Mercado

Elipse E3 gera economia de energia à fábrica da Realengo Alimentos

A casca de arroz, por exemplo, é reaproveitada para cogeração de energia nesta mesma unidade da Realengo, em Santo Antônio da Patrulha

A Realengo Alimentos nasceu na cidade de Turvo, extremo sul de Santa Catarina, com a missão de levar um produto saudável e qualificado à mesa do consumidor. Em 1982, iniciou suas atividades com o objetivo de produzir arroz de forma sustentável, contribuindo para o desenvolvimento da região e preservando o meio ambiente.

Para agregar mais agilidade e segurança a seus processos, a empresa decidiu utilizar o E3, solução SCADA da Elipse Software, na automação do beneficiamento de arroz realizado em sua filial de São Antônio da Patrulha, interior do Rio Grande do Sul. Importante salientar a participação da Nexxus Evolution Systems, empresa de tecnologia da informação que implementou a aplicação no final de 2015.

Além de monitorar todas as etapas do beneficiamento de arroz, a solução NEXXUS, em conjunto com o Elipse E3, “comanda” máquinas, equipamentos e instrumentos, permitindo, inclusive, acompanhar e operar as rotas de transporte automaticamente

A operação no Elipse E3 ocorre de forma fácil e intuitiva, apresentando telas distribuídas por áreas para monitorar todas as etapas do beneficiamento do arroz que vão desde a peneira, descasque, brunimento, polimento, mistura até o ensaque do produto. O sistema desenvolvido pela NEXXUS possibilita, entre outras coisas, o acionamento dos equipamentos em cascata, ou seja, ao iniciar as etapas do processamento da matéria-prima, cada equipamento entra em operação através de intervalos de tempo pré-determinados, tornando o fluxo de produção contínuo e provendo mais economia de energia.

Além de monitorar todas as etapas do beneficiamento de arroz, a solução NEXXUS, em conjunto com o Elipse E3, “comanda” máquinas, equipamentos e instrumentos, permitindo, inclusive, acompanhar e operar as rotas de transporte automaticamente. Caso haja qualquer falha em algum instrumento ou equipamento, o software também dispõe de um sistema de alarmes, que informa o operador caso haja alguma anomalia e se é necessária a intervenção da equipe de manutenção para avaliação e correção do problema.

Vale salientar que as cascas, farelos e quireras, principais subprodutos provenientes do processo de beneficiamento do arroz, são todos captados durante a produção e destinados a silos de armazenagem adequados para posterior comercialização ou utilização. A casca de arroz, por exemplo, é reaproveitada para cogeração de energia nesta mesma unidade da Realengo, em Santo Antônio da Patrulha.

Segundo João Luiz Pereira dos Santos, gerente de produção da Realengo Alimentos, o Elipse E3 trouxe mais segurança em relação ao funcionamento dos equipamentos, diminuindo consideravelmente as paradas desnecessárias do processo. Já o coordenador de manutenção, Diego Favaro, destaca o fato da solução da Elipse apresentar uma interface intuitiva, proporcionando fácil interação e utilização por parte do operador. Mais informações sobre estes e outros benefícios disponibilizados pelo E3 à Realengo no case – http://bit.ly/2k3aLFN.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos