Mercado

e-Core investe com meta de dobrar equipe especializada até 2020

Companhia contrata Edna Batista, ex-Dell, para tocar a estratégia no País

O mercado de Tecnologia da Informação (TI) no Brasil tem hoje cerca de 460 mil vagas de emprego abertas e não preenchidas por carência de pessoal com qualificação adequada. Ciente desse gap, a e-Core, empresa de Porto Alegre (RS) especializada em software e serviços de TI, tem uma meta desafiadora até 2020: pretende dobrar o número de talentos contratados no Brasil e chegar a 500 profissionais com alto nível de especialização para sua demanda de atendimento a suporte de TI.

e-Core é responsável por um dos sete centros de atendimento da Atlassian no mundo

O plano, que será tocado por Edna Batista, foi traçado depois da empresa observar um crescimento ano a ano de cerca de 25%, patamar que deve ser mantido em 2018. Segundo ela, o objetivo é desenvolver esses talentos como forma de colaborar para o desenvolvimento de profissionais da área no Brasil.

“O profissional de TI precisa ter o skill de trabalho em equipe desenvolvido também. Além disso, ainda temos muito conteúdo teórico e pouco prático nas faculdades de tecnologia. O inglês fluente ainda é uma barreira”, afirma.

Segundo Edna, entre as ações do plano de captação de talentos está a proximidade com o meio acadêmico, para que seja possível aumentar o interesse de mulheres pela área, bem como incrementar o currículo dos alunos. Por conta disso, a empresa recentemente abriu uma nova filial na Tecnopuc, parque tecnológico da PUC-RS.

O novo local – que se junta aos escritórios em São Paulo, Flórida e Nova York – tem aproximadamente 1200m², comporta 150 posições de trabalho e foi inaugurado para comportar o crescimento das operações da companhia. Atualmente, a companhia possui 250 funcionários no total e, segundo Edna, a busca pelos novos profissionais terá uma maior concentração em São Paulo.

A companhia, que representa a companhia australiana Atlassian, especializada em softwares de desenvolvimento e gerenciamento de projetos, tem uma área de suporte de TI que atende grandes empresas mundiais como NASA, Uber, Airbnb e Moody’s. Parceira na categoria Platinum da empresa, a e-Core é responsável por um dos sete centros de atendimento da Atlassian no mundo, com foco em clientes da América Latina e América do Norte. Junto com o centro da Malásia são os únicos centros não gerenciados diretamente pela multinacional.

Consultoria

Além da área de suporte, a vertente de consultoria se destaca no modelo de negócios da e-Core. O foco dessa área é prover soluções utilizando os produtos da Atlassian para clientes no Brasil e Estados Unidos, principalmente. Segundo Edna, há um grande potencial em São Paulo para essa oferta, onde a empresa está aumentando consideravelmente esta área. Outra unidade de negócios da companhia é a área de desenvolvimento e qualidade, no qual a oferta é baseada em sistemas, modelados com base no ambiente de clientes norte-americanos com a AGCO, Bunge, Transamerica, entre outros.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Aruba

Agenda & Eventos