Gestão

DC de Fortaleza da Angola Cables recebe a certificação Tier III

Com isso, o Data Center passa a ser o único de Fortaleza certificado TIER III – Design Documents, estando também em fase de certificação TIER III – Facility

O Data Center AngoNAP Fortaleza da Angola Cables, localizado na praia do Futuro em Fortaleza (CE), acaba de receber formalmente a certificação Tier III – Design Documents, emitido pelo Uptime Institute, organização consultiva independente licenciada para classificar e certificar projetos de data centers, de acordo com o “Sistema Tier Classification”. Com isso, o Data Center passa a ser o único de Fortaleza certificado TIER III, estando também em fase de certificação TIER III – Facility.

A Certificação Tier III é um atestado de qualidade de um data center e valida todas as informações e documentos relacionados à infraestrutura física das instalações de Fortaleza, como adequadas aos critérios exigidos para garantir o mais elevado nível de disponibilidade de serviço. Isto significa reconhecer a capacidade indicada do AngoNAP para oferecer eficiência e segurança, resiliência técnica e alto índice de disponibilidade para seus clientes. A certificação chega no momento em que o Data Center celebra 1 ano de atividades operacionais.

O Data Center AngoNAP de Fortaleza é estratégico devido às conexões de cabos submarinos de fibra óptica e um importante ponto de interconexão global  

Inaugurado em abril de 2019 em Fortaleza, o Data Center é um centro de dados de 3 mil metros quadrados, que compõe o complexo de cabos submarinos de fibra óptica SACS e Monet operados pela Angola Cables para abastecer conexões, fluir o tráfego de informações e atender às demandas de dados de conteúdos e negócios do hemisfério Sul, com destaque para o Brasil, América Latina e África.

“O certificado, como o concedido pelo Uptime Institute à Angola Cables para o Data Center Angonap de Fortaleza, coloca as nossas infraestruturas a um nível de excelência e qualidade de serviço ao cliente que nos deixa muito orgulhosos, porque reconhece estarmos equiparados às mais avançadas empresas de telecom para fornecer serviços com a mais alta excelência para as empresas digitais, que buscam hospedagem, conexões de baixa latência com maior capacidade de transmissão e armazenamento de dados, em um ambiente confiável e altamente estável”, explica António Nunes, CEO da Angola Cables.

O Data Center AngoNAP de Fortaleza é estratégico devido às conexões de cabos submarinos de fibra óptica e um importante ponto de interconexão global. Dispõe de um Ponto de Troca de Tráfego, também conhecido como PIX, que faz parte da malha de conectividade do IX.br (Brasil Internet Exchange), o que favorece a exportação dos conteúdos produzidos por empresas brasileiras e também a hospedagem de provedores nacionais, por questões como o câmbio.

O Data Center ainda tem a vantagem de proporcionar e entregar conexões seguras, com baixíssima latência e escalabilidade. A instalação tem uma capacidade de redundância de energia de 12,5 MVA e atualmente possui 1 000 racks escaláveis, oferecendo aos clientes um padrão de disponibilidade de serviço de 99,982%.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos