Informe aqui

Brasil bate EUA em qualidade de vídeo no 4G, aponta relatório da Opensignal

Com o uso cada vez mais frequente de aplicativos como Instagram e TikTok, quarta maior rede social do mundo, a exibição de vídeos nos smartphones vem se tornando cada vez mais importante para os consumidores de 4G em todo o mundo. A Opensignal, empresa global e independente de análises móveis, publicou um relatório global de experiência de vídeo, comparando a qualidade que usuários de 100 países têm acesso ao assistir a vídeos em conexões 4G. A pesquisa foi realizada entre agosto e outubro deste ano, coletando 94 bilhões de dados de quase 37 milhões de dispositivos.

A métrica da Opensignal avalia exatamente o que os consumidores estão experimentando quando assistem a vídeos. Criada em uma abordagem baseada na União Internacional de Telecomunicações (ITU), a metodologia leva em consideração a qualidade da imagem, o tempo de carregamento do vídeo e a taxa de interrupção para criar uma pontuação em uma escala de 0 a 100, refletindo a qualidade de vídeo móvel percebida pelos usuários, sem se basear em testes de velocidade.

O Brasil está entre os 59 países que evoluíram na experiência de vídeo em relação ao relatório publicado no ano passado. O país anotou pontuação de 57,4 numa escala de 0 a 100, passando de Razoável para Bom.

O resultado coloca o Brasil à frente de mercados consolidados como os Estados Unidos. (GRÁFICO 1) Apesar de uma leve melhora, os consumidores norte-americanos continuam com experiência de vídeo considerada Razoável. O país anotou a pontuação mais baixa em entre os membros do G7 (GRÁFICO 2), reflexo da combinação entre o enorme consumo de vídeo móvel e o espectro 4G insuficiente para suportar essa demanda.

Esse é um problema enfrentado por outros mercados móveis importantes, como Coreia do Sul e Canadá. Os dois países, que são destaque no ranking de velocidade de download da Opensignal, ocupam apenas a 21ª e a 22ª colocação, respectivamente, em experiência de vídeo.

“Essa diferença de performance é reflexo do gerenciamento que as operadoras fazem para evitar que grandes quantidades de dados em vídeo acabem congestionando as redes, prejudicando o uso de outros serviços móveis”, afirma Ian Fogg, VP de análises da Opensignal.

Os destaques do relatório são os países europeus. Pela primeira vez nas medições da Opensignal, seis países alcançaram qualidade de vídeo no 4G considerada Excelente: Noruega, República Tcheca, Áustria, Dinamarca, Hungria e Holanda. Os sul-americanos, em especial o Uruguai, também demonstraram grandes avanços, com seis países do continente alcançando índice Bom. (GRÁFICO 3)

“A América do Sul é um mercado em plena ascensão, e isso fica claro em todos nossos relatórios. O espectro 4G vem crescendo em alguns países, e isso possibilita uma evolução na qualidade que os usuários desfrutam ao assistir a algum vídeo”, avalia Ian Fogg.

Confira o relatório completo: https://www.opensignal.com/sites/opensignal-com/files/data/reports/pdf-only/data-2019-11/state_of_mobile_video_experience_november_2019_0.pdf

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos