Gestão

ConnectCom fortalece atuação junto a segmentos governamentais

Empresa oferece os mais diversos serviços de TI e outsourcing aos setores administrativo, financeiro, jurídico, de saúde e segurança, entre outros, que representaram mais de 50% dos negócios e trouxeram R$ 66 milhões de receitas em 2018

tecla BrasilCom mais de 25 anos de atuação no mercado, a ConnectCom, empresa brasileira especializada em soluções e serviços de tecnologia, outsourcing e infraestrutura de TI, sempre teve sua história vinculada à projetos realizados para os mais diversos segmentos do Governo, como administrativo, finanças, saúde e segurança, entre outros.

“Nós sempre nos focamos em oferecer excelência na oferta de produtos e serviços aos mais diversos setores da economia, mas entre eles o setor governamental sempre obteve destaque. Isto porque, felizmente, sempre pudemos atuar e nos destacar em projetos importantes para garantir o aperfeiçoamento da infraestrutura tecnológica e melhorar o atendimento à população, conta Valter Lima, CEO da ConnectCom.

Os negócios com diferentes órgãos e instituições governamentais vem crescendo ano a ano. Um dos destaques é a Caixa Econômica Federal, para a qual a Connectcom oferece serviços como Service Desk, gestão e ambientes e data center, desde de 2003 até hoje. “O crescimento consistente dos negócios e das receitas provenientes do setor público nas esferas federal, estadual e municipal nos fez criar há quatro anos uma unidade de negócios específica, que hoje é responsável pela gestão de uma carteira de 30 clientes”, informa Lima.

Acreditamos que alcançaremos um faturamento de cerca de R$ 100 milhões com projetos públicos este ano e esperamos dobrar nosso volume de projetos até 2025

Entre os clientes federais da ConnectCom, atualmente, estão também: Banco Central, Polícia Federal, Supremo Tribunal Federal, Supremo Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas da União, Controladoria Geral da União, Ministério da Saúde, Comissão de Valores Mobiliários, Arquivo Nacional, Casa da Moeda, Instituto Nacional de Propriedade Industrial, e Comissão Nacional de Energia Nuclear. No portfólio constam ainda companhias como Infraero, Petrobrás, Empresa Brasileira de Comunicação, Instituto do Câncer do Rio de Janeiro, Farmanguinhos (laboratório da Fiocruz) e Furnas, entre outras.

A Connectcom atende também instituições estaduais como Polícia Técnica Cientifica, Tribunal Regional Eleitoral, Prodesp, Univesp e SPPREV, do Estado de São Paulo; Tribunal Regional do Trabalho, do Distrito Federal; Hospital Pedro Ernesto, do Rio de Janeiro, entre outras.

“Temos um portfólio de órgãos e instituições públicas muito rico, para o qual oferecemos uma grande diversidade de produtos e serviços qualificados, que exigem dedicação máxima e grande conhecimento técnico e de negócios dos mais de 1.000 profissionais alocados nos variados projetos”, explica Pedro Henrique Pereira, diretor da Unidade de Negócios com o Governo da ConnectCom.
Segundo Pereira, os principais projetos desenvolvidos pela ConnectCom para o setor público estão relacionados a experiência do usuário, performance das aplicações, desenvolvimento de sistemas com métodos ágeis e DEVOPS, infraestrutura, service desk e soluções de datacenter. “Exemplos disto são o projeto de desenvolvimento do novo LMS (Learning Management System) em nova arquitetura de microsserviços para a UNIVESP, a Central de Atendimento em Território Nacional do Ministério da Saúde e a gestão de storage (mais de 100 pentabytes) para a Petrobrás”, destaca o diretor.

O sucesso da atuação da ConnectCom junto ao setor público se justifica pela ampla especialização obtida pela companhia em seus 25 anos de trabalho em diferentes frentes, os resultados propiciados em termos de eficiência operacional, melhoria de gestão e redução de custos, além da transparência e idoneidade características da empresa em todos os negócios realizados, seja para empresas públicas ou privadas.

“Atribuo nossas conquistas à capacidade de compreender as demandas específicas de cada instituição ou empresa, a qualificação e dedicação de nossos profissionais e ao bom relacionamento desenvolvido com os gestores dos clientes desde o início dos projetos, que é cultivado e fortalecido ao longo dos anos”, afirma o CEO da ConnectCom,

De acordo com Lima, a experiência e os novos conhecimentos adquiridos em cada projeto, bem como a sinergia das equipes das ConnectCom com as dos clientes, permite à ConnectCom se manter sempre otimista em relação aos negócios com as diferentes esferas governamentais, mesmo em momentos de crise econômica, como o atual. “Acreditamos que alcançaremos um faturamento de cerca de R$ 100 milhões com projetos públicos este ano e esperamos dobrar nosso volume de projetos até 2025”, conclui o executivo.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos