book_icon

Suse lança plataforma aberta e flexível para redes de telecomunicações

O Suse Adaptive Telco Infrastructure Platform (ATIP) é uma plataforma de computação de Borda otimizada, que permite acelerar e modernizar redes à prova de futuro

Suse lança plataforma aberta e flexível para redes de telecomunicações

A Suse, provedora global de soluções abertas e seguras de nível empresarial, anunciou nesta quarta-feira (8/2) o Suse Adaptive Telco Infrastructure Platform (ATIP), uma plataforma de computação de Borda otimizada para telecomunicações que permite às empresas acelerar e modernizar suas redes à prova de futuro. Ele consegue isso com uma infraestrutura aberta e flexível, que se adapta facilmente às necessidades futuras, é otimizada para desempenho de nível de telecomunicações e simplifica as operações em escala.

Ao contrário das soluções atuais, o ATIP foi criado para Telco Edge desde o início. O ATIP permite implementações mais rápidas com uma solução de gerenciamento altamente escalável e programável para infraestrutura de nível de telecomunicações. Como grande player europeu no mercado internacional de software de infraestrutura de código aberto, a Suse desenvolveu essa plataforma em estreita colaboração com as principais operadoras de telecomunicações europeias, como Deutsche Telekom, Orange, Telecom Italia, Telefonica e outras.

Gerencie o Linux e o Kubernetes em um único painel, economize custos operacionais e sobrecarga administrativa, enquanto aumenta a eficiência das operações do ciclo de vida em escala

“O futuro da infraestrutura de telecomunicações está se movendo rapidamente e muitas vezes é difícil de prever”, disse Keith Basil, gerente-geral do Suse Edge. “As operadoras de telecomunicações estão procurando soluções flexíveis para modernizar suas redes existentes, ajudar a implementar redes 5G rapidamente e adotar estruturas abertas, como Open RAN, enquanto navegam na desagregação de suas redes. A ATIP possui uma infraestrutura flexível e adaptável que garante redes de próxima geração à prova de futuro para dar suporte a novos aplicativos e casos de uso esperados de 5G, Multi-Access Edge Computing e Edge Computing em geral. Com o ATIP, nossos clientes de telecomunicações prosperarão em um ambiente altamente competitivo”, afirmou.

À prova de futuro

O Suse ATIP é uma plataforma de computação de Borda otimizada para telecomunicações que agrupa os principais componentes de infraestrutura – Linux, Kubernetes, segurança, ferramentas de gerenciamento – de forma personalizável, para que as operadoras de telecomunicações possam adotá-la facilmente para uma ampla variedade de casos de uso em redes móveis e fixas. Além disso, as operadoras podem minimizar os riscos usando sua infraestrutura existente, dado o suporte da ATIP a uma ampla variedade de hardware. A modularidade e flexibilidade do ATIP são explicitamente projetadas para suportar e habilitar estruturas de Nuvem com aparência futura, como o projeto Sylva da LF Europe.

Desempenho de nível Telco

O Suse ATIP oferece atributos de desempenho de nível de telecomunicações em toda a pilha. Sua camada de sistema operacional oferece baixa latência, desempenho em tempo real e caminho de dados rápido. A camada do Kubernetes garante que aplicativos sensíveis ao desempenho sejam executados de maneira ideal, com segurança de contêiner de ciclo de vida completo fornecida pelo Suse NeuVector. Atributos funcionais adicionais incluem:

– Construído para o Edge desde o início, para que os clientes possam obter o desempenho ideal sem o fardo dos sistemas legados. O Suse ATIP oferece distribuições leves do Kubernetes adequadas para dispositivos remotos ou com recursos limitados em ambientes estritamente regulamentados. O Immutable Linux é otimizado para oferecer suporte a contêineres e microsserviços, tornando-o um contêiner ideal e um host de virtualização na Borda. Com a segurança perfeitamente integrada em toda a pilha – de aplicativos a Kubernetes e sistemas operacionais, o nível de segurança do Data Center é disponibilizado para todos os dispositivos, onde quer que estejam.

– Kubernetes e Linux da SUSE são otimizados para funções Telco – cargas de trabalho podem ser agendadas com base na funcionalidade de hardware subjacente, acesso direto é permitido a interfaces de rede de Kubernetes Pods, uma ampla gama de habilitação de hardware é disponibilizada e protocolos específicos de telecomunicações são suportado.

– Projetado para prosperar em um ambiente de vários fornecedores, o ATIP inclui módulos que podem ser usados ​​juntos ou individualmente para atender aos requisitos dos operadores.
Operações simplificadas em escala

O Suse ATIP utiliza o Rancher Prime, uma solução de gerenciamento Kubernetes líder de mercado, conhecida por sua simplicidade, robustez e excelente experiência do usuário. A Suse fez melhorias importantes no Rancher Prime para oferecer suporte a casos de uso de telecomunicações, com os seguintes benefícios:

Lançamentos mais rápidos: o ATIP utiliza o GitOps para ajudar os usuários a gerenciar e implantar de forma consistente milhares de clusters Kubernetes com facilidade. Com a integração da API Cluster do CNCF, os operadores podem acelerar ainda mais o processo com APIs programáticas que também oferecem um ponto de integração independente do fornecedor.

Gestão unificada: gerencie o Linux e o Kubernetes em um único painel, economize custos operacionais e sobrecarga administrativa, enquanto aumenta a eficiência das operações do ciclo de vida em escala.

Provisionamento sem toque: economize custos com integração simples sem toque de hardware de ponta de nível empresarial, eliminando a necessidade de equipe técnica qualificada no local – conecte energia, rede e ligue o dispositivo: o software faz o resto.

Serviço
www.suse.com

 

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.