Artigos

A revolução da IoT vai melhorar a vida nas cidades, e de forma mais inteligente

A Internet das Coisas (Internet of Things – IoT), baseada em hardware, software, serviços, conectividade, nuvem e dispositivos, vem transformando as cidades que, com o conhecimento gerado pela interpretação dos dados, ganham mais eficiência na gestão pública e na melhoria de qualidade de vida dos cidadãos. Nessa nova cidade inteligente, tudo estará conectado e uma das aplicações consideradas como das mais importantes está relacionada à eficiência energética, com a implantação de smart grids e medidores inteligentes.

Os medidores inteligentes apresentam diversas funcionalidades tanto para as distribuidoras de energia quanto para os consumidores. As informações transmitidas em tempo real ajudam a gerenciar a distribuição de maneira mais inteligente, evitando sobrecargas, e também reduzindo o tempo necessário para o restabelecimento da energia após falhas, já que é possível isolar o ponto de falha e redirecionar o fornecimento. E também reduzir furtos de energia e fraudes.

Além disso, em uma cidade inteligente, as concessionárias podem desenvolver novos modelos de medição e cobrança, como a Tarifa Branca, incentivado a população a consumir energia fora dos horários de pico e monitorando os comportamentos de consumo de cada região.

Para os clientes, a implantação de soluções de IoT garantem a entrega de um serviço com melhor qualidade e uma cobrança justa, personalizando a sua experiência, já que o usuário pode controlar melhor os seus gastos, avaliando o seu consumo diário, semanal ou mensal nos aplicativos disponibilizados pelas concessionárias de energia. Com as informações detalhadas, o usuário pode, por exemplo, configurar uma meta de consumo e acompanhar o seu cumprimento durante o mês.

Além da iluminação pública
Sistemas inteligentes de iluminação pública vão além do controle da luz nas vias públicas e podem ser aproveitados para a implantação de outras aplicações. Como o monitoramento de segurança pública, gerenciamento de tráfego, monitoramento do clima, estacionamento inteligente, entre outras.

Temos observado que diversas cidades brasileiras já estão ampliando o uso das infraestruturas inteligentes de iluminação pública, oferecendo, por exemplo, a recarga gratuita para veículos elétricos compartilhados, que serão alugados via aplicativo, e também para veículos particulares, incentivando a migração para essa tecnologia.

Em San Diego, nos Estados Unidos, os serviços já vão bem além da iluminação das vias. Uma rede de dispositivos conectados na malha de iluminação viária envia informações sobre clima, iluminação e som para uma plataforma aberta na nuvem, onde desenvolvedores utilizam essas informações para identificar violações da ordem pública e emitir um alerta à polícia. Também é possível identificar vagas em estacionamentos. Tudo para facilitar a vida da população urbana.

Conectividade é o ponto de partida da inteligência
Mas todas essas funcionalidades dependem da oferta de uma conexão robusta, flexível, escalável e confiável. Na cidade inteligente, a conectividade é a chave para o sucesso da implantação de soluções de IoT, que transmitem uma enorme quantidade de dados, em tempo real, para a nuvem.

E, como o custo de implantação de uma infraestrutura de conectividade pode ser muito alto se levarmos em conta, por exemplo, a extensão, o relevo, e a topografia das cidades, as Redes Mesh aparecem como a melhor opção. Com custo menor quando comparada à rede de rádio modem e oferecendo mais confiabilidade do que a rede celular, a Rede Mesh tem sido considerada por empresas do setor de energia como a melhor tecnologia para conexão de religadores, possibilitando sua operação remota.

Ao final, o objetivo de toda essa infraestrutura tecnológica e soluções de IoT é criar espaços urbanos e iluminação pública inteligentes, com a utilização de sensores, conectividade, algoritmos e uma base de dados robusta. As oportunidades para o setor de energia são imensas, levando a um uso racional dos recursos e buscando um ambiente mais seguro e uma melhor qualidade de vida para os cidadãos.

Por Ricardo Hayashi, responsável por produtos para Conexões Inteligentes da Atech

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos