Mercado

Blukit busca expandir Qlik com apoio da Toccato

Empresas catarinenses mostram-se parceiras conforme projeto com a Qlik se expande dentro da indústria do mercado hidráulico

Atendendo 7 países, contando com mais de 500 colaboradores e 4 mil itens em seu portfólio, a Blukit é uma indústria catarinense sediada em Blumenau, com expertise em solução de problemas relacionados a/às instalações hidráulicas. A empresa é composta por três unidades, responsáveis pela produção dos produtos, injeção de materiais e distribuição metalúrgica.

Para aprimorar o acesso às informações essenciais para as tomadas de decisões estratégicas e facilitar o acesso ao dado, a Blukit buscou a Toccato, Elite Master Reseller Qlik com maior carteira de clientes no Brasil, e a DGL Info, empresa voltada a projetos especializados em resultados com Business Intelligence, para a implementação do BI que mudaria sua rotina. Ao descentralizar a informação do setor de TI, a companhia pôde expandir o conhecimento dos funcionários sobre o que acontecia internamente, treinando os usuários chaves para o uso da plataforma da Qlik.

“Contamos com 18 sistemas, que compõem a gestão da informação dentro da organização. Temos o objetivo de fazer com que todos os sistemas se conversem, chegando numa base de dados comum”  

“Estamos conseguindo avançar muito na questão de ter uma visão gerencial dos nossos pedidos e com isso fazer uma gestão melhor do Supply Chain, algo totalmente diferente do que eram os relatórios fixos que utilizávamos. Com o BI, ganhamos agilidade em cruzar informações do nosso ERP e WMS facilitando a tomada de decisão”, diz Sergio Fincatto Junior, Coordenador de TI da Blukit. “Dessa forma, podemos impulsionar nosso foco de atendimento dos representantes nos clientes. A estratégias de vendas estão vindo através de visões do BI”.

O software da Qlik foi escolhido por ser responsivo e por sua capacidade de funcionamento mobile. O BI está bem desenvolvido na área de vendas/compras e RH. A meta é conseguir expandir para as demais áreas da empresa, como, por exemplo, controladoria e industrial. Perguntas como ‘quanto foi o faturamento de tal produto comparado com o ano passado?’ ou ‘quais foram as principais perdas e ganhos que tivemos?’ já não são mais um dilema interno, uma vez que a informação chega com agilidade e consegue apoiar a estratégia gerencial.

Fincatto ainda pontua que os benefícios proporcionados pelo BI mudaram a rotina corporativa e potencializaram o trabalho dos colaboradores. “A facilidade e agilidade para conseguir os mais diversos tipos de informações são pontos essenciais vistos na plataforma da Qlik . Não precisamos mais esperar um relatório estruturado em uma reunião para então buscar alguma informação, jogar numa planilha, para depois cruzar com outro dado”, explica.

Do lado da Toccato, os resultados obtidos até o momento são de extrema satisfação. Mesmo estando em fase inicial, o projeto vem apresentando resultados significativos ao cliente, uma das maiores preocupações da distribuidora da Qlik. “Estamos vivendo nossa melhor versão de mercado, podendo acompanhar a experiência do cliente de ponta a ponta, buscando sempre seu sucesso. A Blukit implementará Qlik em outros setores, sendo que já estamos estudando todas formas de entregar os melhores resultados”, pontua Eduardo Nistal, CEO da Toccato.

Já a DGL Info, parceira da Toccato, responsável por apoiar as demandas diretas da Blukit, pontua que prestar suporte à empresa na organização de dados foi fundamental para que o BI fosse assertivo. Luciano Raitz, Gestor da área de serviços da DGL Info, conta que “iniciamos o projeto visando aprimorar o atendimento na área comercial e em pouco tempo evoluímos para outras áreas. A Blukit é referência no segmento de instalações hidráulicas e buscamos elevar a maturidade do Analytics dentro da operação da empresa”, afirma.

Para os próximos anos, a Blukit tem o objetivo de integrar todos os sistemas utilizados. “Contamos com 18 sistemas, que compõem a gestão da informação dentro da organização. Temos o objetivo de fazer com que todos os sistemas se conversem, chegando numa base de dados comum”, finaliza Fincatto.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos