Mercado

Algar Telecom participa de testes com Open RAN

Primeira prova de conceito com a tecnologia, que promete revolucionar o setor de telecomunicações, foi bem-sucedida

A Algar Telecom (empresa de telecomunicações e TI do Grupo Algar) anuncia a realização de seu primeiro ensaio fim a fim com Open RAN, que promete revolucionar o ecossistema de telefonia móvel. Por se concentrar no desenvolvimento de hardware e software padrões, abertos e neutros, a tecnologia possibilitará uma desagregação das arquiteturas existentes hoje nas redes de acesso, atualmente 100% proprietárias. O teste foi realizado em parceria com a IBM, Flex e FIT, no recém-anunciado Centro de Soluções de Telecomunicações para 5G.

“A conclusão dessa primeira etapa é um marco importante para a Algar Telecom, uma vez que a tecnologia Open RAN tem o potencial de trazer uma série de vantagens para o setor de telecomunicações como um todo. Entre elas, estão a redução de custos de CAPEX e OPEX e a maior independência no mercado de acesso, permitindo a entrada de novos parceiros além dos grandes players”, comenta Luis Lima, vice-presidente de Operações, Tecnologia e Evolução Digital da Algar Telecom.

A operadora já oferece cobertura de dados móveis em 100% dos municípios de sua área de concessão, e está ampliando a cobertura 4G a cada ano, com quase 90% da população atendida por essa tecnologia  

O projeto de Open RAN, que ainda terá outras fases, está sendo realizado dentro do NEXT, programa de transformação tecnológica por meio do qual a Algar Telecom vem promovendo ações de simplificação de redes e de sistemas, adoção de virtualização e Cloud, além de uma jornada de analytics. Pesquisas, prospecções e pilotos fazem parte do ciclo de evolução digital da organização. A partir deles, são avaliadas continuamente as inovações tecnológicas que farão parte do planejamento estratégico.

A operadora já oferece cobertura de dados móveis em 100% dos municípios de sua área de concessão, e está ampliando a cobertura 4G a cada ano, com quase 90% da população atendida por essa tecnologia. “O amadurecimento do modelo de Open RAN poderá contribuir para acelerar a cobertura de 4G no país e será ainda mais relevante com a chegada do 5G, por conta da maior necessidade por infraestrutura exigida pela tecnologia de quinta geração, incluindo um número muito superior de antenas”, conclui Lima.

“Arquiteturas e tecnologias abertas para telecomunicações, como Open RAN, serão fundamentais para a criação de novas soluções em 5G que contribuirão para a digitalização no país, oferecendo mais eficiências às empresas e melhorias na qualidade de vida do cidadão. A Algar, como primeira operadora a participar de testes no Centro de Soluções de Telecomunicações para 5G, está antecipando projetos e confirmando a viabilidade das soluções que irão apoiar esse propósito, acelerando a transformação dos negócios para aproveitar todo o poder das tecnologias abertas”, disse Agostinho Villela, Diretor de Inovação da IBM América Latina.

 

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos