Destaque Tecnologia

Empresas nacionais lançam LGPD Task Force 

Nada menos do que 85% das empresas brasileiras ainda não estão preparadas para atender às exigências da Lei Geral de Proteção de Dados

O cenário é preocupante, visto que a Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD, que entra em vigor em Agosto de 2020, prevê multas de até 2% do faturamento anual, com limite de R$ 50 milhões por infração, para quem descumprir as normas estipuladas.

Conforme William Bianchi Tavares, diretor de Serviços da NGXit, o risco da não-adequação é muito alto, pois, além das penalidades por infração, o mercado se ajustará automaticamente e priorizará negócios apenas com empresas que estejam adequadas à LGPD (13.709/2018, MP nº 869), ou seja, aqueles que não seguirem suas recomendações, mesmo que não sejam penalizados, poderão perder novas oportunidades de negócio ou ter contratos antigos rescindidos.

“O objetivo é focar em todos os pilares necessários para atender à nova legislação, desde processos, até tecnologias” 

Para se adaptar, o executivo recomenda soluções que englobem uma visão 360º sobre as reais demandas de cada companhia e as aplicações necessárias para sua conformidade com a LGPD. Pensando nisso, o Grupo NGX, do qual a NGXit faz parte, passou a integrar a LGPD Task Force: um framework multidisciplinar completo para atendimento ao mercado na adequação para as exigências da nova legislação.

“Nesta iniciativa, o Grupo NGX atua focado em segurança de TI, passando por todos os serviços e soluções voltados a garantir a proteção de redes, sistemas e dados pessoais”, comenta Tavares. Além do Grupo, participam do projeto a Rangel Sistemas, na área de processos (fluxo de informações), riscos e governança, a DropReal, focada em segurança da informação, e a FCL Advocacia Empresarial, que presta a consultoria e suporte jurídico necessários.

A iniciativa formada por estas quatro empresas também criou uma ação intitulada LGPD Executive Road Show, a qual tem como propósito a realização de um mini workshop itinerante sem custos, que tem como finalidade compartilhar conhecimento com o mercado e divulgar o trabalho do grupo.

A ideia principal é fazer com que as empresas não precisem correr atrás dos eventos sobre LGPD ou triar fornecedores a esmo no mercado, e, ao contrário disso, promovam uma reunião com o board da LGPD Task Force dentro de suas empresas para receber informações relevantes e conteúdos direcionados ao seu segmento de atuação.

“As empresas só precisam reunir seus comitês executivos e agendar uma reunião conosco. Vamos até cada companhia, sem custo e com todos os profissionais necessários para discutir temas relevantes com as lideranças das áreas de negócio. O objetivo é focar em todos os pilares necessários para atender à nova legislação, desde processos, até tecnologias”, complementa Tavares.

Já o diretor da NGXit, Luciano Schilling, acrescenta que a plataforma reúne um pool de serviços, soluções e especialistas ideal para que as organizações consigam se adaptar à LGPD sem perder o foco em seu core business.

“Nenhuma companhia precisa dedicar recursos internos para pensar sua adequação à lei. A LGPD Task Force vai até a empresa, entende as demandas, indica o que é necessário fazer para preencher todos os requisitos e fornece tudo o que é preciso para garantir o compliance, partindo de uma metodologia multidisciplinar”, afirma Schilling.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos