Gestão

A otimização dos Data Centers e o Big Data

EcoStruxure permite compilação de dados críticos e seu armazenamento em escala para edifícios, redes elétricas, indústrias, máquinas e Data Centers

A demanda constante para melhorar ou ampliar os Data Centers e, por sua vez, oferecer otimização mais certeira, faz com que as empresas forneçam soluções efetivas, incrementando os mais de 110 Data Centers existentes na América Latina. Neste momento, qual é o passo a seguir para otimizar essas informações e minimizar o esforço humano nas tarefas operacionais sem perder nenhum dado por conta de situações externas?

Para dominar esse grande desafio levando em conta o avanço tecnológico, as organizações buscam contratar serviços que ajudem a coletar as informações requeridas em um mesmo espaço, que tragam análise delas, para assim encontrar o verdadeiro potencial do Big Data.

Para a otimização da análise de dados, redução de custos e aumento da produtividade, é necessário contar com ferramentas que permitam o processamento de forma automatizada. Para isso, por meio da Internet das Coisas (IoT) e da plataforma EcoStruxure, da Schneider Electric, é possível oferecer soluções simplificadas de processos de coleta e análise de grandes volumes de dados.

Essas ferramentas, que sem dúvida darão uma reviravolta em como funcionam as grandes indústrias em todo o mundo, impulsionam o rendimento nas cadeias de produção e garantem melhor uso dos recursos, tanto econômicos quanto ambientais

Os Data Centers, e sua função de armazenar e processar dados, tomarão cada vez mais protagonismo no futuro. Ou seja, essas informações serão usadas para determinar com maior precisão quando algo está falhando, além de ajudar a minimizar essa possibilidade graças aos modelos de manutenção preditivos baseados nas estatísticas de dados (Big Data).

Por conta dessas ferramentas tecnológicas, os sistemas inteligentes estão evoluindo, ajudando a automatizar cada vez mais as tarefas operacionais e refinando o conceito de manutenção preditiva para trazer maior precisão. Com isso, é possível levar à alta gerência a possibilidade de focar nos planos futuros e isolar as tarefas rotineiras, uma vez que as informações trazidas pelos dados gerados por Inteligência Artificial (IA) e Aprendizado de Máquina, ou Machine Learning (ML) estão em constante evolução.

Soluções como o EcoStruxure, compatíveis com IoT, permitem a compilação de dados críticos e seu armazenamento em escala para edifícios, redes elétricas, indústrias, máquinas e data centers, e trazem toda informação como conjunto dentro de sua arquitetura, fazendo com que sejam a coluna vertebral na Nuvem para a Schneider Electric. Além disso, proporcionam visibilidade geral, de qualquer lugar, em qualquer momento, a partir, por exemplo, de um smartphone.

Esse ecossistema reúne soluções de hardware, software e Analytics, otimiza até 50% dos custos de investimento, reduz cerca de 20% o tempo de lançamento dos produtos no mercado e aumenta em até 50% a produtividade do negócio. Essas cifras demonstram os resultados dos clientes da Schneider que adquiriram essa nova arquitetura de sistema aberta e interoperável e uma plataforma de IoT.

“Temos desenvolvido soluções significativas representadas em economia de mais de 1 milhão de dólares por ano, oferecendo soluções e configurações padronizadas que otimizam a eficiência operacional das instalações, intensificando a fabricação de certos produtos, indo um passo além da demanda crescente, de acordo com testemunho de clientes que se beneficiaram desse sistema”, diz José Luis Rodríguez, engenheiro integrador de sistemas para o Cluster Andino da Schneider Electric. “De outro lado, estão as aplicações, análises e serviços que proporcionam um sistema de controle inteligente mais sofisticado, entre outros benefícios que nossos clientes obtêm ao adquirir soluções integradas do EcoStruxure IT.”

Esse tipo de plataforma, com um sistema único e habilitado para IoT, permite conectar todos os elementos da empresa, desde a fábrica até os escritórios, para favorecer a eleição das melhores soluções operacionais. O Edge Control, por exemplo, software que permite centralizar a informação onde os dados são gerados, permite o manuseio híbrido para atuar nos Data Centers e enviar as principais informações na Nuvem, obtendo monitoramento em tempo real, oferecendo aplicações de análises e serviços de acordo com os dados obtidos.

A indústria de Data Center, vista a partir do domínio do EcoStruxure IT, aposta em ampliar a coletividade de inovação para cada um de seus mercados, e está na vanguarda da Transformação Digital, para aumentar a produtividade e reduzir o tempo de inatividade. Essas ferramentas, que sem dúvida darão uma reviravolta em como funcionam as grandes indústrias em todo o mundo, impulsionam o rendimento nas cadeias de produção e garantem melhor uso dos recursos, tanto econômicos quanto ambientais.

Para superar o avanço constante de tecnologia, levando em conta que os processos mudam e, com eles, seus requisitos, as empresas buscam reduzir custos, investir em menos trabalho humano e ter dados de maneira rápida e em tempo real.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos