecnologia indicada para as conexões 400G são os sistemas baseados em fibra óptica multimodo categoria OM5, que suporta vários comprimentos de onda. Baseada na tecnologia SWDM (Shortwave Wavelength Division Multiplexing), a fibra OM5 permite usar até quatro comprimentos de onda em um único canal óptico multimodo – o que se reflete em redução da infraestrutura do data center.

Para a interconexão entre data centers na velocidade 400G e com baixa latência, a Furukawa oferece cabos ópticos de ultra capacidade com tecnologia Rollable Ribbon, que permite melhor aproveitamento e acomodação das fibras dentro dos dutos. “Com isso, é possível colocar de 1.500 a até mais de 5.000 fibras em um cabo ultra compacto, o que resulta em menor investimento em infraestrutura e instalação”, destaca Marques.

Além disso, ele ressalta outro diferencial da Furukawa: a venda consultiva, acompanhada de um conjunto de serviços como pré-projeto, suporte à instalação, gerenciamento, consultoria e treinamento. “Definir a topologia e a arquitetura mais adequadas ao projeto é um fator importante para que o cliente possa tirar o melhor proveito da nova infraestrutura de 400G”, conclui o gerente da Furukawa.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos