book_icon

Gerenciamento inteligente de Dados a partir da integração de sistemas

Estruturas resilientes e gerenciamento inteligente de dados são essenciais para manter o sucesso nestes tempos incertos de aumento dos custos operacionais envolvendo energia, escassez de matérias-primas, situações de capacidade de produção difíceis de calcular, cadeias de suprimentos frágeis, guerra na Ucrânia, além da enorme escassez de trabalhadores qualificados.

O gerenciamento inteligente de dados inclui uma estratégia central de dados empresariais, processos digitalizados, plataformas de TI à prova do futuro, ferramentas de análise inteligente (BI) e KPIs apropriados.

Embora projetos individuais digitais extremamente necessários tenham sido implementados durante a pandemia do coronavírus, muitas empresas ainda carecem de um modelo de negócios digital eficiente de ponta a ponta. Inexiste um gerenciamento inteligente de dados que forme a base para decisões baseadas em fatos reais. Além disso, as empresas estariam sendo mais prudentes, especialmente agora, e estão impulsionando a digitalização de todas as suas operações, automatizando processos e introduzindo as ferramentas que faltam para isso.

Estamos caminhando para um futuro orientado por dados com volumes gigantescos de dados. De acordo com a consultoria IDC, a quantidade de dados em tempo real aumentará cerca de 30% até 2025, e – mesmo assim – mais da metade não é mais usada atualmente. Por quê? Os motivos são complexos: vários silos de dados e aplicativos autárquicos, sistemas legados não integrados entre si e processos manuais na matriz e nas filiais. Abordar essas questões é fundamental para uma estratégia de dados adequada.

Silos legados
Muitos sistemas legados estão em execução há muitos anos, como ERP, MES, PLC, MED, QM, MM, PLM, SCM e CRM. Eles cresceram ao longo do tempo sem estarem alinhados e integrados. São implantados de maneira independente em unidades diferentes de negócios ou departamentos individuais, e sem se comunicar com os demais, perseguindo objetivos diferentes e formando a base dos conhecidos silos de dados.

Projetos digitais individuais resultam em mais silos de dados isolados
Os projetos impulsionados pela pandemia do coronavírus aumentaram o nível de digitalização em inúmeras empresas. Frequentemente, no entanto, essas eram atividades de digitalização localizadas, nas quais apenas alguns processos centrais em uma unidade de negócios eram automatizados e digitalizados. Devido à falta de uma estratégia digital mais abrangente, o fluxo de dados recém-adquiridos frequentemente não foi planejado e as integrações de sistemas inexistem, são desestruturadas ou incompletas. Isso resultou em silos adicionais de dados de negócios totalmente isolados.

Sistemas legados e novos aplicativos: novos desafios para além da organização
A digitalização atual envolve o uso de tecnologias e conceitos disruptivos. Mas, embora ela seja essencial, as mudanças bruscas na área normalmente não são a abordagem ideal. A integração de sistemas legados e novos aplicativos, acompanhados da melhoria dos processos de negócios fornecem um caminho seguro para a digitalização total – com melhorias incrementais formando a base da estratégia.

O objetivo das empresas deve ser quebrar os silos e tornar acessíveis, estruturados e avaliados todas as fontes de dados, de todas as áreas da organização. A implementação desse objetivo pode ser estendida conectando-se a fornecedores e parceiros de vendas, permitindo um fluxo de dados completo e transparência de dados adicional.

Valor do Big Data
Hoje, o mais importante é que o gerenciamento dos negócios seja baseado em decisões fundamentais com base em dados e análises amplas e confiáveis. Não basta coletar e processar dados de uma única unidade de negócios. É necessário recorrer a dados adicionais de aplicativos de negócios existentes em todos os departamentos distribuídos.

Plataforma centralizada de digitalização de dados e integração de sistemas
Muitas soluções de digitalização estão focadas na captura de dados de um subconjunto dos sistemas de TI da empresa – operações, sistemas de produção, logística, sistemas financeiros, vendas etc. No entanto, a transformação digital verdadeiramente significativa deve conectar todos os aspectos do negócio e isso somente será possível a partir de soluções tecnológicas modernas que possam permitir que as empresas coletem, processem e analisem todos os dados de forma rápida e completa. Não importa onde eles estejam localizados dentro da organização ou da cadeia de suprimentos.

Hub de Dados e BI como base
Algumas dessas soluções de gestão empresarial já incluem um data lake e ferramentas de análise (BI). Elas formam uma base sólida para o gerenciamento inteligente de dados nas aplicações. Informações como dados do cadastro do cliente podem ser vinculadas a dados de mercado. Os dados das máquinas e do chão de fábrica podem ser vinculados aos dados de controle de qualidade, pós-venda e recuperados em tempo real.

Avaliações sólidas de dados, como relatórios financeiros, podem ser apresentadas claramente em painéis visuais e acessadas a qualquer momento e de qualquer lugar. Os tomadores de decisão podem analisar KPIs relevantes e claramente definidos e melhorar o OEE (Eficácia Geral do Equipamento), por exemplo.

Além disso, fluxos de trabalho essenciais podem ser otimizados e automatizados. Despesas e tempo gasto em tarefas podem ser reduzidos e o gerenciamento de estoque ser mais eficaz, com o planejamento futuro mais fácil de ser alcançado.

Pontos-chave a considerar sobre a gestão inteligente de dados:
– O gerenciamento de dados orientado para o futuro inclui uma estrutura organizacional adequada, modelos operacionais personalizados para Big Data e Data Analytics e soluções de gestão empresarial e de produção;
– Uma estratégia de dados eficiente estará em vigor quando dados relevantes para os negócios de todas as fontes forem coletados, processados, analisados facilmente e compartilhados com eficiência;
– Plataformas flexíveis de digitalização e integração de sistemas suportam a tomada de decisões baseada em dados;
– Com acesso a dados e insights precisos em tempo real em toda a cadeia de suprimentos, os gerentes podem tomar as decisões mais precisas em tempo hábil.

A sincronização de dados proporcionada pela integração de sistemas possibilita a descoberta, visibilidade total e insights de dados acionáveis, possibilitando que as equipes de todas áreas – incluindo a alta gerência – possam tomar decisões baseadas em dados para a busca da excelência nos resultados dos negócios.

Rodney Repullo, CEO da Magic Software Brasil.

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.