book_icon

Red Hat demonstrará soluções de IA para instituições financeiras e Fintechs brasileiras

Durante o Febraban Tech, empresa destaca importância do código aberto para que as organizações possam aproveitar todo o potencial da Inteligência Artificial

Red Hat demonstrará soluções de IA para instituições financeiras e Fintechs brasileiras

Aumentar a eficiência e a segurança tecnológica de empresas e facilitar a jornada de adoção da Inteligência Artificial estão entre as metas da Red Hat, que estará no Febraban Tech, entre 25 e 27 de junho. Durante a 34ª edição do evento, no Transamerica Expo Center, em São Paulo, a empresa que atua no fornecimento de soluções empresariais Open Source, vai mostrar o valor do código aberto para liberar o potencial da IA. A companhia irá apresentar seu portfólio para Inteligência Artificial, com Red Hat Enterprise Linux AI, Red Hat OpenShift AI e Red Hat LightSpeed, para empoderar o setor financeiro.

Tida como a solução mais completa no mercado para agilizar tarefas, automatizar processos e solidificar transformações digitais em pouco tempo, o Red Hat Enterprise Linux (RHEL) permite modernizar aplicações de tecnologia e construir serviços disruptivos de maneira contínua e personalizada na Nuvem, na Edge e On-Premises (servidores físicos). A introdução das funcionalidades de Inteligência Artificial desbloqueia novas oportunidades e ferramentas para criar uma infraestrutura estável e segura para os clientes. O RHEL IA é o primeiro passo para uma estratégia robusta e inteligente com a tecnologia.

Em sintonia com os avanços de produtividade e regulamentação, o Red Hat LightSpeed permite responder a um dos obstáculos que impede a adoção da IA: a falta de mão de obra qualificada

A solução possui integração com o Red Hat OpenShift AI, plataforma híbrida de operações de Machine Learning (Aprendizado de Máquina) e com a recém-lançado InstructLab que utiliza a metodologia Large-scale Alignment for chatBots (LAB) a fim de acelerar a jornada de companhias de todos os tamanhos. Este projeto de código aberto busca aprimorar grandes modelos de linguagem (LLMs) usados em aplicações de Inteligência Artificial Generativa (gen AI). Criado pela IBM e Red Hat, o projeto da comunidade InstructLab fornece uma solução econômica para melhorar o alinhamento de LLMs e abre as portas para que aqueles com experiência mínima em aprendizado de máquina possam contribuir com o desenvolvimento desses modelos.

“A Inteligência Artificial, sem dúvida, será a protagonista de transformações gigantescas nos próximos anos. A Red Hat, juntamente com seu ecossistema de parceiros, vem trabalhando na infusão da IA em todo o seu portfólio para entregar aos clientes soluções capazes de extrair todo o potencial dessa tecnologia, convertendo essa força em melhores produtos e serviços aos consumidores”, disse Gilson Magalhães, presidente da Red Hat Brasil.

Automação, segurança, consistência e resiliência
Nos últimos anos, o setor financeiro teve na resiliência uma de suas principais características. Alinhado às necessidades de adaptação ágil desse mercado, o Red Hat OpenShift AI ganhou atualizações que não só aumentam a segurança e a responsividade, como trazem flexibilidade e consistência para implementar mudanças e desenvolver serviços sem ter de contratar novos fornecedores nem se readequar a protocolos e regulações externas.

Em sintonia com os avanços de produtividade e regulamentação, o Red Hat LightSpeed permite responder a um dos obstáculos que impede a adoção da IA: a falta de mão de obra qualificada. “Além dos custos e visão estratégica, um dos maiores desafios da jornada da IA para empresas é contar com profissionais capacitados no uso dessa tecnologia. Com o Red Hat LightSpeed, as organizações não apenas podem diminuir a complexidade como também criar uma base de recursos que permite aos colaboradores aprender competências técnicas”, afirmou Magalhães.

Todas estas soluções chegam para complementar o posicionamento da Red Hat como grande parceira das empresas em sua jornada para a Nuvem híbrida, dando mais um passo, agora, em direção à Inteligência Artificial. “Entendemos que cada negócio é único. Por isso, assim como com a Nuvem, a adoção da IA também é única, de acordo com a cultura e a visão de cada organização. Estamos empenhados em disponibilizar as ferramentas e serviços de performance, flexibilidade, automação e treinamentos mais adequados para que cada empresa possa construir o seu futuro, endereçando suas principais necessidades”, finalizou Magalhães.

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.