book_icon

Switch CX 10000 da HPE Aruba Networking oferece recurso de criptografia

Uma nova arquitetura de switch de serviços distribuídos aprovada no Brasil pela Anatel está sendo implementada em clientes do varejo e provedores de Data Center

Switch CX 10000 da HPE Aruba Networking oferece recurso de criptografia

A HPE anunciou que os switches HPE Aruba Networking CX 10000 receberam recursos adicionais de criptografia e, agora, podem estabelecer conexões criptografadas entre diferentes Data Centers em alta velocidade. “A cada atualização, vamos adicionando novas funcionalidades à plataforma”, comenta Flávio Póvoa, gerente de Engenharia de Sistemas da HPE Aruba Networking. “Atualmente, estamos implementando o CX 10000 em clientes de varejo e provedores de Data Center”, completa.

Os switches HPE Aruba Networking CX 10000 com AMD Pensando foram aprovados no Brasil pela Anatel – Agência Nacional de Telecomunicações. Eles representam uma nova categoria de switches para Data Center que combina o melhor do switching L2/3 para Data Center da HPE Aruba Networking com o único DPU totalmente programável do setor (AMD Pensando Elba).

Com firewall, criptografia, tunelamento e outros serviços em execução em um switch de serviços distribuídos, as organizações podem escalar novos recursos de serviços com mais rapidez

Os switches CX 10000 foram os primeiros do mercado a apresentarem uma inspeção de segurança realizada dentro do próprio hardware, criando uma microssegmentação avançada no Data Center e mantendo a segurança aprimorada ao controlar o tráfego de dados – uma característica particularmente demandada no setor público, de saúde e financeiro. Essa melhoria torna mais difícil para um invasor acessar o data center ou entrar na rede sem ser detectado.

“Conseguimos desenvolver mais segurança em uma escala maior, exigindo menos investimento dos clientes”, explica Póvoa. “O CX 10000 oferece aproximadamente 66% a menos de custo total de propriedade comparado a um design configurado com dispositivos tradicionais da nova geração de firewall/VPN”. De acordo com o porta-voz, ao implementar um software para realizar a microssegmentação, uma empresa consome bem mais energia das cargas de trabalho, exigindo um número maior de CPUs, o que aumenta o custo de implementação.

Com as crescentes preocupações das empresas por uma cibersegurança mais avançada, os data centers estão passando por uma rearquitetura para se adequar às novas necessidades dos clientes. Uma pesquisa conduzida pela HPE Aruba Networking em 21 países, incluindo o Brasil, aponta que 64% dos líderes de TI acreditam que suas preocupações com a segurança cibernética estão impactando negativamente a disposição das organizações para investir em tecnologia inovadora.

Por isso, há um movimento cada vez maior de se aproximar dos dados para um processamento mais rápido, reduzir a necessidade de dispositivos adicionais, como firewalls, aumentar o desempenho da rede para acompanhar aplicativos com uso intensivo de dados, como a IA generativa, e obter o máximo de recursos de computação aplicados às cargas de trabalho.

Os switches CX 10000 da HPE Aruba Networking, além de atender essas necessidades, permitem que serviços avançados de rede e segurança sejam implementados o mais próximo possível de onde as aplicações são processadas – entre o servidor e a rede, em vez de na Borda, como em uma arquitetura de rede de Data Center tradicional. Com firewall, criptografia, tunelamento e outros serviços em execução em um switch de serviços distribuídos, as organizações podem escalar novos recursos de serviços com mais rapidez.

 

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.