Internacional

Angola Cables e CTM Macau firmam parceria para rotas Sul – Sul via ecossistema do Brasil

Acordo entre as partes vai desempenhar um papel fundamental no reforço da rota Sul-Sul e tráfego de dados impulsionando o ecossistema digital do Brasil que beneficia da rota Latam - África, Europa e Ásia formada pela integração dos sistemas de cabos submarinos das duas entidades

A Angola Cables, multinacional de telecomunicações e a CTM Macau, provedora líder de serviços de telecomunicações em Macau, anunciaram a assinatura de um Memorando de Entendimento (MoU) para melhorar as oportunidades digitais e de negócios entre Macau, na China Continental, Angola Brasil e outros os países africanos de língua portuguesa na África.

A CTM Macau prevê alavancar sua rede internacional aproveitando sua posição privilegiada na Grande Baía de Macau, como um centro essencial para a digitalização da região Ásia-Pacífico Macau e as regiões vizinhas têm condições e oportunidades para serem o ponto de aterrissagem de sistemas internacionais de cabos e o local ideal para hospedar data centers, a fim de promover o ecossistema digital da região para conteúdos vindos de Africa e Américas.

O avanço da tecnologia em sistemas de cabos submarinos forneceu um backbone para suportar data centers e ecossistemas digitais que conectarão nosso novo mundo digital

A Angola Cables possui uma rede de cabos submarinos que liga os continentes da região atlântica, com alta capacidade e boa qualidade; a empresa também possui data centers em Angola e no Brasil, promovendo um eficiente hub digital no sul do Atlântico.

A parceria visa a promover estratégias e oportunidades para vincular a área da Grande Baía de Macau à África, às Américas e aos países de língua portuguesa.

O CEO da Angola Cables, António Nunes, diz que as discussões e a cooperação entre as partes serão fundamentais para redefinir os ecossistemas digitais na África e ajudar a superar a lacuna de conetividade existente entre o continente e o resto do mundo. Este acordo permite também um aumento considerável de oportunidades para a nossa operação no Brasil que ligando a Angola e, por conseguinte, a Macau com a CTM, podem desempenhar um papel muito importante, permitindo ligações eficientes ao Oriente.

“A expansão da conetividade no hemisfério sul tem o potencial de desbloquear as muitas vantagens e benefícios trazidos pelo acesso digital seguro – da promoção do comércio exterior ao desenvolvimento econômico robusto”, diz Nunes. “O avanço da tecnologia em sistemas de cabos submarinos forneceu um backbone para suportar data centers e ecossistemas digitais que conectarão nosso novo mundo digital.”

O CEO da CTM Macau, Vandy Poon, diz que o potencial da parceria reflete o posicionamento da empresa em participar ativamente da realização dos projetos de Macau no contexto da Grande Baía e da Iniciativa One Belt One Road.

Alavancando o status de Macau como plataforma privilegiada para conectar a China aos países de língua portuguesa às Américas entrando no Brasil, a CTM acredita que, com os crescentes níveis de integração na Grande Baía, Macau desempenhará um papel significativo na promoção da cooperação comercial entre empresas da China e países de língua portuguesa na África e América (Brasil), possibilitando a exploração conjunta de novos investimentos e oportunidades de negócios e mercados.

Sobre a CTM:

Fundada em outubro de 1981, a CTM é a provedora líder de serviços de telecomunicações em Macau, oferecendo uma gama completa de serviços de telecomunicações profissionais, incluindo soluções móveis, telefonia fixa, banda larga de fibra e empresariais. A CTM possui oito lojas que oferecem uma ampla variedade de produtos de telecomunicações e atendimento de excelência ao cliente. Em dezembro de 2018, a CTM empregava 1075 funcionários. O principal acionista é a CITIC Telecom International, com 99% das ações, enquanto a Macau Postal Saving detém 1%.

Sobre a Angola Cables

A Angola Cables é uma multinacional do setor das TICs com soluções diferenciadas de conectividade para o segmento wholesale e corporate. Com uma infraestrutura de transporte robusta e rede IP altamente interconectada a Angola Cables providencia acesso aos maiores IXPs, Operadores Tier 1 e provedores de conteúdos globais.

A companhia informa que através dos sistemas de cabos submarinos Sacs, Monet e Wacs conecta as Américas, África e Europa assegurando ligações para a Asia via parceiros. “Gerimos o Data Center Tier III AngoNAP Fortaleza (Brasil) e o AngoNAP Luanda (Angola) bem como, o PIX e o Angonix, um dos maiores Internet Exchange Point de África e, ainda, providenciamos serviços digitais para múltiplas indústrias e uma oferta customizada em recursos de cloud e gaming”.

Serviço
www.angolacables.co.ao

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos