book_icon

Estudo aponta principais tendências tecnológicas para 2023

Cerca de um terço dos executivos acreditam que garantir interações máquina a máquina na internet das coisas (IoT) será o uso mais importante da tecnologia Blockchain em 2023.

Estudo aponta principais tendências tecnológicas para 2023

A tecnologia está mudando o mundo de forma vertiginosa. Nesse sentido, as áreas que mais avançarão em 2023 serão, pela ordem, computação em Nuvem, tecnologia 5G, Metaverso, veículos elétricos e Internet Industrial das Coisas (IIoT). Além disso, o setor de telecomunicações sofrerá o maior impacto dos avanços tecnológicos. É o que aponta a pesquisa “O Impacto da Tecnologia em 2023 e além: um Estudo Global realizada pelo IEEE (Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos). Genara Rigotti aponta as principais tendências tecnológicas e o impacto que terão em 2023 e além.

Tendências tecnológicas para 2023: principais resultados do estudo
Os setores mais impactados pela tecnologia, em 2022, foram Telecomunicações, com 60%, Serviços Bancários e Financeiros, 48%, e Mídia e Entretenimento, 48%.

Dentre as tecnologias, as mais importantes citadas foram 5G, com 66%, Metaverso, 62%, Realidade aumentada, 38%, Computação em Nuvem, 36%, e IIoT, 34%

Em 2023, os segmentos que serão mais impactados são Automotivo e Transporte, com 44%, Telecomunicações, 40%, e Assistência Médica (Healthcare), 40%.

Dentre as tecnologias, as mais importantes citadas foram 5G, com 66%, Metaverso, 62%, Realidade aumentada, 38%, Computação em Nuvem, 36%, e IIoT, 34%.

Segundo 97% dos pesquisados, o 5G impactará a conectividade e a automação dos veículos em 2023. Além disso, outros segmentos serão beneficiados pelo 5G no Brasil, como Entretenimento, Esportes e Transmissão de Eventos ao Vivo (70%), Aprendizagem e Educação Remota (50%) e Comunicação Pessoal e Profissional (44%).

Mundo mais conectado, sustentável e virtual
Do ponto de vista global, o estudo destaca as cinco principais tecnologias atuantes em 2023, segundo os pesquisados:

Computação em Nuvem, apontada por 40%;
Tecnologia 5G, indicada por 38%;
Metaverso, relacionada por 37%;
Veículos elétricos (EVs), levantada por 35%;
Internet Industrial das Coisas (IIoT), citada por 33%.
Na indústria, os principais setores impactados pela tecnologia no próximo ano serão:

Telecomunicações, 40%;
Automotivo e transporte, 39%;
Energia, 33%;
Serviços bancários e financeiros 33%.
Metaverso e sustentabilidade

O Metaverso, ainda que em estágio inicial, é uma rede digital imersiva em 3D com mundos interativos. Na verdade, ele já está entre nós, alavancado pela crescente dependência de conexões digitais em nossas vidas pessoais e profissionais aceleradas pela pandemia.

Segundo a pesquisa, a conectividade será mais importante do que o hardware quando se trata do Metaverso. Quando solicitados a apontar que inovações para o Metaverso em 2023 consideravam mais importantes, 71% dos entrevistados indicaram a tecnologia 5G e conectividade onipresente, além de headsets VR (58%), óculos de Realidade Aumentada (58%) e dispositivos hápticos que estimulam o toque (56%).

Outra tendência de avanço apontada para o Metaverso é que ele usará a Realidade Virtual para tornar a indústria mais eficiente. Grande parte dos entrevistados, 92%, concordam que as tecnologias relacionadas ao Metaverso contribuirão para a redução das emissões de carbono, porque permitem simulações no ciberespaço em vez de usar a energia tradicional para realizar testes.

Além disso, como o trabalho remoto veio para ficar, as empresas estão fazendo mais para manter as pessoas conectadas. Na pesquisa, 91% dos entrevistados afirmam que suas empresas estão adotando estratégias de tecnologia Metaversa para reunir funcionários em treinamento corporativo em escritórios, conferências e reuniões híbridas. Mais de três quartos (76%) dos tecnólogos globais dizem que entre 26% e 75% das interações com colegas, clientes e gerenciamento em sua empresa serão realizadas virtualmente em 2023.

IA, Robótica, IIoT e Gêmeos Digitais
A nteligência Artificial está moldando o futuro da humanidade em quase todos os setores. Tanto que na pesquisa, 98% concordam que, em 2023 e além, os processos e tarefas serão cada vez mais automatizados por meio de softwares autônomos e colaborativos com Inteligência Artificial e robôs móveis. Além disso, por meio de sensores, Dados digitais ou entradas remotas, estes processos combinarão informações de várias fontes diferentes, analisando o material em tempo real e agindo com base nos insights derivados desses Dados.

Os entrevistados também perceberam que muitos empregos em toda a economia global serão impactados positivamente pela inteligência artificial. Para 24%, a IA vai impactar 1-25% dos empregos; para 40%, de 26% a 50%; e para 27% deles, de 51% a 75%.

Com relação à Internet das Coisas (IoT), que otimiza máquinas industriais inteligentes, sensores, processadores e os Dados em tempo real, 98% indicam que a tecnologia de gêmeo digital e simulações virtuais serão importantes para projetar, desenvolver e testar com segurança protótipos de produtos e processos de fabricação com mais eficiência.

Veículos elétricos e conectividade 5G e 6G
De acordo com a Agência Internacional de Energia, sediada em Paris e ligada à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), em 2021, os veículos elétricos (VEs) representaram 9% das vendas globais.

Mas várias montadoras já anunciaram planos de fabricar veículos totalmente elétricos até 2030, enquanto as demais pretendem ir eliminando gradualmente os motores de combustão interna em um período mais longo.

Entretanto, para impulsionar a venda de VEs, muitas outras mudanças precisam ocorrer, entre as quais melhor tecnologia de bateria, baterias de carregamento mais rápido e mais estações de carregamento.

O transporte é responsável por cerca de um quarto das emissões globais de gases de efeito estufa. A transição dos motores de combustão interna para os veículos elétricos é fundamental para evitar os piores efeitos das mudanças climáticas.

E não são apenas as montadoras que estão de olho nas tecnologias para melhorar a sustentabilidade: 94% dos entrevistados concordam que sua empresa priorizou as metas de sustentabilidade para 2023 e além. Portanto, todas as tecnologias implementadas devem ser eficientes em termos de energia e ajudar a reduzir sua pegada de carbono.

Outros números, do ponto de vista global, que mostram como a tecnologia 5G beneficiará as diversas áreas em 2023 são:

Aprendizado e educação remotos (56%);
Telemedicina, incluindo cirurgia remota e transmissões de dados médicos (54%);
Entretenimento, esportes e transmissão de eventos ao vivo (51%);
Comunicações pessoais e profissionais do dia a dia (49%);
Transporte e controle de tráfego (29%);
Fabricação/montagem (25%);
Redução da pegada de carbono e eficiência energética (23%).
A conectividade móvel para áreas remotas será um divisor de águas em 2023, para a grande maioria dos pesquisados (95%). Isso porque, permite conexões de dispositivos 5G em qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana, superando a infraestrutura terrestre.

Quase 9 em cada 10 dos entrevistados (88%) concordam que o 6G será um trabalho em andamento em 2023, mas deverá ser padronizado nos próximos cinco anos.

Preocupações com a segurança cibernética
Haverá um aumento na tecnologia de criptografia de proteção de privacidade e um uso expandido de blockchain para proteger dispositivos IoT.

Atualmente, é cada vez maior a utilização de dispositivos que coletam uma quantidade enorme de dados. Esses dados são armazenados em várias nuvens e analisados ​​por vários aplicativos. Cada elo na cadeia de fornecimento de dados apresenta um novo risco de comprometimento, com privacidade, saúde e implicações financeiras.

Assim, as preocupações com segurança cibernética estarão entre as três principais como líderes de tecnologia em 2023. Houve aumento em relação à pesquisa anterior, com previsões para 2022. Os principais tópicos são:

Vulnerabilidade na Nuvem: 51%, contra 35% em 2022;
Força de trabalho móvel e híbrida, incluindo funcionários que usam seus próprios dispositivos: 46%, contra 39%;
Vulnerabilidade do Data Center: 43%, contra 27%.
A tecnologiaBblockchain e a criptografia homomórfica, que permite que os Dados sejam analisados e manipulados sem precisar revelá-los para terceiros, podem ajudar a protegê-los.

Por fim, cerca de um terço dos executivos acreditam que garantir interações máquina a máquina na internet das coisas (IoT) será o uso mais importante da tecnologia Blockchain em 2023.

Sobre a pesquisa
O levantamento “O impacto da tecnologia em 2023 e além: um estudo global do IEEE” entrevistou 350 CIOs, CTOs, diretores de TI e outros líderes de tecnologia nos EUA, Reino Unido, China, Índia e Brasil em organizações com mais de 1.000 funcionários em vários setores da indústria, incluindo serviços bancários e financeiros, bens de consumo, educação, eletrônicos, engenharia, energia, governo, saúde, seguros, varejo, tecnologia e telecomunicações. As pesquisas foram realizadas de 14 a 16 de setembro de 2022.

Sobre a ABII
A ABII – Associação Brasileira de Internet Industrial, fundada em agosto de 2016, atua com o objetivo de promover o crescimento e o fortalecimento da internet industrial das coisas e da indústria 4.0 (IIoT & I4.0) no Brasil. Coordena um ecossistema com provedores, usuários e especialistas em tecnologia e instituições de ensino.

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento