book_icon

Multicloud: a nova tendência no mercado de armazenamento de Dados

Estamos vivendo um cenário de predomínio da inovação, que se intensificou fortemente a partir do ano passado com a democratização da IA. Com tantas ferramentas poderosas disponíveis em larga escala, cabe às empresas se aventurarem no desafio da Transformação Digital. Dentre essas novas tecnologias disruptivas, destaco a multicloud, que segundo levantamento realizado pela Nutanix – empresa americana focada em serviços de Nuvem – deverá crescer doze vezes até 2027. Pensando nesta tendência, faço um convite a um debate sobre este novo conceito e os motivos que o levarão à popularização no Brasil e ao redor do mundo.

Multicloud por definição é uma abordagem de gerenciamento de infraestrutura de TI que envolve o uso de diversos provedores de serviços para atender as necessidades específicas de cada companhia. No entanto, sua aplicabilidade é muito mais ampla do que isso. Entendo que o principal diferencial está na flexibilidade, principalmente porque já temos disponíveis em nosso País os maiores players de Nuvem do mundo, que enxergam o potencial do mercado brasileiro e investem aqui. Cada serviço possui suas características e expertises distintas, e poder aderir a mais de um deles faz toda a diferença para ter maior eficiência na utilização e análise de seus Dados.

Até mesmo para aquelas empresas que ainda não possuem uma infraestrutura digital necessária para suportar uma operação multicloud, é fundamental que haja o entendimento claro deste conceito, pois com certeza seus fornecedores e demais stakeholders estão em um provedor neste modelo e entendem a importância dele.

Outro ponto essencial é a segurança. O Brasil é um dos países que mais sofrem ataques no mundo e as equipes de cibersegurança não estão conseguindo conter os invasores, fato confirmado pela pesquisa realizada no final do ano passado pela Tenable, empresa global de cibersegurança, que expôs que os líderes de segurança cibernética e de TI no Brasil só conseguem prevenir 59% das invasões, ou seja, um pouco mais da metade delas. Por isso, a oferta de multicloud é imprescindível para garantir a cibersegurança. É crucial que seus Dados estejam em lugares completamente distintos, pois se um provedor for atacado, o hacker não conseguirá atacar os demais.

Além disso, sofrer uma invasão é muito mais prejudicial que os danos iniciais dela. Ter sua operação prejudicada por um invasor afeta não só a reputação da marca, mostrando aos seus consumidores e demais stakeholders que sua companhia não é um local confiável para compartilhar seus Dados, como causa prejuízos irreparáveis, muitas vezes irreversíveis. A credibilidade da imagem é sim um ativo essencial para uma corporação prosperar e se manter viva no mundo dos negócios.

Um exemplo recente de falha na segurança que ganhou repercussão mundial envolveu um caso ocorrido na multinacional de TI NCS, de Singapura, que amargou um prejuízo de US$ 678 mil por uma brecha no sistema de gestão de acesso privilegiado. Um funcionário da empresa que havia sido demitido há dois meses, mas suas credenciais de acesso não foram imediatamente encerradas, conseguiu invadir a rede e deletar 180 servidores virtuais, que eram usados para testar novos softwares antes do lançamento.

Então, diante dessa realidade desafiadora, seja pela variedade de serviços ou pela proteção de Dados, encaro como um retrocesso trabalhar em uma operação unicloud. Acompanhar a oferta de Nuvem se tornou estar em conformidade com as tendências do mercado, trazendo benefícios à sua empresa, como baixa latência, recuperação de desastres muito mais acelerada, backups eficientes e uma análise de dados mais precisa. As oportunidades deste mercado são enormes e nós, como especialistas da área, precisamos estar atentos a todas as novidades para poder decidir qual o melhor caminho a adotar.

Por Karina Almeida, gerente de Vendas Empresariais para oferta de Cloud na Adistec Brasil.

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.