book_icon

K2 Telecom escolhe Nokia para aumentar segurança e criar novas receitas

A provedora brasileira decidiu fortalecer seus recursos de segurança contra DDoS integrada à rede e selecionou o Nokia Deepfield Defender, uma solução de detecção e mitigação baseada em software

K2 Telecom escolhe Nokia para aumentar segurança e criar novas receitas

A Nokia anunciou que foi selecionada pela K2 Telecom Brasil para fornecer soluções que ajudarão o ISP (provedor de serviços de Internet) a fortalecer a segurança de sua rede e criar novos fluxos de receita. A Nokia implementará sua solução de atacado exclusiva e inovadora BNG/CGNAT, permitindo que a K2 Telecom forneça toda a infraestrutura IP e requisitos de ISP como serviço, bem como forneça defesa DDoS como serviço baseada em Nuvem.

A K2 Telecom decidiu fortalecer seus recursos de segurança contra ataques DDoS integrada à rede e selecionou o Nokia Deepfield Defender, uma solução de detecção e mitigação de DDoS baseada em software que combina dados de rede (telemetria, DNS, BGP etc.) com o Deepfield Secure Genome patenteado da Nokia, um feed de dados continuamente atualizado baseado em Nuvem que rastreia o contexto de segurança da Internet. Com seus recursos de proteção DDoS líderes do setor, o Deepfield Defender será fundamental para ajudar a K2 Telecom a manter seus serviços funcionando e seus clientes sempre seguros.

De acordo com o último Nokia Threat Intelligence Report 2023, o tráfego DDoS (Distributed Denial of Service) de botnet IoT aumentou cinco vezes no ano passado

Por meio da tecnologia Secure Genome, o Deepfield Defender oferece visibilidade detalhada de mais de 5 bilhões de endereços IPv4 e IPv6, rastreando o tráfego da Internet em mais de 30 categorias e implementando mais de 100 regras de aprendizado de máquina (ML) para classificação automática e alocação precisa de aplicativos e fluxos relacionados à segurança. tipos e categorias de tráfego.

Este contexto de segurança detalhado do tráfego da Internet (por exemplo, detalhes sobre ataques anteriores, servidores inseguros e dispositivos IoT comprometidos que podem ser usados ​​para ataques DDoS) é usado para a detecção rápida e precisa de DDoS (por exemplo, a última geração de ataques originados em botnets). DDoS) e mitigação rápida dos ataques mais complexos. Esta é a primeira implantação do Nokia Deepfield Defender em um ISP regional nesta parte do mundo.

Para o BNG combinado com o CGNAT, a Nokia implementará seu Multi-Access Gateway hospedado em sua solução líder de mercado baseada no 7750 Service Router, que suportará a escala, o desempenho, a capacidade e a confiabilidade necessárias para que a K2 Telecom forneça serviços seguros de banda larga no atacado. As capacidades do Nokia Deepfield Defender também contribuirão para a criação de novos fluxos de receitas provenientes de novos serviços grossistas.

“Atualmente, no mercado existem empresas que oferecem serviços de mitigação e proteção DDoS. No entanto, estas empresas redirecionam frequentemente o tráfego indesejado para Nuvens externas, o que por sua vez causa perturbações para os clientes finais. Nossos clientes não devem ser afetados por processos internos e com a solução da Nokia a mitigação é realizada internamente, diretamente no chipset dos roteadores, em tempo real e sem causar indisponibilidade para nossos clientes”, obsservou Leandro Garcia, diretor de Tecnologia da K2 Telecom.

“Este projeto é mais uma prova da crescente presença da Nokia no mercado de ISP. Agradecemos à K2 Telecom por sua confiança na Nokia e estamos ansiosos para colaborar em outros projetos à medida que eles continuam a se expandir no Brasil com serviços inovadores de ISP B2B”, disse Carlos Barroso, líder de IP para a América Latina da Nokia.

A Nokia possui um portfólio abrangente e crescente de produtos, soluções e serviços de segurança de rede, incluindo segurança de endpoint e segurança de IoT, segurança de acesso e gerenciamento de identidade digital, orquestração de segurança, defesa DDoS, criptografia de rede, firewalls e infraestrutura de rede de autodefesa.

De acordo com o último Nokia Threat Intelligence Report 2023, o tráfego DDoS (Distributed Denial of Service) de botnet IoT aumentou cinco vezes no ano passado. Este tráfego tem origem em dispositivos IoT inseguros com o objetivo de interromper os serviços de rede de telecomunicações para milhões de utilizadores.

Serviço
www.nokia.com

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.