book_icon

O que são os códigos QR e como os brasileiros os utilizam

Os códigos QR estão em todos os lugares, ajudando-nos a acessar serviços e informações instantaneamente. Sete em cada dez brasileiros confiam nos códigos QR dos restaurantes. No entanto, quase a metade dos entrevistados no Brasil confia nos códigos QR dos estacionamentos

O que são os códigos QR e como os brasileiros os utilizam

Os códigos QR estão em todos os lugares, ajudando-nos a acessar serviços e informações instantaneamente. Um código QR é uma matriz de quadrados ou pixels em preto e branco agrupados em uma grade, que armazena Dados para que uma máquina, smartphone ou câmera possa ler e processar rapidamente a informação contida na sua disposição específica de pixels. Isso os torna uma forma conveniente de armazenar Dados e acessá-los. Mas, eles são seguros?

Em geral, os códigos QR são muito seguros, pois apenas transmitem informações para um dispositivo, normalmente um telefone móvel. Eles não podem iniciar uma ação por si mesmos e não podem ser hackeados propriamente ditos. No entanto, atores maliciosos ou golpistas podem substituir códigos QR existentes por seus próprios códigos maliciosos, que podem levar a um site de phishing, incitar o usuário a baixar malware em seu dispositivo ou enganá-lo de alguma outra forma.

Embora a grande maioria dos códigos QR sejam perfeitamente seguros, não se deve confiar em todos que se vê  

Os cibercriminosos podem usar códigos QR falsos e maliciosos para direcionar as pessoas a sites perigosos que contêm fraudes de phishing ou malware, que não requerem nenhuma interação do usuário para infectar seu dispositivo. Os brasileiros parecem estar cientes desse risco, de acordo com a última pesquisa da Norton, uma marca de cibersegurança da Gen. A confiança nos códigos QR não é muito alta na maioria dos lugares. O maior percentual de confiança dos brasileiros nos códigos QR é de 72% e ocorre apenas em restaurantes, começando a diminuir drasticamente para 53% em shows, 50% em bares, 48% em festivais e 49% em estacionamentos.

Em 2020, por exemplo, os parquímetros de Austin (Texas) tinham adesivos que ofereciam pagamento online pelo estacionamento, mas o código QR levava a um site falso que aceitava pagamentos e roubava informações de cartões de crédito. As vítimas não apenas foram enganadas com seu dinheiro e informações financeiras confidenciais, mas também receberam uma multa por estacionamento ilegal.

“É por isso que é melhor estar informado e escanear com cautela. Embora a grande maioria dos códigos QR sejam perfeitamente seguros, não se deve confiar em todos que se vê. Desconfie dos códigos publicados ou enviados por e-mail e sempre verifique a URL do link antes de clicar nele. Assim como com qualquer outro link ou site, se algo não parecer correto, vá para outro lugar”, afirma Iskander Sánchez-Rola, diretor de Inovação em Privacidade da Norton.

Iskander também esclareceu que, à medida que os códigos QR se tornam mais onipresentes, aumenta o risco de encontrar um código QR malicioso ou clicar em outros links duvidosos, e os dispositivos móveis são especialmente vulneráveis. “Por isso, os dispositivos móveis precisam de um software de cibersegurança completo para proteger seus dispositivos, como o Norton 360, que incorpora numerosas camadas de proteção, fornecendo segurança em tempo real contra malware, phishing e sites falsos”. Ser vítima de um código QR duvidoso pode acontecer, mas conhecer essas informações pode ajudá-lo a tomar medidas rápidas para evitar que a ameaça se agrave”, concluiu.

Metodologia
A pesquisa foi realizada online no Brasil pela Dynata em nome da Gen, de 6 a 22 de março de 2024, entre 1.006 adultos com mais de 18 anos.

Serviço
Norton.com e GenDigital.com

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.