book_icon

Maturidade das empresas de telecomunicação brasileiras

A maturidade digital das empresas de telecomunicação no Brasil é um tema de crescente relevância, especialmente diante dos desafios e oportunidades trazidos pela Transformação Digital

Maturidade das empresas de telecomunicação brasileiras

A maturidade digital das empresas de telecomunicação no Brasil é um tema de crescente relevância, especialmente diante dos desafios e oportunidades trazidos pela Transformação Digital.

Para entender melhor tal cenário, conversamos com José Ricardo Formagio Bueno, CEO & fundador da Automatum. Ele compartilho as suas perspectivas e Dados de uma pesquisa recente.

O panorama da maturidade digital
Segundo Bueno, a avaliação da maturidade digital das empresas de telecomunicação requer o uso de indicadores padronizados para garantir a comparabilidade dos resultados.

“É necessário medir as empresas usando os mesmos indicadores e comparar os resultados de cada uma”, afirma. Ele menciona o Digital Maturity Model (DMM) do TM Forum como uma ferramenta amplamente aplicada globalmente para isso.

Os desafios incluem: “disponibilidade de novos perfis profissionais, disponibilidade de orçamento/recursos e inflexibilidade da tecnologia utilizada nos ativos de TI atuais

Resultados da pesquisa do TM Forum
A pesquisa mais recente do TM Forum, realizada em 2023, envolveu 325 participantes de 174 operadoras e 144 pessoas de 79 fornecedores.

“Evidente que a maioria das empresas estão em estágios iniciais do programa de Transformação Digital (37% das respostas) e em etapas mais avançadas desses programas (42% das respostas)”, observa Bueno.

Principais motivadores e barreiras
Quando questionadas sobre os principais motivadores para a Transformação Digital, as respostas mais frequentes incluíram:

A melhoria no relacionamento com os clientes;
A eficiência operacional;
A agilidade nos negócios; e
Novas oportunidades de receita.

Por outro lado, as principais barreiras identificadas foram, de acordo com Bueno: “falta de visão clara dos objetivos dos programas, falta de suporte do alto escalão, e problemas culturais e organizacionais”.

Desafios e automação
Os desafios incluem: “disponibilidade de novos perfis profissionais, disponibilidade de orçamento/recursos e inflexibilidade da tecnologia utilizada nos ativos de TI atuais”, comentou Bueno.

No que diz respeito à automação, “as empresas apontaram a gestão de Dados e a redução de custos operacionais como extremamente importantes”.

Otimismo e ganhos antecipados
Sobre o grau de otimismo em relação aos negócios nos próximos dois a cinco anos, a pesquisa revelou que 40% dos entrevistados estão razoavelmente otimistas e 28% estão muito otimistas.

De acordo com Bueno, os ganhos de eficiência com a automação também foram medidos. Entre as operadoras, 41% reportaram ganhos entre 10% e 25%, e 26% observaram melhorias entre 25% e 50%.

Métricas e KPIs
Para medir o progresso da automação, Bueno explicou que 52% das operadoras indicaram que monitoram PIs específicos, enquanto 48% avaliam o sucesso dentro do contexto global dos projetos de Transformação Digital.

A Transformação Digital é um caminho contínuo e desafiador para as empresas de telecomunicação no Brasil.

Os Dados apresentados por Bueno revelam tanto os avanços quanto os obstáculos enfrentados por essas empresas.

A busca por maior eficiência, melhor relacionamento com os clientes e inovação são os pilares que guiam essas transformações. Ao mesmo passo, a superação de barreiras culturais e organizacionais permanece uma prioridade para alcançar a maturidade digital plena.

Futurecom Digital

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.