Mercado

Azion participa do projeto OpenCDN e potencializa presença no País

Com a iniciativa, a companhia potencializa a entrega de conteúdo na cidade de Salvador e regiões próximas

A Azion, plataforma de Edge Computing que permite construir e executar aplicações serverless no Edge da rede, mais próximo a usuários e devices, é uma das companhias participantes do projeto OpenCDN, iniciativa do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) e do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br). A partir de agora, a companhia potencializa a entrega de conteúdo na cidade de Salvador e regiões próximas.

O projeto piloto do OpenCDN foi inaugurado em Salvador, na Universidade Federal da Bahia, sendo a primeira localidade a receber o OpenCDN por possuir um número expressivo de redes interligadas e apresentar grande potencial de crescimento, com projeção para operar em todas as localidades com Pontos de Troca de Tráfego do IX.br.

A companhia já conta com mais de 50 PoPs na América Latina e cerca de 30 no Brasil, sendo responsável pela entrega de conteúdo de grandes bancos, empresas de educação e mídia

Para Filipe Trindade, Network Delivery manager da Azion, “participar do projeto OpenCDN reforça nossa estratégia de ampliar os pontos de presença no Brasil e no mundo, abrindo caminho para novas oportunidades de negócios”.
A companhia já conta com mais de 50 PoPs na América Latina e cerca de 30 no Brasil, sendo responsável pela entrega de conteúdo de grandes bancos, empresas de educação e mídia, assim como os principais players do Brasil em e-commerce e EAD que passam pelo ponto de Salvador.

Recentemente a companhia também anunciou um novo PoP em Luanda, capital de Angola. O objetivo é levar a tecnologia de ponta para favorecer o acesso dos usuários com a entrega dos conteúdos, praticamente em tempo real, por meio da plataforma de Edge Computing da Azion.

Uma CDN funciona para oferecer conteúdo com estabilidade e agilidade aos usuários de diversos serviços on-line. O sistema distribui conteúdos para diversos

servidores, fazendo com sejam levados de forma mais rápida ao consumidor. “Temos certeza de que a ampliação de PoPs permitirá redução na latência e mais velocidade na entrega de conteúdos, especialmente em momentos de pico”, complementa Filipe.

Em 2018, a plataforma de Edge Computing da Azion foi utilizada por quase 50% da receita transacionada pelo varejo nos dias da Black Friday. “Com aplicações mais próximas dos usuários, nossa tecnologia garante uma boa experiência, livre de falhas e com uma excelente performance”, finaliza.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos