Artigos

Amazon Web Services lança segmento de negócios espaciais

O mundo está entrando em uma empolgante nova era no setor espacial. Novas empresas chegaram ao espaço, lançando mais satélites e missões tripuladas em órbita do que nunca. A Nasa segue investindo no desenvolvimento de uma economia espacial comercialmente sustentável por meio do Programa Ártemis. Nos próximos cinco anos, empresas de comunicação com internet de baixa latência, observações da Terra em alta resolução e internet das coisas generalizada lançarão milhares de novos satélites para disponibilizar recursos de sensoriamento a clientes do mundo todo. O panorama espacial mudou radicalmente nos últimos dez anos, o que criou uma enorme necessidade de novos tipos de inovação para missões espaciais.

A Amazon Web Services (AWS) tem ampla experiência no trabalho com clientes privados e governamentais que projetam satélites e conduzem operações de voos espaciais. A infraestrutura global confiável e o inigualável portfólio de serviços de nuvem da AWS ajudam empresas a processar a transformar grandes conjuntos de dados espaciais e analisar rapidamente esses dados para permitir sua utilização prática, redefinindo a maneira como realizamos pesquisas, tomamos decisões e enxergamos o mundo.

Hoje, temos o prazer de anunciar o lançamento de um novo segmento de negócios da AWS, dedicado a acelerar a inovação no setor global aeroespacial e de satélites. O segmento de negócios Aerospace and Satellite Solutions levará os serviços e soluções da AWS ao espaço e trabalhará com clientes e parceiros do mundo todo para:

  • Reimaginar as arquiteturas de sistemas espaciais;
  • Transformar empreendimentos espaciais;
  • Lançar novos serviços para processar dados espaciais na Terra e em órbita; e
  • Oferecer soluções seguras, flexíveis, escaláveis e econômicas para apoiar missões governamentais e empresas do mundo todo com atuação e avanço no espaço.

Seja na Terra ou no espaço, a AWS tem o compromisso de entender as missões dos nossos clientes. Conforme entramos em novas áreas de exploração, a liderança e o conhecimento são fundamentais. Por isso, estamos muito felizes por contar com Clint Crosier, general-de-divisão aposentado da Força Aérea e ex-diretor de planejamento da Força Espacial dos EUA, como líder desse novo segmento de negócios. Nos últimos 33 anos, o general-de-divisão Crosier conduziu a transformação e o sucesso de missões em todo o empreendimento espacial e liderou os esforços do Departamento de Defesa dos EUA para estabelecer seu mais novo serviço militar.

“Estamos no momento mais empolgante da aventura espacial desde as missões Apollo”, declarou o general-de-divisão Crosier. “Pude ver a AWS transformar o setor de TI nos últimos dez anos e ser fundamental para muitas realizações no espaço. É uma honra me juntar à AWS para continuar transformando o setor e levar a aventura espacial adiante.”

Sendo a plataforma de nuvem mais abrangente do mundo, a AWS tem uma posição incomparável para ajudar a tornar o fluxo de dados espaciais mais acessível, prático e econômico. O AWS Ground Station, serviço integralmente gerenciado pelo qual proprietários e operadores de satélites têm acesso às suas cargas de trabalho espaciais, dá uma ideia de como podem ser essas soluções inovadoras. Permitir que os clientes façam o downlink de dados e controlem satélites entre diversas regiões com velocidade, agilidade e baixo custo significa que os operadores de satélites não precisam possuir e gerenciar infraestruturas de estação fixa duplicadas. O AWS Ground Station já é usado pelo Jet Propulsion Lab (JPL) da NASA e muitos outros clientes.

Hoje, clientes do mundo todo usam serviços e soluções da AWS, como data lakes e armazenamento de dados, edge computing, operações virtuais de missões, conectividade resiliente, robusta e segura com satélites, processamento de imagens, análise de inteligência, machine learning e inteligência artificial para promover inovação em missões relacionadas ao espaço. As soluções da AWS ajudam o empreendimento espacial a redefinir o que é possível, e estamos ansiosos para seguir construindo e inovando em nome dos nossos clientes.

“Com histórico na computação em nuvem, é excelente ver a Amazon Web Services estender essa experiência para o espaço, promovendo colaborações com a Lockheed Martin para ajudar a solucionar alguns dos principais problemas que o mundo enfrenta”, disse Rick Ambrose, vice-presidente executivo da Lockheed Martin Space. “O foco em inovação da Lockheed Martin é impulsionado pelas missões espaciais do futuro. Demos nosso apoio a missões para todos os planetas, participamos de todas as missões norte-americanas para Marte e construímos centenas de satélites, de GPS a satélites climáticos. Temos a visão comum de ajudar nossos clientes a acessar dados com mais rapidez e obter novos insights graças a sensores no espaço que tornam os dados ainda mais acessíveis.”

“Trabalhando com a AWS, a Geollect oferece inteligência geoespacial marítima praticamente em tempo real, o que significa que hoje é possível rastrear e analisar a atividade de navios e frotas no mundo todo a uma velocidade antes inimaginável”, disse William Hillman, diretor de operações geoespaciais da Geollect. “Com os amplos serviços de nuvem da AWS, a Geollect contribui com o rápido crescimento do setor geoespacial e exibe os serviços e conhecimentos do Reino Unido para o mundo.”

“Graças à longa parceria da Maxar com a AWS, podemos utilizar a infraestrutura da AWS como base dos nossos processos, o que permite que a Maxar se concentre em oferecer o Earth Intelligence aos clientes”, disse o Dr. Walter Scott, vice-presidente executivo e diretor de tecnologia da Maxar. “Esse novo segmento da AWS ajudará a Maxar no lançamento dos novos satélites WorldView Legion no ano que vem, que triplicarão nossa captura de imagens de 30 cm e aumentarão consideravelmente nossa prevalência e capacidade de escala para missões governamentais e projetos comerciais. A divisão também será uma melhoria para o setor espacial como um todo, permitindo que mais empresas aproveitem a velocidade, agilidade e resiliência da principal nuvem do mundo.”

O que fica claro é que, quando o espaço se torna mais acessível e financeiramente viável, não há limites para o que pode ser feito. A AWS está pronta para ajudar a derrubar os limites da comunicação do espaço com a Terra e reimaginar a forma como empresas de todo o planeta acessam, operam, exploram e descobrem o espaço para construir um mundo melhor.

Por Teresa Carlson, vice-presidente da Amazon Web Services global para o setor público

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos