book_icon

Remessas globais de tablets despencaram mais de 17% em 2023, diz IDC

Sem melhorias significativas na economia e os consumidores alocando o dinheiro em coisas além de eletrônicos de consumo, os tablets não estão no topo da lista de prioridades

Remessas globais de tablets despencaram mais de 17% em 2023, diz IDC

As remessas globais de tablets caíram 17,4% ano a ano no quarto trimestre de 2023 (4T23), totalizando 36,8 milhões de unidades, de acordo com dados preliminares do estudo Worldwide Quarterly Personal Computing Device Tracker da IDC. Esta é a maior queda nas remessas de tablets do quarto trimestre desde 2016. Para o ano civil de 2023, as remessas mundiais de tablets totalizaram 128,5 milhões de unidades, uma queda de 20,5% em relação a 2022 e o menor volume anual desde 2011.

A Lenovo apresentou remessas de 2,6 milhões de tablets no 2T23, um crescimento de 12,9%. No ano inteiro, a empresa vendeu 9,3 milhões de tablets, uma queda de 19,7%, ocupando a terceira colocação no ranking dos fabricantes

“Sem melhorias significativas para a economia e os consumidores alocando seu dinheiro em coisas além de eletrônicos de consumo, os tablets podem não estar no topo da lista de prioridades. Atrasos em projetos e congelamentos de gastos também levaram ao adiamento de compras durante grande parte de 2023”, disse Anuroopa Nataraj, analista sênior de Pesquisa da IDC Mobility and Consumer Device Trackers. “Espera-se que 2024 mostre algumas oportunidades de recuperação, desde que o ano seja mais sólido economicamente. No entanto, os desafios gerais permanecem no mercado de tablets, e os avanços tecnológicos em torno da IA provavelmente se concentrarão mais no PC e no smartphone nos próximos dois anos, mas os tablets se tornarão cada vez mais parte dessa conversa”, observou.

A Apple conseguiu manter seu primeiro lugar no mercado de tablets, apesar de uma queda notável nas remessas tanto no quarto trimestre (-29,3%), com 14,9 milhões de unidades vendidas, quanto no ano inteiro (-19,8%), com 48,5 milhões de dispositivos vendidos. Embora isso tenha causado alguma erosão na participação de mercado da Apple no 4T23, sua participação no ano inteiro ficou estável em mais de 37% do mercado.

A Samsung permaneceu em segundo lugar, com resultados um pouco melhores e pouca mudança em sua participação de mercado no trimestre (19,8%) e no ano (20,4%). No 4T23, as remessas da SAmsung totalizaram 7,3 milhões de unidades e no ano foram de 26,2 milhões.

A Huawei ficou na terceira colocação no ranking do 4T23, com remessas de 2,8 milhões de unidades, um crescimento de 21,2% em comparação ao mesmo período de 2022. No ano inteiro, as vendas somaram 8,7 milhões e a empresa chinesa ocupou a quarta colocação no ranking.

O marketing agressivo da Xiaomi e a expansão da presença em todo o mundo ajudaram a empresa a deslocar a Amazon do top 5 no 4T23. As remessas da empresa foram de 1,6 milhão no último trimestre, um crescimento de 35%.

A Lenovo apresentou remessas de 2,6 milhões de tablets no 2T23, um crescimento de 12,9%. No ano inteiro, a empresa vendeu 9,3 milhões de tablets, uma queda de 19,7%, ocupando a terceira colocação no ranking dos fabricantes.

Serviço
www.idc.cok

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento