Canal de Distribuição

ABRADISTI: Substituição de parque e componentes puxam mercado de distribuição

Segundo panorama do mercado brasileiro de distribuição de TI, aquecimento vem de demanda no mercado de games e manutenção de equipamentos que antes eram substituídos

executivo digitando e consultando dados

O setor de componentes de computador, especificamente placas de vídeos e motherboards, e a demanda de novos mercados – como games e substituição de parques tecnológicos – têm aquecido o mercado de distribuição de TI. A constatação é da CONTEXT, que junto com a ABRADISTI, preparou um panorama geral do mercado brasileiro de TI. Segundo o levantamento, as vendas caíram 22,2% de junho de 2016 a junho de 2017.

Impulsionadas pela alta demanda do mercado de games, as placas de vídeo tiveram um acréscimo de 118,5%

Segundo Lucas Porto, da CONTEXT World, a atual conjuntura está direcionando o mercado e o consumo de equipamentos e serviços. “Isso fica claro nos números. Por isso, como todos estamos observando, os dados não são nada animadores e, exceto para categorias específicas, como Componentes (Computing Components) e mais precisamente as placas de vídeo (Graphic Cards) e Mother Boards, a crise está prejudicando largamente a indústria e nosso mercado de TI por consequência”.

O levantamento aponta que a venda de componentes teve um crescimento de 16% no período e representou 52% do total da receita. Impulsionadas pela alta demanda do mercado de games, as placas de vídeo tiveram um acréscimo de 118,5%. Os três principais fornecedores, segundo o estudo, são HP (16%), Intel (15%) e Asus (8%), que chega a terceira posição com mais de 100% de crescimento no período.

“Se a crise explica os números negativos, ela também ajuda a explicar os tipos de produtos em alta. Esses números positivos, por exemplo, estão acontecendo devido a demanda no mercado de games e manutenção de equipamentos que antes eram substituídos, mas que agora tem sua utilização prolongada pelas empresas que precisam realocar seu orçamento”, pontua Porto.

De acordo com ele a demanda a longo prazo pode seguir fraca. “Talvez a queda na taxa de câmbio ajude momentaneamente, reduzindo o custo dos produtos importados. Isso, todavia, ainda é pouco efetivo. O cenário não deve mudar nos próximos meses – nem o presidente. Então, devemos ficar atentos às oportunidades pontuais que aparecerem e trabalhar com a estabilidade do nosso mercado de equipamentos em baixa. E seguir a tendência de buscar negócios com base em serviços e fidelizar mais sua carteira de clientes”.

gráfico com dados de vendas de distribuição de TI

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos