Canal de Distribuição

Cisco reformula programa de canais

As mudanças ajudarão os parceiros a buscar oportunidades no ciclo de vida e tudo como um serviço

  A Cisco anunciou durante sua conferência anual com parceiros, Partner Summit Digital, realizado no final de outubro, as maiores mudanças já realizadas em seu programa de canais em mais de uma década. Com a adequação, a companhia passa a criar orientações unificadas, reconhecer e recompensar os parceiros pelas atividades que desempenham junto aos clientes. Na ocasião, a empresa lançou também uma plataforma digital, que usará o conceito de one stop shop para o parceiro encontrar tudo o que precisa ao trabalhar com a marca.

“A transformação está mais acelerada do que nunca, e precisamos que nossos programas e plataformas reflitam como a Cisco e nossos parceiros podem ter mais sucesso juntos”, afirma Oliver Tuszik, vice-presidente sênior de Organização Global de Parceiros da Cisco. Essas mudanças vão oferecer mais simplicidade e permitir que a companhia e parceiros ganhem agilidade, relevância e lucratividade. “Trata-se de estarmos prontos para o futuro em relação a tudo que aparecer em nosso caminho”, ressaltou.

Além de ter sido simplificado, o novo Cisco Partner Program, tem como características destacar e recompensar as múltiplas e essenciais atividades que os parceiros desempenham junto aos clientes

Canal preparado
Durante o evento, executivos globais e da América Latina, falaram sobre a disposição da Cisco em acelerar as mudanças quanto a capacitação, para que os parceiros atendam às necessidades dos clientes, que demandam mais evolução em menor prazo. “Vamos ajudar nossos parceiros a desenvolver recursos no sentido de expandir seus talentos e práticas além das habilidades técnicas”, afirmou Tuszik. Ele continua dizendo que a companhia “quer que seu canal se utilize dos investimentos disponíveis para competências e acelere sua capacidade não apenas enfrentar os desafios econômicos atuais, como para prosperar em um ambiente de negócios que pode mudar rapidamente.

Por isso, lançou a especialização DevNet, voltada a desenvolvedores de software. Ele valida e destaca a capacidade de automatizar soluções e desenvolver aplicativos em plataformas Cisco, e identifica o parceiro que oferece as habilidades certas para atender às necessidades de cliente.

“A DevNet se completa com a especialização em Experiência do Cliente, que reconhece que as práticas dos nossos parceiros vão além dos tradicionais produtos e serviços, garantindo que os clientes obterão o valor máximo das soluções adotadas”, contou Jordi Botifoll, vice-presidente sênior para a região das Américas da Cisco e presidente para a América Latina. Continuaremos a desenvolver os atuais programas de competência e criar outros que acelerem a capacidade dos parceiros de fornecer tecnologia inovadora por meio de novos modelos de consumo”, adianta o executivo.

Programa mais enxuto
Diante do cenário atual e que se desenhará, a Cisco se movimenta no sentido de buscar oportunidades no ciclo de vida das informações e tudo como um serviço, em seu programa de Canais, que sofreu a maior reformulação dos últimos dez anos. Enxugar foi a palavra de ordem, tendo em vista que de 12 diferentes abordagens, foi elaborado um único programa de canais, abrangendo parceiros de todos os tipos. A reestruturação completa deverá acontecer em 12 ou 18 meses.

É fato que muitos integradores e revendas especializadas estão dando mais atenção ao ciclo de vida das soluções do que aos produtos. A Cisco reconhece que a venda de produto está sendo substituída por um modelo de lucro vinculado ao ciclo de vida do cliente e pela entrega contínua de valor. Em função disso, além de ter sido simplificado, o novo Cisco Partner Program, tem como características destacar e recompensar as múltiplas e essenciais atividades que os parceiros desempenham junto aos clientes. Ele será centrado nas quatro funções que os parceiros desempenham: integração, desenvolvimento, consultoria e provedor, sendo que cada função oferecerá os níveis Gold, Premier e Select, da companhia.

América Latina
No primeiro dia do evento global, de acordo com Alba San Martin, diretora sênior de vendas indiretas da Cisco na América Latina, cerca de 2,5 mil participantes da região marcaram presença, refletindo como a comunidade é ativa. “Damos ao nosso canal um grande investimento em Multicloud, e ajudando-o a ser mais poderoso com Serviços Gerenciados, ampliando todo o nosso portfólio e arquiteturas, e também simplificando os sistemas, informou. Em contrapartida a companhia espera que os parceiros colaborem para que o cliente esteja atualizado com as versões mais recentes, que crie valor ao longo de todo o ciclo de vida, utilizando APIs e agregando valor à infraestrutura.

O perfil das empresas na América Latina permite a integração de diferentes soluções e serviços, aumentando a rentabilidade dos parceiros. “Isto permite-lhes oferecer soluções integradas aos seus clientes, expandindo os seus negócios”, explicou Alba.

A executiva conta que a Cisco está disponibilizando diversos recursos para os canais, que vão desde casos de sucesso específicos do setor, diferentes soluções até plataformas de ensino.

Ela destaca o reconhecimento da Logicalis, que ocupou a segunda posição no Global Innovation Challenge, e a Ikusi, como o Parceiro Latino-Americano do Ano, que obteve melhor desempenho em escala global em Internet das Coisas.

 

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos