Carreira

Cesar amplia estratégia de internacionalização

Curso de extensão em desenvolvimento mobile tem parceria com instituições portuguesas e terá certificação dupla, valendo no Brasil e em Portugal

A Cesar School, escola de inovação do Cesar, um dos centros tecnológicos e de Transformação Digital do País, acaba de dar mais um passo à sua estratégia de internacionalização. Em parceira com o Instituto Politécnico Superior de Gaya (ISPGaya) e a Nguzu, projeto articulador de educação, inovação, ciência e tecnologia dos países de língua portuguesa, a instituição lançou um curso de extensão em desenvolvimento mobile, a ser realizado na sede do ISPGaya, região metropolitana da cidade do Porto, em Portugal.

O curso Desenvolvimento de Aplicações Móveis será composto de 13 disciplinas, das quais 5 serão ministradas por professores da Cesar School, e contempla 3 trilhas: Android, iOS e Empreendedorismo. Focado para profissionais do mercado de tecnologia, o curso tem duração de três meses, com início em setembro próximo. A certificação será dupla, com validade tanto no Brasil quanto em Portugal.

Esta é a quinta parceria internacional da Cesar School. No começo do ano foi lançado um convênio para graduação e pós-graduação sanduíche com a University of South-Eastern Norway (USN), na Noruega  

Esta é a segunda parceria da escola com instituições portuguesas. A primeira foi firmada no ano passado com a Porto Business School (PBS), escola de negócios da Universidade do Porto, para um módulo eletivo do curso de extensão Gestão de Negócios na Era Digital, que possibilita a alunos da Cesar School realizar a disciplina em uma das mais renomadas escolas de negócios da Europa, além de ter contato com o ecossistema de inovação da região.

“Trabalhar em rede faz parte do nosso DNA. Sempre buscamos parcerias que possam agregar à nossa expertise e contribuir para a cultura da transformação digital nas empresas do mundo todo. O mercado digital não tem barreiras, o que permite que a transmissão do conhecimento e a troca de experiências ocorra de forma mais transversal”, destaca Juliana Queiroga, product manager e business strategy designer do Cesar.

As instituições parceiras já planejam mais lançamentos conjuntos para um futuro próximo, como cursos de Internet das Coisas (IoT) e Big Data, por exemplo. “O Cesar é uma referência em inovação no Brasil, com uma conexão muito forte com o ecossistema tecnológico, além de um ator fundamental na criação do Porto Digital, em Recife (PE). Sua escola trabalha com a metodologia Problem Based Learning e Challenge Based Learning, e os professores fazem a ponte entre o mercado e a academia. É isso que pretendemos exponenciar com esta parceria: mais ligação entre as universidades e as empresas”, explica Tiago Cardoso, cofundador e diretor executivo do Nguzu Project. O projeto foi lançado em 2013 e trabalha para fomentar a mobilidade acadêmica entre os Países Lusófonos.

Nesta parceria, a Nguzu atuará também para aproximar os alunos das demandas do mercado. “No último final de semana do curso vamos fazer um bootcamp no estilo de um hackathon, em que os alunos vão ter de colocar em prática o aprendizado, com desafios de empresas reais, portuguesas e brasileiras. A Nguzu tem muita ligação com companhias de ambos os países para agregar com os cases de inovação”, antecipa Cardoso.

Assim como no Brasil, Portugal sofre com a escassez de profissionais especializados no mercado de tecnologia, e a interação entre as instituições pretende contribuir para a capacitação e o desenvolvimento do setor em escala global. “A parceria também faz parte da estratégia de internacionalização do ISPGaya e o Brasil surge como um player natural para nós, devido às enormes afinidades entre os países. Tecnologia também é a nossa principal área de atuação, então possuímos bastante sinergia com a Cesar School”, afirma João Monteiro, diretor do ISPGaya.

Esta é a quinta parceria internacional da Cesar School. No começo do ano foi lançado um convênio para graduação e pós-graduação sanduíche com a University of South-Eastern Norway (USN), na Noruega. Além das portuguesas ISPGaya e PBS, a escola possui também programas conjuntos com as universidades Ohio University (Ohio, EUA) e Universidad Tecnológica Nacional (Buenos Aires, Argentina).

“As parcerias internacionais abrem espaço para que possamos fazer uma expansão da Cesar School em várias dimensões, tanto do ponto de vista de negócios, pois podemos atuar em conjunto com outras empresas lá fora, quanto para formação de profissionais de outras regiões, não só no Brasil. Nossos alunos podem expandir o networking e aprender mais sobre a cultura de outros países, assim como nossos professores , que ganham possibilidade de pós-graduação e especialização internacional”, destaca Felipe Furtado, diretor Executivo da Cesar School.

 

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos