Artigos

A influência da Inteligência Artificial no comércio B2B

A tecnologia está presente no dia a dia das pessoas, ajudando a transformar processos longos e complexos em ações simples e rápidas. Essas facilidades trouxeram um novo conceito: a sociedade 5.0. Nela, as tecnologias são utilizadas para oferecer soluções para pessoas e criar melhorias para uma vida mais sustentável. Nesse cenário, as empresas têm buscado se adaptar e utilizar as inovações a favor de seus negócios, aproximando-se de seus clientes e produzindo novas experiências para fidelizá-los.

Uma pesquisa, realizada em junho de 2019 pela consultoria norte-americana Forrester, mostrou que 75% dos compradores preferem realizar compras online. Ou seja, os consumidores estão em busca de mais praticidade, conforto e agilidade na hora de adquirir um produto. Ao mesmo tempo, o estudo revelou que apenas 25% das empresas promovem vendas online de forma ativa. A partir desse dado, percebemos que as organizações ainda têm um longo caminho a ser percorrido rumo ao universo digital para conseguir, de fato, integrar seus processos.

A mudança na maneira como clientes consomem e, consequentemente, a necessidade das corporações marcarem presença no ambiente digital, tem influência direta na forma como se dão as relações de compra e venda entre corporações. As novas demandas fazem com que as companhias busquem, principalmente com o apoio da Inteligência Artificial, alternativas de se conectar com seus compradores para garantir o fechamento do negócio.

Essa afirmação ganha ainda mais força quando observamos a previsão deste ano da consultoria Gartner, que mostrou que em 2020, 30% das empresas farão uso da inteligência artificial em, pelo menos, uma etapa do processo de compras. Essa tendência deve gerar grande quantidade de dados e, para analisá-los, as empresas vão precisar de meios rápidos e efetivos, que as conduzam para estratégias assertivas direcionadas a cada cliente.

Uma das ferramentas que chegam para ajudar nessa análise, trazendo previsões do mercado, é a Internet das Coisas (IoT). O IoT apresenta, a partir da análise preditiva, uma visão geral do negócio e mostra com precisão quais os próximos passos para a empresa. Um exemplo de uso da análise preditiva é a aplicação de uma função matemática que vai analisar os dados já existentes e mostrar quais são os possíveis problemas futuros, auxiliando na tomada de decisão e economizando tempo. Outra aplicação é a análise de dados para criar modelos de atendimento personalizados ou para garantir a criação de uma campanha assertiva para atrair novos consumidores.

O comércio B2B tem se adaptado cada vez mais às novas tecnologias e está buscando maneiras de se aproximar do seu cliente dentro do ambiente digital. Utilizar um marketplace que ofereça vantagens ao comprador, como garantia de verificação dos fornecedores, promovendo mais segurança, credibilidade nas transações e alavancando vendas, ao mesmo tempo em que proporciona o melhor da IA ao vendedor, é um dos caminhos que as corporações devem seguir. Essas inovações garantem mais visibilidade às empresas na nova sociedade de consumo.

Por Fabrizio Tassitano, Diretor de Produtos do Mercado Eletrônico

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos