Gestão

Cigam desenvolve planejamento para empresas chegarem à Indústria 4.0

Pesquisa da Associação Brasileira do Desenvolvimento Industrial mostra que quando o parque nacional estiver modernizado, redução de custos pode chegar a R$ 73 bilhões por ano

O conceito de Indústria 4.0 envolve todas as ferramentas tecnológicas que surgiram na última década, como IoT (Internet das Coisas), Big Data, Inteligência Artificial, Impressão 3D, entre outras. De acordo com a Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), quando todas as indústrias do país estiverem operando na Indústria 4.0, haverá uma redução de custos industriais de, pelo menos, R$ 73 bilhões por ano.
Porém, a implementação de todas as tecnologias necessárias para a empresa alcançar esse patamar não é uma jornada trivial e muitas podem se complicar caso seus gestores não façam um planejamento cuidadoso, tanto financeiro quanto de implementação de soluções.

O conceito de Indústria 4.0 envolve todas as ferramentas tecnológicas que surgiram na última década, como IoT (Internet das Coisas), Big Data, Inteligência Artificial, Impressão 3D, entre outras  

Para Robinson Klein, CEO da Cigam, fornecedora de software de gestão empresarial (ERP, CRM, BI, RH, PDV e Mobile), para uma empresa entrar na era da Indústria 4.0 ela terá de fazer um mapeamento preciso das atividades, verificando quais podem ser automatizadas, quais precisam ser modernizadas e quais produzirão maior impacto nas operações. A partir daí, é possível começar a organizar um plano que possa contemplar, módulo a módulo, cada necessidade da empresa.

“A vantagem da empresa chegar à Quarta Revolução Industrial é que ela terá processos mais ágeis, ambientes híbridos e pode abrir espaço para profissionais qualificados, incrementando ainda mais sua produtividade, pois as pessoas estarão usando mais sua criatividade enquanto as máquinas fazem todo o trabalho repetitivo”, considera o executivo.

Letícia Zocarato, diretora de Estratégia e Inovação e fundadora da Ozion, fabricante de geradores de ozônio para a indústria de água mineral e bebidas, considera a automação dos processos essencial para o crescimento das companhias. “Não dá para crescer sem números, sem dados e sem estar organizado. Esse é o papel da tecnologia, e eu quero usar a capacidade e expertise da minha equipe para gerar mais relacionamento, ter mais contato com os clientes e mais foco na gestão para suportar a inovação que é o alicerce do crescimento”, comenta Letícia. A Ozion utiliza ERP e BI da Cigam para a evolução dos seus negócios.

 

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos