Destaque Tecnologia

AMD anuncia produtos gráficos e de computação baseados em 7nm de alto desempenho

Entre eles, a terceira geração de processadores AMD Ryzen, baseada no novo núcleo Zen 2

A AMD voltou a fazer história hoje (28) com o anúncio de produtos gráficos e de computação baseados em 7nm de alto desempenho, que oferecerão novos níveis de rendimento, recursos e experiências para jogadores de PC, entusiastas e criadores de conteúdo. Durante a primeira apresentação de abertura da Computex, a presidenta e CEO da AMD, Lisa Su, fez vários anúncios.

Entre eles, o novo núcleo Zen 2 supera amplamente a tendência histórica da indústria de melhoria de desempenho geracional, até 15% de instruções por ciclo (IPC) estimadas sobre a arquitetura “Zen” predecessora. O núcleo da CPU “Zen 2” alimentando os processadores AMD Ryzen e EPYC de próxima geração também inclui melhorias significativas no design, incluindo maiores tamanhos de cache e um mecanismo de ponto flutuante redesenhado.

Espera-se que os processadores de desktop AMD Ryzen, da 3ª Geração, estejam disponíveis para compra globalmente em 7 de julho de 2019
Outra novidade é a família de processadores de desktop AMD Ryzen, da terceira geração, incluindo o novo processador Ryzen 9 de 12 núcleos, oferece desempenho de liderança.

O chipset AMD X570 para soquete AM4, o primeiro chipset com suporte PCIe 4.0 do mundo, com mais de 50 novas placas-mãe no lançamento.
Arquitetura de jogos RDNA projetada para orientar o futuro dos jogos em PC, consoles e nuvem, prevista para oferecer desempenho incrível, potência e eficiência de memória em um pacote menor. A família de placas gráficas para jogos de 7 nm, AMD Radeon, da série RX 5700 com memória GDDR6 de alta velocidade e suporte para a interface PCIe 4.0.

A executiva da AMD juntou-se a outros líderes tecnológicos do mercado, como a vice-presidente Corporativa da Microsoft para as plataformas OS, Roanne Sones, o diretor Operacional da Asus, Joe Hsieh, o co-diretor Operacional da Acer, Jerry Kao, e uma série de outros representantes importantes do setor para mostrar a amplitude e profundidade do ecossistema de computação e gráficos de alto desempenho da AMD.

“O ano de 2019 está começando de forma incrível para a AMD, pois celebramos 50 anos de inovação, oferecendo produtos de liderança para superar os limites do que é possível com a tecnologia de computação e de gráficos”, disse Su. “Fizemos investimentos estratégicos significativos em núcleos de próxima geração, uma abordagem revolucionária de design de chiplet e tecnologias de processos avançados para fornecer produtos de 7nm de liderança ao nosso ecossistema de computação de alto desempenho.

Estamos extremamente animados para iniciar a Computex 2019 junto com nossos parceiros do setor enquanto nos preparamos para trazer nossa próxima geração de processadores de desktop Ryzen e processadores de servidor EPYC, além de placas gráficas de jogos Radeon RX para o mercado.”

A fabricante também lançou um novo chipset X570 para soquete AM4, apoiando a primeira disponibilidade de PCIe 4.0 do mundo, que exibiu desempenho de armazenamento 42% mais rápido que o PCIe 3.09, permitindo placas gráficas de alto desempenho, dispositivos de rede, drives NVMe e muito mais. Com o PCIe 4.0 dobrando a largura de banda das placas-mãe com o chipset X570 em relação ao PCIe 3.0, os entusiastas de PC podem obter mais desempenho e flexibilidade ao criar sistemas personalizados.

O X570 oferece a mais ampla disponibilidade de ecossistema na história da AMD, com mais de 50 novos modelos de placas-mãe antecipados da ASRock, Asus, Colorful, Gigabyte, MSI, como também de soluções de armazenamento PCIe 4.0 de parceiros como Galaxy, Gigabyte e Phison. Espera-se que os processadores de desktop AMD Ryzen, da 3ª Geração, estejam disponíveis para compra globalmente em 7 de julho de 2019.

Além disso, os principais OEMs e Integradores de Sistemas, incluindo Acer, Asus, CyberPowerPC, HP, Lenovo e Maingear reforçaram o forte suporte ao ecossistema para as novas plataformas anunciando planos para oferecer sistemas de desktop de jogos baseados em processadores de 3ª Geração AMD Ryzen nos próximos meses.

Atualizações de jogos de alto desempenho da AMD
A AMD apresentou o RDNA, a próxima arquitetura de jogos fundamentais que foi projetada para impulsionar o futuro dos jogos para PC, console e em nuvem nos próximos anos. Com um novo design de unidade de computação, espera-se que o RDNA ofereça desempenho incrível, eficiência de energia e memória em um pacote menor em comparação com a arquitetura GCN (Graphics Core Next) da Geração anterior. É projetado para fornecer até 1,25X maior desempenho por ciclo11 e até 1,5X maior desempenho por watt em relação ao GCN12, permitindo melhor desempenho de jogos com menor consumo de energia e menor latência.
O RDNA alimentará as próximas placas gráficas de 7 nm, AMD Radeon, série RX 5700 que apresentam memória GDDR6 de alta velocidade e suporte para a interface PCIe 4.0.

Atualizações do AMD Datacenter
Os negócios de datacenter da AMD continuam a ganhar força com os clientes, ganhando em cargas de trabalho de aplicativos dos maiores ambientes de nuvem para supercomputação exascale e capitalizando na massiva oportunidade de mercado, tanto para os processadores AMD EPYC e AMD Radeon Instinct.

Durante a apresentação, Su continuou com a antecipação sobre os processadores AMD EPYC da próxima geração com a primeira demonstração pública competitiva de uma plataforma de servidor da 2ª geração EPYC, da AMD. A demonstração mostrou um servidor 2P baseado na 2ª Geração AMD EPYC versus um servidor 2P Intel Xeon 8280 executando um teste de referência NAMD Apo1 v2.12. A pré-produção do servidor com processador AMD EPYC, de 2ª Geração, superou os servidores com tecnologia Intel Xeon em mais de 2x no benchmark NAMD.

Por fim, o Microsoft Azure anunciou a obtenção de níveis de desempenho até então inatingíveis para a dinâmica de fluidos computacional (CFD) usando uma instância de nuvem do Azure HB executada em um sistema baseado no processador de 1ª Geração da AMD, EPYC. Aproveitando a excepcional largura de banda de memória do AMD EPYC, o Azure HB escalou a aplicação Siemens Star -CCM + em mais de 11,5 mil núcleos usando uma simulação Le Mans de 100 Milhões de células, muito além da meta nunca antes atingida de 10.000 núcleos. “As VMs da série HB no Azure são um divisor de águas para HPC na nuvem. Pela primeira vez, os clientes da HPC podem dimensionar suas cargas de trabalho MPI para dezenas de milhares de núcleos com a agilidade da nuvem, desempenho e economia que rivalizam com o cluster local”, disse Navneet Joneja, diretor de Produto da Azure Virtual Machines, Microsoft Corp. “Estamos ansiosos para que esta nova oferta Azure faça grandes coisas para inovação e produtividade orientadas por HPC.”

A família de processadores para servidores AMD EPYC, de 2ª Geração, é projetada para fornecer até 2x o desempenho por soquete e até 4X o desempenho flutuante por soquete16 em relação à geração anterior.
Espera-se que a 2ª Geração da família de processadores para servidor AMD EPYC seja lançada no terceiro trimestre de 2019.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos