Artigos

Design Thinking: a solução de problemas complexos com o consumidor no centro das atividades

O distanciamento social tirou boa parte das pessoas das ruas e as colocou atrás de uma tela. Nesse cenário, virou uma obrigação para as empresas proporcionar uma boa experiência para o usuário quando ele está usando uma tecnologia da informação, ou qualquer produto digital.

Sabendo disso, as empresas buscam satisfazer as necessidades e também as expectativas dos consumidores, tentando inovar em seus produtos e serviços para que tenham uma usabilidade cada vez melhor. No caso das empresas que desenvolvem software sob medida para empresas, essa máxima também é verdadeira. No entanto, para atingir os resultados pretendidos no escopo daquele projeto, é necessário compreender quais as demandas deste cliente e os recursos que ele tem disponíveis, de forma a combiná-los de forma lógica e criativa.

Seja o objetivo oferecer uma tecnologia “b2c” ou “b2b”, as empresas mais inovadoras estão cada vez mais utilizando o Design Thinking, que é muito mais que uma técnica. É uma abordagem, uma maneira de agir. Seu objetivo é resolver problemas complexos com o foco nas pessoas.

Ele se estrutura em três pilares: Empatia, Colaboração e Experimentação. Para tanto, soma profissionais com competências diferentes, cujo resultado se torna positivo a partir de um objetivo comum e, realmente, assumido por todos: entender e atender o cliente em potencial.

O Design Thinking busca solucionar problemas complexos, gerando valor com propósito e impacto. Um exemplo prático: Dentro de um pensamento de melhoria contínua, a Oji Papéis, localizada em Piracicaba, interior de São Paulo, iniciou sua transformação digital com o objetivo de promover melhorias no portal de clientes e também em alguns de seus sistemas internos já existentes. Para esta solução foi a utilizado Design Thinking, visando a aprimorar a experiência do usuário.

O uso desta metodologia certamente permitiu a melhor experiência possível para os chamados clientes internos das tecnologias utilizadas pela companhia, pois, por meio de todas as suas etapas, potencializa o impacto das soluções geradas em tempo, efetividade e rentabilidade.

O Design Thinking é estratégico por natureza, pois aprimora todas as etapas de desenvolvimento de um software e integra as partes envolvidas no negócio. Ele pode transformar o modo como as empresas criam produtos, serviços, processos e estratégias, visando equilibrar as necessidades humanas com a viabilidade tecnológica e econômica.

Por Romulo Cesar de Paula, sócio e diretor comercial da ART IT

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos