book_icon

Opera anuncia ferramenta de benchmark de IA direto no navegador

A devicetest.ai permite que usuários avaliem a capacidade de seus dispositivos para IA. Com indicadores completos, a ferramenta oferece uma análise abrangente do desempenho de PC ou Mac

Opera anuncia ferramenta de benchmark de IA direto no navegador

A Opera, empresa desenvolvedora de navegadores lançou, no dia 6 de junho, uma ferramenta pioneira de benchmark chamada devicetest.ai. Esta ferramenta é a primeira do mundo a ser disponibilizada para o público geral e pode ser acessada diretamente através do navegador. A devicetest.ai permite que os usuários verifiquem a capacidade de seus dispositivos para executar Inteligência Artificial (IA) localmente.

Disponível na versão mais recente do Opera Developer, o primeiro navegador a suportar modelos de linguagem local embutidos (LLMs), a plataforma online marca um passo significativo na integração da IA com o uso cotidiano dos dispositivos. Executar IA localmente traz benefícios como novas possibilidades de uso e melhorias na privacidade dos usuários, o que elimina a necessidade de comunicação com servidores externos. No entanto, isso também submete os dispositivos a novos desafios de desempenho.

A ferramenta de benchmark realiza os testes várias vezes para garantir a consistência dos resultados 

Como funciona a ferramenta
Para usar a devicetest.ai, os usuários devem seguir alguns passos simples:

Acessar o link específico utilizando o Opera Developer.
Ler as informações relevantes e clicar em “Run Test”.
Escolher um perfil de teste, que determinará qual modelo de IA local será baixado e usado.
Iniciar o teste.
Os perfis de teste disponíveis variam conforme os recursos exigidos pelo modelo de IA. Dependendo das especificações do sistema e do perfil escolhido, o teste pode durar de 3 a 20 minutos. Após a conclusão, os resultados são exibidos e podem ser compartilhados ou baixados como um arquivo CSV para análise posterior.

Métricas avaliadas
Os resultados são codificados por cores para facilitar a interpretação:

Verde indica que o dispositivo está pronto para IA.
Amarelo significa que o dispositivo é funcional para IA.
Vermelho aponta que o dispositivo não está pronto para IA.

As principais métricas avaliadas pela ferramenta são:
Tokens Por Segundo (TPS):

Definição: TPS mede quantas palavras o modelo de linguagem consegue processar por segundo. No contexto dos LLMs, um “token” pode ser uma palavra ou uma fração de uma palavra.

Importância: Esta métrica é fundamental para avaliar a eficiência e a velocidade com que o dispositivo pode processar grandes volumes de texto, o que é crucial para aplicações de IA que dependem de respostas rápidas e precisas.

Latência do Primeiro Token (FTL):
Definição: FTL mede o tempo necessário para que o modelo gere a primeira palavra após receber um comando ou prompt.

Importância: A latência é um fator crítico em aplicações de IA que requerem interação em tempo real. Menor latência significa respostas mais rápidas, melhorando a experiência do usuário, especialmente em tarefas interativas como chatbots e assistentes virtuais.

Tempo de Carregamento do Modelo (MLT):
Definição: MLT mede o tempo necessário para carregar o modelo de linguagem na memória RAM do dispositivo quando ele é inicializado pela primeira vez.

Importância: Este tempo de carregamento impacta a prontidão do sistema para executar tarefas de IA. Modelos que carregam mais rapidamente permitem um início mais ágil das operações de IA, o que é importante para aplicações que necessitam de inicializações frequentes.

Detalhes dos testes
A ferramenta de benchmark realiza os testes várias vezes para garantir a consistência dos resultados. Cada teste avalia como o dispositivo lida com diferentes tarefas que um modelo de IA local executaria normalmente. A média das repetições é utilizada para fornecer um resultado confiável. Além disso, o recurso exibe as especificações do sistema e permite que os usuários vejam quais componentes do hardware estão sendo mais exigidos durante as avaliações.

Privacidade e compartilhamento
A Opera assegura que os Dados utilizados no teste são apenas para produzir os resultados e permitir comparações com outros usuários. Não são coletadas informações pessoais, e nenhum Dado é associado a usuários específicos, endereços IP ou outros identificadores.

Para acessar a plataforma de benchmark, é necessário baixar o Opera Developer. Mais informações sobre as práticas de privacidade podem ser encontradas na Declaração de Privacidade da Opera.

Com a devicetest.ai, a Opera oferece uma ferramenta única e acessível para qualquer pessoa interessada em verificar a prontidão de seus dispositivos para a era da IA. Este lançamento representa um avanço significativo na democratização da tecnologia de IA, colocando-a ao alcance de todos.

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.