Tecnologia

Disney e Chicos.Net apresentam Disney TinkerLab

A iniciativa que promove o desenvolvimento de habilidades do século XXI por meio da experimentação e da criação de histórias com meios digitais

A metodologia utiliza várias plataformas para promover novos vínculos entre meninos e meninas com a tecnologia: substituindo o uso passivo dos dispositivos para um uso criativo e promovendo uma melhor apropriação deles.

A proposta, avaliada em escolas da Argentina, México e Brasil, com resultados comprovadamente positivos, está agora amplamente disponível em um guia de atividades e, em breve, em um curso on-line no site Disney Cidadania . A partir de 11 de novembro, também será oferecido um curso on-line para educadores de toda a América Latina, no site Chicos.Net

Disney e Chicos.Net apresentam Disney TinkerLab , uma iniciativa que funde as disciplinas STEAM (siglas em inglês para: Ciência, Tecnologia, Engenharia, Arte e Matemática) com o fazer, jogos e narrativas e que abre as portas para a inovação e responde à alfabetização na era digital. Seu objetivo é incentivar nos meninos e nas meninas a curiosidade, a criatividade, a capacidade de comunicar suas ideias e motivar para que façam um uso positivo e crítico da tecnologia.

A metodologia utiliza várias plataformas para promover novos vínculos entre meninos e meninas com a tecnologia: substituindo o uso passivo dos dispositivos para um uso criativo e promovendo uma melhor apropriação deles 

O Disney TinkerLab é desenvolvido pela Disney em conjunto com Chicos.net e implementado com seus parceiros, Instituto Crescer (Brasil) e Hacedores (México).

O Disney TinkerLab concluiu o teste piloto realizado este ano com alunos do 5º ano em três escolas na Argentina, Brasil e México. O objetivo desse estágio de implementação da metodologia do Disney TinkerLab foi principalmente medir e avaliar seus resultados, ter evidências de seu impacto em relação ao desenvolvimento de cada uma das habilidades que se propunha a construir, a saber: alfabetização digital, colaboração, criatividade, pensamento crítico e comunicação. Durante o processo, os meninos e as meninas foram acompanhados por Disney VoluntEARS, membros da Disney que doam seu tempo e capacidades para colaborar com o fortalecimento de nossas comunidades, e que nesta ocasião foram treinados e participaram para aprimorar a experiência nas escolas. Além disso, as ferramentas desenvolvidas pela Disney foram usadas para favorecer uma abordagem mais divertida das disciplinas do STEAM, como videogames educacionais para aprender programação e Pixar in a Box, que oferece aulas on-line gratuitas para entender como os vários conceitos acadêmicos de ciências e matemática são aplicados no processo criativo para contar histórias únicas. Também foram utilizados softwares de acesso livre, como MonkeyJam, mBlock e Scratch.

“Tinker” é relacionado ao conceito “Tinkering”, que se refere a um processo mais prático, em que se colocam as mãos à obra, e promove a busca por soluções por meio da sagacidade e da criatividade. “Lab” é para laboratório, por esta ser uma experiência de imersão para provar, analisar, aprender com os erros e acertos, tal como ocorreria em um espaço de experimentação.

Cada escola recebeu:
• Capacitação da equipe docente.
• Criação e condicionamento de um espaço adequado para concretizar as propostas maker (aprender fazendo) nas escolas, o que ficou a cargo da equipe Disney VoluntEARS.
• Kit: equipamento de eletrônica, robótica, animação e outros materiais para a realização das atividades.
• Guia de atividades para sua implementação.
• Implementação de propostas durante três meses a cargo de auxiliares especializados, em conjunto com Disney VoluntEARS previamente capacitados.

A medição do impacto do teste piloto do Disney TinkerLab produz resultados comprovadamente positivos, que são responsáveis​​pela eficácia da metodologia no desenvolvimento das habilidades propostas. Em resumo, o impacto nas subjetividades de meninos e meninas demonstra uma grande ampliação de suas expectativas em relação às habilidades e interesses pessoais de desenvolvimento. Por outro lado, as propostas maker do Disney TinkerLab, que combinam storytelling com componentes digitais e analógicos, conseguem fortalecer o trabalho em equipe, a criatividade e a participação de forma colaborativa e crítica. Durante o início da implementação, nota-se uma relação entre a abordagem da tecnologia e o gênero. As meninas começam a experimentação com mais cautela, enquanto os meninos mostram uma iniciativa maior para explorar, com conhecimento sobre eletricidade e videogames. No entanto, à medida que a proposta avança, as meninas ganham segurança e interesse nas atividades, o que resulta em meninos e meninas se envolvendo com o mesmo grau de facilidade e habilidade.

Como parte da iniciativa, foi criado um Guia para Docentes com o objetivo de servir como um material de referência permanente e ser uma ferramenta gratuita para educadores de toda a América Latina que desejam usá-lo para implementar a metodologia nas escolas. Este guia também possui atividades de Escape Games, uma ferramenta adicional que permite trabalhar em questões de segurança online, como confiabilidade das informações, critérios ao pesquisar na internet, detecção de fake news e uso responsável das redes. Pode ser baixado gratuitamente no site da Compromiso Disney.

Por sua vez, no dia 11 de novembro, também será oferecido um curso on-line de treinamento de docentes que funcionará com uma modalidade à distância para educadores de toda a América Latina. Este curso estará disponível gratuitamente no site Chicos.Net (www.chicos.net).

“Na Disney, assumimos o compromisso de trazer experiências e atividades que preparam meninos, meninas e adolescentes para o mundo digital. Como os preparamos e os acompanhamos para que eles possam se desenvolver melhor com vista para o futuro? “, reflete Belén Urbaneja, Diretora de Cidadania Corporativa e Brand Management da The Walt Disney Company Latin America. “A Disney trabalha proativamente para promover novas formas de ensino e aprendizado. Oferecendo particularmente recursos inovadores baseados na experimentação no storytelling, em combinação com as oportunidades oferecidas pela tecnologia e pelas disciplinas STEAM para o desenvolvimento de habilidades “, acrescenta.

“O Disney TinkerLab representa nossa compreensão das prioridades da infância no mundo digital: meninos e meninas que possam entender a tecnologia e sejam capazes de se expressar, resolver problemas e comunicar suas ideias por meio dela. Cidadãos digitais integrais com igualdade de oportunidades na sociedade conectada”, diz Mariela Reiman, diretora da Chicos.net. “Nosso mundo em mudança e a revolução digital que estamos vivendo exigem novas capacidades. O Disney TinkerLab integra a pedagogia maker ao storytelling e à aprendizagem baseada em problemas para ajudar a fortalecer as habilidades necessárias do século XXI “, acrescenta.

Principais resultados:
1.
Os resultados do Disney TinkerLab demonstram a oportunidade de aproximar a tecnologia por meio de projetos significativos para meninos e meninas, em colaboração com colegas e com o objetivo de fortalecer as habilidades indispensáveis para o pleno desenvolvimento dos cidadãos e das cidadãs do século XXI: criatividade, trabalho colaborativo, pensamento crítico, comunicação e alfabetização digital.

2. O modelo proposto pelo Disney TinkerLab promove novos vínculos entre meninos e meninas com a tecnologia: movendo o uso passivo dos dispositivos para o uso criativo, promovendo uma melhor apropriação das mídias digitais. Essas ideias de criação com tecnologia podem ser incorporadas tanto em contextos educacionais (formais e não formais) quanto na família. Trata-se de lançar os alicerces de “aprender a aprender” por toda a vida, a fim de formar cidadãos conhecedores das possibilidades que as mídias digitais oferecem para resolver problemas, gerenciar ideias, compartilhar projetos e participar da sociedade digital.

3. A proposta do Disney TinkerLab, baseada no modelo STEAM e no modo maker, incentiva a inclusão e a participação de setores menos representados na tecnologia, reduzindo as diferenças sociais e de gênero.

4. A experiência confirma a obsolescência do conceito de “nativos digitais”, usado até pouco tempo atrás como referência a uma geração que se supõe ser tecnológica, mas não necessariamente mais experiente. Em um cenário em que o hiato de uso e aproveitamento aumenta, é necessário aprender essas habilidades para ampliar o entendimento do mundo digital e adquirir novas habilidades.

5. O modelo maker, em contextos de educação formal, pode ser um estímulo para introduzir mudanças pedagógicas graduais que propõem novas considerações sobre o espaço, disciplinas, materiais e papéis dos docentes. Ao mesmo tempo, oferece oportunidades para desenvolver as habilidades de forma transversal na escola, para a construção de uma abordagem mais participativa e para a aquisição de competências tecnológico-científicas.

6. O Disney TinkerLab prova ser um exemplo de aprendizado ativo que possibilita trazer experiências desafiadoras que despertam o desejo de aprender e substituem modelos com base na instrução, memorização e na avaliação tradicionais. E este é, em resumo, o objetivo mais cobiçado e o caminho para o conhecimento e a inovação.

DISNEY TINKERLAB E OS DIREITOS DA INFÂNCIA NA ERA DIGITAL
30 anos após a Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança e a criação da World Wide Web, o Disney TinkerLab fornece respostas para as necessidades emergentes das crianças em uma sociedade imersa em um processo de transformação digital, maximizando o papel da tecnologia pela expressão, educação de qualidade, brincadeira e participação de meninos e meninas e promoção do seu bem-estar.

A Convenção é o marco histórico de referência para os direitos humanos de meninos e meninas. É uma ferramenta visionária e influente, formulada em 1989, quando a internet estava apenas começando. Três décadas depois, os avanços na inteligência artificial, automação, robótica, internet pessoal e big data, entre outros, ressoam cada vez mais intensamente. Como as mídias digitais e as tecnologias de comunicação impactam na infância e na adolescência? Que novas demandas a era digital nos apresenta em relação ao bem-estar de meninos e meninas e ao cumprimento de seus direitos?

Com uma abordagem integral e holística da infância na sociedade conectada, o Disney TinkerLab promove o desenvolvimento de habilidades do século XXI: colaboração, criatividade, comunicação, pensamento crítico e alfabetização digital. Estas últimas procuram acompanhar meninos e meninas para que possam ser cidadãos ativos projetando, criando conhecimento, se expressando e transformando suas ideias em realidade como base da invenção e inovação.

Meninos e meninas são o centro do projeto: adquirem linguagens essenciais para a alfabetização do século XXI. Novos elos da infância com dispositivos tecnológicos são propostos para que eles e elas sejam criadores de mídias digitais e não meros consumidores passivos, lançando as bases para um uso ativo, reflexivo e criativo da tecnologia.

Sobre Chicos.net
É uma organização civil sem fins lucrativos que trabalha para melhorar a qualidade de vida de meninos, meninas e adolescentes. Projeta e implementa iniciativas que promovam o cumprimento dos direitos da infância. Está comprometida com iniciativas que promovem o uso seguro e responsável da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), promovendo o pleno exercício dos direitos de meninos, meninas e adolescentes no ciberespaço. Sua abordagem busca incluir as TICs como facilitadoras do acesso a informações e conteúdos de qualidade, educação, inclusão social e escolar, direito à expressão e participação. Desenvolve pesquisas, programas de treinamento, advocacia e conscientização com os diferentes atores sociais envolvidos no bem-estar de meninos e meninas.

No nível internacional, é membro da Save the Children e participou de iniciativas com o Plan International, ECPAT e o escritório da Representante Especial da ONU sobre Violência contra a Criança, Marta Santos Pais. Por sua vez, coordena a Rede NATIC de organizações latino-americanas. Representou a Argentina e a região em áreas de impacto global pelos direitos de meninos, meninas e adolescentes, incluindo o Dia Geral do Debate sobre Crianças e as TIC, organizado pelo Comitê dos Direitos da Criança em Genebra (2014) e o Encontro de Niñ @ Sur-Mercorsur em Montevidéu (2016).

É promotora da Semana da Cidadania e Alfabetização Digital na Argentina e em outros países da América Latina.

http://www.chicos.net

http://www.chicos.net/encuentro

http://www.rednatic.org

Sobre a Cidadania Corporativa da Disney
Ser um bom cidadão corporativo é uma longa tradição na Disney. Compromisso Disney é a identidade dos esforços de cidadania corporativa da empresa, através da qual todos os públicos são convidados a viver de maneira saudável, cuidar do meio ambiente, fortalecer suas comunidades e incentivar a criatividade e a inovação, para criar um futuro melhor. Por meio de políticas de gerenciamento de negócios responsável, doações, colaborações com organizações locais, experiências de entretenimento, campanhas de bem público e voluntariado corporativo, a Disney ajuda a melhorar a vida de crianças, famílias e comunidades.

Serviço
www.compromisodisney.com

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos