Tendências

Funcionários estão satisfeitos com trabalho em casa

Pesquisa mostra que eles estão mais produtivos e querem das empresas um nível maior de automação

Uma pesquisa realizada pela Nintex com 1 mil funcionários trabalhando remotamente nos EUA, revelou que eles estão mais produtivos e desejam mais automação em seus escritórios domésticos. Segundo o estudo Nintex Workplace 2021, 70% dos entrevistados relataram que suas experiências de trabalho em casa foram melhores e mais produtivas do que esperavam, citando mais tempo com a família, sem deslocamento, menos interrupções e melhor equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Embora a maioria dos funcionários tenha relatado realizar o trabalho com mais eficiência desde a transição para o trabalho remoto em tempo integral, mais de um terço (37%) está pedindo que suas empresas adotem um sistema de automação para que possam ser mais produtivos.

“Cada organização pode melhorar as experiências de seus funcionários, independentemente de onde trabalhem, simplesmente automatizando os fluxos de trabalho e transformando processos repetitivos e baseados em papel em processos totalmente digitais”, disse Dustin Grosse, diretor de Marketing e Estratégia da Nintex. “Os funcionários em todas as funções e gerações de trabalho estão procurando locais de trabalho que sejam flexíveis e ofereçam ferramentas de automação que tornem o trabalho mais rápido, fácil e agradável”, comentou.

O estudo ilumina o novo paradigma de trabalho e oferece percepções acionáveis ​​sobre o que os funcionários desejam – um local de trabalho mais flexível, onde a automação é aproveitada para melhorar a forma como as pessoas trabalham

Os entrevistados afirmam que o trabalho está sendo feito mais rápido em casa, com 67% relatando que estão mais eficientes desde a transição para o trabalho remoto em tempo integral. Desses entrevistados, 41% disseram que estão realizando seu trabalho em muito menos horas por semana.

As soluções de software estão em alta demanda, com 39% dos entrevistados afirmando que o acesso a programas que ajudam a automatizar tarefas manuais e repetitivas melhoraria sua vida profissional em 2021.

Enquanto funcionários da geração Baby Boomers (nascidos entre 1946 e 1964) são mais motivados por questões financeiras, a nova geração de trabalhadores é mais orientada para o processo. Os Boomers acham que mais compensação melhoraria seu trabalho. A geração Z (1990 a 2010), no entanto, deseja mais tecnologia para ajudá-los a automatizar aspectos de seu trabalho. Na verdade, 55% dos entrevistados da geração Z listaram o software de automação como o principal fator que os tornaria mais produtivos no trabalho.

Apesar das experiências positivas de trabalho em casa, 56% dos funcionários cujas empresas anunciaram planos de retornar ao escritório estão muito entusiasmados com a perspectiva. Ainda assim, metade de todos os entrevistados disse que sua vida profissional melhoraria com a capacidade de trabalhar remotamente de forma permanente. “Os líderes empresariais reconhecem que as coisas não serão como antes da pandemia. O estudo ilumina o novo paradigma de trabalho e oferece percepções acionáveis ​​sobre o que os funcionários desejam – um local de trabalho mais flexível, onde a automação é aproveitada para melhorar a forma como as pessoas trabalham”, afirmou Grosse.

Serviço
www.nintex.com

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos