book_icon

Remessas globais de PCs cresceram 1,9% no segundo trimestre, diz Gartner

Isso marca três trimestres consecutivos de crescimento ano a ano para o mercado de PCs, que totalizaram 60,6 milhões de unidades no período

Remessas globais de PCs cresceram 1,9% no segundo trimestre, diz Gartner

As remessas mundiais de PCs totalizaram 60,6 milhões de unidades no segundo trimestre de 2024, um aumento de 1,9% em relação ao segundo trimestre de 2023, de acordo com resultados preliminares do Gartner. Isso marca três trimestres consecutivos de crescimento ano a ano para o mercado de PCs.

“O baixo crescimento ano a ano, juntamente com o crescimento sequencial estabilizado, indica que o mercado está no caminho certo para a recuperação”, disse Mikako Kitagawa, analista diretor do Gartner. “Com crescimento sequencial de 7,8% entre o 1T24 e o 2T24, o estoque de PCs está voltando ao nível médio. Continuamos a não ver grandes problemas na cadeia de suprimentos, permitindo que o mercado esteja perfeitamente preparado para o crescimento contínuo com grandes atualizações de plataforma no horizonte”, completou.

Apesar desses esforços de mercado, a demanda por PCs de IA tem sido lenta, já que o produto ainda está no estágio inicial de introdução e os benefícios reais de possuir um dispositivo desse tipo ainda não estão claros

Não houve mudanças nos seis principais rankings de fornecedores em comparação com o segundo trimestre de 2023. Todos os seis principais fornecedores tiveram um trimestre positivo com crescimento ano a ano, exceto a Dell, que apresentou queda nas vendas. A Lenovo ocupou a primeira posição no ranking, com remessas de 14,8 milhões de unidades, um crescimento de 3,5%. Na segunda posição ficou a HP, com 13,6 milhões de PCs, crescimento de 1,7%. As remessas da Dell somaram 10,1 milhões, uma queda de 2,4%. Na quarta posição ficou a Apple, com 5,4 milhões (+13,1%) e na quinta colocação a Acer, com 4,4 milhões de PCs (+11,2%).

Visão regional

O mercado de PCs dos EUA registrou o maior volume de remessas desde o terceiro trimestre de 2022, com mais de 18 milhões de PCs enviados, resultando em um crescimento de 3,4% ano a ano.

“O segundo trimestre nos EUA normalmente mostra um crescimento derivado da alta temporada de vendas no governo e na educação”, disse Kitagawa. “A demanda por PCs corporativos também aumentou lentamente, contribuindo para esse crescimento. Nossa expectativa atual é ver o aumento da demanda de PCs empresariais nos EUA no segundo semestre de 2024.”

A HP manteve o primeiro lugar no mercado de PCs dos EUA com base em remessas com 27% de participação de mercado. A Dell vem em seguida, com 25,2% de participação de mercado.

O mercado de PCs EMEA experimentou seu terceiro trimestre consecutivo de crescimento, registrando um aumento de 4,8% em comparação com o mesmo período do ano passado. No entanto, os volumes unitários trimestrais permaneceram relativamente estáveis, com um crescimento marginal de 0,4%.

“Os dados mais recentes da EMEA sugerem que o mercado está se estabilizando de quedas anteriores e retornando às suas tendências sazonais, em vez de experimentar um aumento significativo”, disse Kitagawa.

O mercado da Ásia/Pacífico caiu 2,2% em relação ao ano anterior, uma queda menos acentuada do que nos últimos trimestres. O declínio deveu-se ao fraco mercado chinês, compensando o crescimento na Ásia/Pacífico maduro e emergente. A Ásia/Pacífico emergente continuou a ver um crescimento de um dígito médio, liderado pelo crescimento saudável na Índia. A Ásia-Pacífico madura também viu a demanda de PCs melhorar, resultando em crescimento ano a ano pela primeira vez em dois anos.

Indústria impulsiona PCs de IA

Desde o início de 2024, a indústria de PCs tem feito esforços significativos para promover a categoria de PC de IA, um dispositivo com uma Unidade de Processamento Neural (NPU). No final do segundo trimestre de 2024, o primeiro PC Windows AI baseado em Arm foi introduzido. Espera-se que o lançamento intensifique a concorrência no mercado de PCs, potencialmente abrindo mais oportunidades para processadores Arm em dispositivos Windows.

“Apesar desses esforços de mercado, a demanda por PCs de IA tem sido lenta, já que o produto ainda está no estágio inicial de introdução e os benefícios reais de possuir um dispositivo desse tipo ainda não estão claros para a maioria dos compradores”, disse Kitagawa.

 

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.