Destaque Entrevistas

Certificação Digital: novos negócios surgem para integradores de TI

Há enorme potencial de negócios para integradores de TI junto a hospitais, já que poucos possuem o prontuário de fato digital

O diretor Comercial da Soluti Soluções em Negócios Inteligentes, Júlio César Mendes, detalha o funcionamento e a aplicação das soluções digitais para a área de Saúde e afirma que novos negócios surgem com prescrições digitais e soluções de Telemedicina. 

Quais são as áreas da Saúde que a Certificação Digital é aplicada?
A Certificação Digital tem duas finalidades: Autenticação de acesso a sistemas e Assinatura de documentos digitais. Nas duas frentes há várias aplicações dentro da saúde. Na autenticação de acesso, por exemplo, é fundamental que tenhamos a garantia de quem está lá do outro lado do computador é de fato aquele médico. Sem a Certificação Digital, qualquer um que souber as informações para o acesso (usuário e senha) deste médico pode se passar por ele! Isso é perigosíssimo, tanto para o médico, quanto para o paciente, que receberá o atendimento de um fraudador.
Em relação à assinatura de documentos, somente por meio de assinatura com o certificado digital o documento possuirá garantia de integridade e autoria, sem estes atributos, como podemos confiar em uma prescrição digital, por exemplo? Sendo assim, a Certificação Digital é essencial para todo o processo de saúde digital, no qual precisamos de garantia de quem está executando o ato médico e, também, garantia de procedência, autoria e integridade de todos os documentos digitais assinados por um profissional da saúde.

Quais são os requisitos tecnológicos para que seja adotada por instituições de Saúde

As instituições de saúde, em sua grande maioria já possui algum tipo de sistema de prontuário. Muitos dizem prontuário eletrônico, mas acabam não sendo, justamente pela falta de assinatura digital (produzida por um certificado digital). O que ocorre na prática são instituições que possuem tudo informatizado contudo, ainda estão imprimindo uma papelada, pois a impressão só pode ser dispensada, com a assinatura digital. Para implementação dessas assinaturas, as instituições precisam que o sistema utilizado esteja preparado para realizar as assinaturas. A Soluti possui integração – é parceira de mais de 50 sistemas –, e cada profissional que assina dentro do prontuário do paciente precisa possuir um certificado digital. O mesmo ocorre com sistemas de prescrição eletrônica e, também, sistemas de Telemedicina.

E de conhecimento?
Desenvolvemos um modelo de utilização que facilita muito a vida do médico e demais profissionais da saúde. No nosso caso, a assinatura é feita, por meio de um processo semelhante ao pagamento de uma conta no internet banking, ou seja, o profissional tem um app em seu celular, que produz uma senha randômica temporária. A cada vez que ele for executar uma assinatura, irá digitar essa senha, que chamamos de one time password – OTP, no sistema, desta forma o documento está assinado. Em outras palavras, a gente troca o botão ‘imprimir’ por ‘assinar’.

De que forma a Certificação Digital pode atuar junto à Telemedicina?
É por meio da Certificação Digital que temos garantia de que quem está atendendo (e prescrevendo) é de fato o médico. A gente, no nosso dia a dia, nem sempre para pensar nessas coisas, mas, imaginem o potencial dano que um falso médico pode provocar, ao acessar uma plataforma de Telemedicina.

Que tipo de profissional é necessário para que um hospital ofereça Certificação Digital?
Não precisa necessariamente que o hospital possua um profissional para emitir os certificados digitais da sua equipe assistencial e médicos. Hoje, o certificado digital pode ser obtido de forma remota, seja por meio de uma solicitação e renovação online – quando a pessoa já possui um outro certificado digital (é preciso ser do tipo A3), ela pode fazer uma portabilidade, ou ainda ela pode solicitar uma validação por meio de videoconferência, caso seja seu primeiro certificado digital.

Que tipo de treinamento é necessário para esse profissional?
Caso o hospital tenha interesse em ser a entidade emissora do certificado digital, é possível. Contudo, deverá ser credenciado como Autoridade de Registro, vinculado à uma Autoridade Certificadora. Este credenciamento é solicitado ao Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI. No nosso caso, cuidamos de todo o processo, incluindo os treinamentos necessários para obtenção deste credenciamento.

Como é e em quanto tempo se implementa uma solução para uma instituição de Saúde?
Depende muito do tamanho da equipe e de quantos já possuem ou não certificado digital. A partir destas informações, é possível montar um projeto para implementação, que terá o prazo de acordo com estas e algumas outras variáveis.

Qual o potencial desse mercado para integradores e desenvolvedores de TI?
O potencial é enorme, pois, a saúde, apesar de ter experimentado um avanço tecnológico enorme, principalmente nos últimos dez anos, pouquíssimos hospitais, por exemplo, possuem o prontuário de fato digital. Ainda há um potencial muito grande também falando em outras situações, como por exemplo prescrições digitais e soluções de Telemedicina. Há muitos grupos de saúde no Brasil atendendo por Telemedicina e enviando prescrições por mensageiros, ou pedindo para os pacientes buscarem em algum local. Essa é a realidade, e não o processo de fato digital.

A pandemia acelerou muito a velocidade desta transformação e o mercado de Certificação Digital tem se desdobrado para atender à demanda crescente da saúde. Em março e ainda em abril, muitos processos estavam em ajuste, pois a emissão por videoconferência, por exemplo, foi autorizada para todas as pessoas, apenas em 23 de abril e ainda com requisitos sistêmicos que as empresas precisaram se adaptar, portanto, as mudanças ocorreram em um espaço muito curto de tempo, exigindo um esforço muito grande para as empresas do setor, que assim como todas, ainda encara as dificuldades trazidas pela pandemia.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos