book_icon

Transparência é fator-chave para conquistar a confiança do mercado, diz IBM

Estudo do IBV mostra que a ética, a transparência e a conformidade regulatória devem estar integradas desde o início do projeto, em vez de serem abordadas somente após a implementação

Transparência é fator-chave para conquistar a confiança do mercado, diz IBM

Um novo estudo do IBM Institute for Business Value (IBV) aponta que 82% dos CEOs brasileiros acreditam que a transparência da IA generativa – e outras novas tecnologias – são elementos-chave para conquistar a confiança dos clientes. Por isso, 62% dos CEOs entrevistados concordam que a governança para Inteligência Artificial generativa deve ser estabelecida à medida que as soluções são projetadas, garantindo que a ética, a transparência e a conformidade regulatória estejam integradas desde o início, em vez de serem abordadas somente após a implementação.

Para 70% dos executivos, estabelecer e manter a confiança na tecnologia terá um impacto maior no sucesso de sua organização do que qualquer produto ou serviço específico ofertado

Realizado com 3 mil CEOs de mais de 30 países e 26 indústrias, incluindo o Brasil, o estudo global anual da IBM, The CEO Study 2024, destaca ainda que 51% dos CEOs brasileiros entendem que a vantagem competitiva das suas empresas dependerá de quem tem a IA generativa mais avançada. Além disso, 57% dos altos executivos do País relatam que sua equipe já tem o conhecimento e as habilidades necessárias para incorporar IA generativa aos sistemas de suas operações. Por outro lado, 59% deles reconhecem que estão com dificuldades para preencher cargos-chave que envolvem a tecnologia.

Neste contexto de sucesso nos negócios com a adoção da IA generativa, 74% dos executivos brasileiros destacam que o êxito dessa tecnologia dependerá mais da aceitação, do engajamento das pessoas e da cultura organizacional do que das capacidades técnicas da própria tecnologia.

Por fim, o estudo aponta que as Transformações Digitais das empresas devem continuar firmes em 2024: 78% dos CEOs do País planejam manter ou acelerar o ritmo de mudança transformacional de sua organização neste ano, sendo que 68% vão correr mais riscos do que a concorrência para manter sua vantagem competitiva no mercado.

“Estamos em um momento do mercado brasileiro em que as empresas estão adotando a IA em busca de potencializar a eficiência e a produtividade dos negócios – não estamos mais em uma fase de experimentação. Precisamos entender como a tecnologia pode auxiliar as empresas na criação de novos modelos e oportunidades de negócios e, assim, atingir novos patamares de ROI. No entanto, as organizações também enfrentam barreiras significativas para a adoção da IA, como desafios de integração e escalabilidade, governança da IA, complexidade dos dados e limitação de habilidades ”, explica Marcelo Flores, gerente-geral da IBM Consulting Brasil. “À medida que as empresas incorporam a IA generativa na estratégia de negócio, é fundamental que executivos construam uma mentalidade cultural que promova a adoção e conduza as pessoas pelas mudanças da forma correta. E esse tem sido nosso papel junto aos clientes e no mercado”, complementa Flores.

Outras descobertas importantes do estudo no Brasil incluem:

– 37% dos CEOs entrevistados no Brasil planejam contratar pessoal adicional por causa da IA generativa.

– Os entrevistados no País dizem que 35% de sua força de trabalho exigirá requalificação nos próximos três anos.

– 68% dizem que o sucesso de sua organização está diretamente ligado à sinergia entre as funções de finanças e tecnologia.

– Para 70% dos executivos, estabelecer e manter a confiança na tecnologia terá um impacto maior no sucesso de sua organização do que qualquer produto ou serviço específico ofertado.

– 72% dizem ter a rede certa de parceiros para executar sua estratégia de negócios.

 

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.