Destaque Mercado

CEO da Intel se despede com receita recorde apesar da pandemia

Bob Swan divulgou os resultados financeiros de 2020 com crescimento de 8% graças às vendas de chips para PC

O CEO da Intel, Bob Swan, que em fevereiro passa o bastão para Pat Gelsinger, deixa o cargo prestigiado depois do anúncio dos resultados financeiros do quarto trimestre de 2020 e o fechamento do ano. Mesmo com a pandemia, a Intel conseguiu uma receita recorde no ano, chegando a US$ 77,9 bilhões, 8% superior ao ano anterior. No quarto trimestre houve ligeira queda de 1%, com uma receita de US$ 20 bilhões (em outubro, a projeção era de receita de US$ 17,4 bilhões no trimestre).

“Superamos significativamente nossas expectativas para o trimestre, fechando nosso quinto ano recorde consecutivo”, disse Swan. “A demanda pelo desempenho de computação que a Intel oferece continua muito forte e nosso foco nas oportunidades de crescimento está valendo a pena. Foi uma honra liderar esta empresa maravilhosa e estou orgulhoso do que conquistamos como equipe. A Intel está em uma posição estratégica e financeira sólida enquanto fazemos essa transição de liderança e levamos a Intel para o próximo nível”, comentou.

Segundo a empresa, a receita do quarto trimestre excedeu as expectativas anteriores em US$ 2,6 bilhões, impulsionada pela receita recorde centrada em PC, com o volume crescendo 33% em compactação ao mesmo período do ano passado, liderada por vendas recordes de notebook. Já em valores financeiros, a unidade de PC teve receita de US$ 10,9 bilhões, um incremento de 9%. No ano, essa unidade alcançou US$ 40,1 bilhões, crescendo 8%.

A unidade de negócios da Mobileye, que desenvolve sistemas para carros autônomos, adquirida em 2017, teve uma receita recorde no quarto trimestre com US$ 333 milhões, um aumento de 39%. No ano, essa unidade teve receita de US$ 967 milhões, um crescimento de 10% em comparação a 2019.

As demais unidades de negócio da Intel tiveram queda na receita. O Data Center Group, que desenvolve processadores para servidores, caiu 16% (US$ 6,1 bilhões) no trimestre e 11% (US$ 26,1 bilhões) no ano; Internet das Coisas (IOTG) teve baixa de 16% (US$ 777 milhões) no último trimestre e queda de 21% (US$ 3 bilhões) no ano.

O relatório ainda informa que a Intel entregou lucro por ação (EPS) em circulação no quarto trimestre de US$ 1,42 (US$ 1,52 em uma base não-GAAP, excedendo a orientação de outubro em 42 centavos); gerou um caixa recorde de US$ 35,4 bilhões de operações e US$ 21,1 bilhões de fluxo de caixa livre (FCF) e retornou US$ 19,8 bilhões aos acionistas. A previsão de receita no primeiro trimestre de 2021 é de aproximadamente US$ 18,6 bilhões (receita não-GAAP de US $ 17,5 bilhões); esperando lucro por ação do primeiro trimestre de US$ 1,03 (lucro por ação não-GAAP de US$ 1,10).

Serviço
www.intel.com

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos