Artigos

Cinco dicas para integrar BI e ERP com eficiência

A crise financeira global colocou a integração entre Business Intelligence (BI) e Enterprise Resource Planning (ERP) em destaque. Ficou em evidência a urgência de entender os negócios mais de perto, com um olhar macro e analítico.

Mas, apesar das boas intenções, muitas empresas têm se esforçado para implementar sistemas de BI. Outras que implementaram com sucesso estão usando de forma improdutiva, geralmente utilizando única e exclusivamente como uma ferramenta de relatório e não explorando todo o seu potencial e recursos.

Isso é lamentável porque, quando implementado corretamente, o BI é um instrumento poderoso. Estima-se que apenas a análise de tendências de BI impulsionou um crescimento de mais de 20%.

Nos seus próprios negócios, a chave para implementar o BI corretamente é entender claramente por que você está fazendo isso.

1- Tenha foco no objetivo e visão de negócio
Uma das razões pelas quais o BI é notoriamente difícil de acertar é o fato de que as empresas geralmente realizam o BI sem uma ideia bem definida do que significa.

Os sistemas de software ERP em nuvem capturam uma quantidade incrível de transações e dados comerciais, e o papel do BI é converter esses registros em informações que podem ser usadas pelos tomadores de decisão.

É vital lembrar que o objetivo do BI é produzir informações e insights. Portanto, decidir qual insight sua empresa precisa é o primeiro passo para implementar o BI.

Boas perguntas a serem feitas são:
Quais áreas de negócios você quer olhar de perto?
Quais são os principais indicadores de desempenho?
Como os tomadores de decisão irão reagir ao insight que sua solução produz?
Que resultados específicos serão alcançados?

Entenda que o BI sozinho, nem o ERP resolverá os problemas da sua empresa por si só. Para ter sucesso, você precisa conhecer o seu negócio e ter um objetivo de onde quer levá-lo e usar essas tecnologias à seu favor. Nada substitui uma boa gestão.

2- Não terceirize o sucesso
As melhores integrações de BI surgem de um profundo entendimento das operações de negócios, por isso que a gestão e liderança tem papel fundamental no processo decisório e no uso correto do BI na empresa.

O ideal é designar alguém da própria organização para dirigir o projeto – talvez você e outro membro da equipe de gerenciamento sejam os mais adequados para colocar em ação.

3- Não faça tudo sozinho
O BI é um sistema complexo, e vários tipos de soluções, pacotes de software e obstáculos de integração tornam a implementação uma tarefa difícil.

Da mesma maneira que um capitão não navegaria sem uma equipe experiente, os responsáveis ​​pelas integrações de BI podem evitar desastres ao estarem alinhados e focados em uma mesma direção.

O ideal é escolher um fornecedor de BI que tenha experiência no seu setor. Como o BI trata-se de aprimoramento dos negócios, procurar um fornecedor com experiência prévia no seu setor significa que é mais provável que o projeto seja mais assertivo em termos de processos de negócios e KPIs desde o início – aumentando a probabilidade de sucesso.

4- Evite a armadilha dos ‘relatórios’
O erro mais comum que as empresas (e infelizmente até alguns fornecedores de BI) cometem é usar o BI como uma ferramenta de relatório.

Ter o BI para simplesmente recuperar e relatar registros de sistemas de software ERP é como comprar uma Ferrari para deixar na garagem. O BI oferece muito mais recursos do que isso.

Seja analisando vendas históricas, atuais ou previstas, custos de produção ou outras formas de dados comerciais, o BI fornece informações atualizadas sobre o estado dos negócios – insights que permitem aos tomadores de decisão avaliar a eficácia de processos e departamentos, para entender como a empresa está operando de maneira mais ampla e testemunhar tendências nas vendas à medida que ocorrem.

Para aproveitar ao máximo o BI, verifique se sua implementação está focada em insights estratégicos. Não se trata de volumes de vendas ou metas perdidas, mas as razões por trás delas.

5- Gerenciar a segurança da informação
O BI é um instrumento potente para analisar informações sobre todos os aspectos de um negócio. Sem surpresa, no entanto, o nível de informação que ele coloca nas mãos dos usuários é uma preocupação comum dos CEOs.

Para esse fim, a segurança dos dados nas soluções de BI precisa ser gerenciada com cuidado, mas lembre-se de que os benefícios do fluxo aprimorado de informações na empresa excedem largamente os riscos.

Conclusão
O BI é uma área difícil, mas também oferece um enorme potencial para fornecer insights que podem aumentar os lucros, reduzir custos e fornecer uma imagem contínua de uma empresa e seu mercado.

Com um conjunto claro de objetivos e ajuda especializada, quando necessário, ele pode aproveitar os dados que residem nos sistemas ERP e transformar essas informações latentes em uma valiosa conscientização competitiva.

Por Osvaldo Aoki, CEO da Aoki Sistemas

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos