Destaque Gestão

Consultoria de TI aumenta a precisão e reduz tempo em contratações

Com Modelo Ágil, Elumini constrói esquadrões para aproximar candidatos com a competência técnica necessária e a cultura da empresa que oferece a vaga

Com uma economia imprevisível e o desemprego atingindo 12,6 milhões de pessoas, alguns setores caminham na contramão desse cenário e sofrem com a falta de mão de obra. É o caso da área de tecnologia da informação (TI) em que sobram vagas impulsionadas pela transformação digital. Pelo menos 70 mil novas oportunidades por ano correm o risco de não serem preenchidas até 2024.

Entre os motivos para o profissional de TI ser disputado está a explosão de empresas que tem a tecnologia como gatilho para o seu modelo de negócio. Segundo a Associação Brasileira de Startups (Abstartups), até dezembro deste ano, mais 3 mil startups podem começar a operar no Brasil e se juntar a outras 12 mil que já estão no mercado.

“As empresas cada vez mais precisam de alguma forma colocar a sua tecnologia em dia ou estar atualizadas para não ficarem para trás, por isso o mercado continua aquecido e sedento por profissionais
bons e adequados às vagas”  

Analisando negócios mais robustos, a necessidade de transformação digital pode garantir que a receita do setor
tecnológico alcance R$ 200 bilhões até 2024, de acordo com a Brasscom, responsável por reunir empresas de tecnologia da informação Em comparação, o mercado brasileiro de TI cresceu 9,8% em 2018, gerando US$ 46,6 bilhões de investimento, colocando o país na 7ª posição, atrás de potências como Estados Unidos, China, Japão, Reino Unido, Alemanha e França.

Entre as características de profissionais procurados pelo mercado, além de data analytics, IoT, segurança e outras, soma-se aquela capaz de liderar projetos. Apenas na Elumini, consultoria brasileira que oferece ao mercado empresarial soluções em TI, em 2019 foram abertas 260 vagas por empresas que buscam complementar suas equipes internas de TI com profissionais especializados, e no período dos últimos 12 meses foram 350 oportunidades. “As empresas cada vez mais precisam de alguma forma colocar a sua tecnologia em dia ou estar atualizadas para não ficarem para trás, por isso o mercado continua aquecido e sedento por profissionais
bons e adequados às vagas”, explica o CEO da Elumini, Eduardo Farias.

A Elumini surgiu em 2004, a partir de um grupo de pessoas do segmento de TI, que naquela época já observava um espaço entre a demanda de mercado e a quantidade de profissionais. A empresa hoje acumula 15 anos de experiência, escritórios nos Estados Unidos, e desde setembro de 2019, em Portugal. A próxima etapa será a estruturação de uma equipe no Porto Digital, polo de tecnologia de Recife (PE). “A demanda por gente de TI está em todo o mundo, e isso inclui o Brasil. Com o escritório em Portugal, queremos atender e estruturar toda a
necessidade do país e expandir para a Europa. No Brasil, além de São Paulo e Rio de Janeiro, atuamos também em Curitiba e Porto Alegre, e agora estamos indo para Recife, onde existem 1 mil vagas no Porto Digital. Isso só é possível porque adotamos uma metodologia que pode ser replicada em qualquer lugar ”, detalha.

O segredo do sucesso está na aplicação do conhecido Método Ágil, o qual já era utilizado no time de desenvolvedores há sete anos, só que desde o ano passado passou a ser aplicado também nos processos de recrutamento e seleção. Para isso, foi criado um esquadrão composto por profissionais de diversos segmentos do negócio, como business partners, departamento comercial e equipe técnica. Com este time foi possível selecionar o profissional que possuía tanto as qualidades técnicas quanto as comportamentais necessárias para cada vaga e, o principal, em um período de tempo reduzido. “Estamos utilizando a metodologia há um ano e isso foi fundamental para atender as demandas do mercado de TI, que apesar da crise, está precisando de gente. Com isso, percebemos que conseguimos ter muita velocidade para suprir essas necessidades porque o envolvimento de todas as áreas possibilita que identifiquemos com rapidez os profissionais com os perfis mais adequados. Tem o comercial e o business partner, que conhecem a cultura do cliente, e o técnico, que avalia se o candidato possui o conhecimento necessário. Ou seja, é um olhar global sobre o perfil de quem está no processo seletivo”.

Tanta agilidade e precisão se devem também ao software desenvolvido pela empresa para apoiar seus processos internos. Por meio de inteligência artificial, a ferramenta alinha os interesses dos profissionais com a cultura da empresa, o que aumenta as chances de efetividade na contratação.

Além de utilizar a metodologia ágil nos processos de recrutamento e seleção, a Elumini também emprega esse modelo para gerenciar projetos. Metas semanais, planejamento e reuniões diárias para confirmar se os compromissos foram atendidos pelo time multidisciplinar e diversos outros rituais da metodologia ágil contribuem para aumentar a velocidade das entregas. “À propósito, gerenciamento de projetos é uma das áreas de
conhecimento em que a Elumini é expert, com reconhecimento do mercado. A prova disso é o número de gerentes de projetos contratados para apoiar empresas neste tipo de desafio: já são 60 profissionais, e esse número tende a crescer”, completa Farias.

2 Comentários

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos