Destaque Mercado

Dextra e Cinq unem marcas e forças rumo ao crescimento

Empresas anunciam fusão de marcas a partir de junho. Clientes ganham mais capacidade de execução enquanto nova Dextra planeja crescimento nacional e internacional, mesmo com a crise

Dextra e Cinq Technologies anunciam que, a partir de junho de 2020, passam a operar sob a mesma marca, a da Dextra, e sob a mesma batuta – a do grupo Mutant. Entre as inúmeras vantagens da fusão, que vem sendo cuidadosamente executada desde janeiro, estão a ampliação da capacidade de entrega, maior presença no mercado brasileiro e internacional.

O processo de união foi facilitado por alguns elementos-chave. As duas companhias têm culturas e ofertas semelhantes, além de uma carteira complementar de clientes. A junção cria um time profissional tecnicamente poderoso, com quase mil pessoas distribuídas em escritórios em Campinas (SP), Curitiba (PR), São Paulo (SP), Ponta Grossa (PR), Florianópolis (SC) e Miami (EUA) – e, em breve, Rio de Janeiro (RJ).

“A Cinq tem uma penetração muito forte fora do Brasil, com mais 50% da receita vinda do mercado externo. Além disso está fortemente presente no sul do País”, explica Luis Dosso, Chief Business Development Officer e cofundador da Dextra. “A união cria uma empresa muito mais forte.”

Desde janeiro as companhias trabalham na unificação de processos internos e definição de papéis. A troca de experiências e melhores práticas foi intensa e o resultado é uma atuação tecnicamente mais forte e geograficamente diversa, tanto no mercado nacional como externo.

Entre as inúmeras vantagens da fusão, que vem sendo cuidadosamente executada desde janeiro, estão a ampliação da capacidade de entrega, maior presença no mercado brasileiro e internacional  

“A Dextra tem como força a oferta ágil, e nós a internacional. O cliente será beneficiado com uma musculatura maior e com uma experiência bastante consolidada de trabalho remoto, que agora com a pandemia de covid-19 acaba sendo fundamental”, explica Carlos Alberto Jayme, Growth and Innovation Director da Cinq.
Para Jayme, uma empresa com o porte da nova Dextra facilita ainda mais a atuação no mercado global graças à elevada capacidade de design e desenvolvimento de soluções digitais. Além disso, a Mutant também fortalece a segurança financeira necessária para a entrada em projetos internacionais de maior porte.

“Dextra e CINQ são empresas que sempre admirei. A estratégia de negócios, o modelo de gestão e, tão importante quanto, a afinidade cultural. Estamos muito felizes com a migração para a marca Dextra”, comemora Alexandre Bichir, CEO Mutant. “Isso facilita o entendimento do mercado e formaliza um processo de integração que já ocorreu em todas as áreas das empresas. A marca é a última e mais emblemática etapa.”

O que muda para os clientes?
Só ganham, garantem os executivos. Os projetos em andamento podem ganhar o reforço de desenvolvedores qualificados e talentosos. A união de Dextra e Cinq, ambas em pleno crescimento, também amplia o acesso a mercados para contratação de profissionais e ampliação de projetos.

“Somos capazes de executar qualquer tipo de projeto, e escalar muito mais rapidamente, além de atender o cliente em várias geografias”, diz Dosso. “São duas marcas muito respeitadas pelos clientes, com os quais mantemos relacionamentos longos.”

A pandemia apresenta desafios nunca previstos. Esta situação provocou a aceleração da união das empresas ao criar mais contato e proximidade entre as lideranças e os times, mesmo de forma remota, o que resultou em um “espírito de time muito forte”  

Tanto Dextra como Cinq são empresas destacadas no Great Place to Work (GPTW), o que, segundo os executivos, demonstra a importância dada por ambas às políticas de valorização de profissionais, às relações duradouras com os clientes e à inovação e pioneirismo tecnológico.

“A expectativa é de crescimento no Brasil e no exterior, mantendo a relevância que temos sem perder nossa cultura e o ambiente de trabalho diferenciado. São empresas que acreditam nas pessoas e no quanto é importante ter um ambiente de trabalho propício à colaboração”, reitera Jayme.
Além disso, o time de executivos das empresas foi totalmente unificado. Todos os sócios-fundadores da Cinq passam a ser diretores da Dextra, executando funções diferentes. O plano de crescimento da empresa coloca todos os diretores como fundamentais no plano de crescimento futuro.

Mas e a pandemia?
Mesmo a atual crise global causada pela pandemia de covid-19 não deve afetar a atuação da nova Dextra. A empresa deve continuar operando com alta capacidade de execução e financeira, inclusive para ajudar clientes que estejam enfrentando dificuldades.

“Podemos até rearranjar equipes de projeto para atender as necessidades dos clientes”, explica Dosso.
Para Jayme, a pandemia apresenta desafios nunca previstos. Esta situação provocou a aceleração da união das empresas ao criar mais contato e proximidade entre as lideranças e os times, mesmo de forma remota, o que resultou em um “espírito de time muito forte”.

“Quando nos deparamos com um desafio tão grande [a pandemia], nos unimos ainda mais”, conta. “Os dois times abraçaram a causa de assegurar as entregas e o excelente atendimento aos clientes.”

Serviço
www.mutantbr.com
www.dextra.com.br

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos