book_icon

Operação Multicloud está no ar! Como manter funcionando?

Toda mudança de estratégia pressupõe o desenho de uma jornada a ser seguida. São etapas que precisam ser planejadas, certo? Afinal, pode ser uma virada de chave do negócio, especialmente quando se toma a decisão de migrar para a Nuvem. E isso envolve novas tecnologias, novos processos e uma nova cultura.

A primeira fase é a de assessment, quando será avaliado todo o ambiente da empresa, processos, aplicações críticas, tecnologias existentes e então traçado todo o desenho de migração para a Cloud. Mas é claro que a exploração eficiente e segura desse novo cenário exige cuidados como treinamento de times e disseminação de uma nova cultura operacional.

Isso porque conforme as tecnologias de Nuvem tomam o lugar dos Data Centers físicos, as configurações dos sistemas tornam-se mais complexas. E nessa trilha de evolução, de acordo com as expectativas de negócios, muitas empresas estão partindo para uma arquitetura ainda mais instigante, a Multicloud – que inclui ambientes híbridos e é um dos modelos mais adotados por elas.

Dessa forma, ampliam mais o uso de tecnologia como serviço, em um modelo que permite desfrutar de serviços de vários provedores de Cloud para alimentar suas aplicações. Assim, ao ter workloads divididos em mais de uma Nuvem é possível aproveitar melhor o potencial de cada ambiente, como, por exemplo, soluções de Analytics em uma Nuvem e aplicações para o cliente final em outra. O céu é o limite.

Não por acaso, a cada dia a Multicloud ganha espaço porque, em geral, nem sempre um único fornecedor consegue atender a todas as necessidades do negócio. Portanto, essa abordagem pode ser uma ótima opção quando o objetivo é reduzir os riscos de interrupções ou obter ainda mais vantagens. É uma questão de estratégia. Mas é preciso estar preparado para ter o controle de um ambiente Multicloud. O primeiro passo para isso? Entender como funciona.

No controle da arquitetura Multicloud
O sucesso de qualquer migração é o preparo, por isso, o treinamento da equipe é essencial, para lidar não só com novas tecnologias, mas com a elaboração de novos processos de rotina e atentar para a criação de uma cultura de Cloud e segurança de dados, modernização de processos e muita inovação.

Porém, o processo de implementação da Multicloud é um tanto quanto complexo, exige muito conhecimento em infraestrutura de nuvem. Por isso, a importância de contar com um prestador de serviços experiente. Deixar a operação Multicloud por conta do parceiro é garantir o foco no negócio.

Outro ponto não menos importante é centralizar o monitoramento das Clouds em uma única estrutura para obter maior controle e operar de maneira simplificada, facilitando o dia a dia do time. O parceiro cuida da operação e, na prática, a operação nada mais é do que manter tudo funcionando.

O parceiro que atua desde o início dessa jornada, com assessment de peso, além de todas as avaliações, orientações e provimento de tecnologias, ajuda também a montar estruturas de Cloud Center Office Excellence – CCoE. O objetivo é o preparo para a Operação Multicloud com todo o entendimento de como funciona e como explorar essa arquitetura estrategicamente, com um ponto único de governança.

E depois? Quando tudo está caminhando em pleno funcionamento, sob controle, a estratégia pode dar um salto para outra dimensão: monitorar a experiência do usuário com os serviços.

Isso porque a Nuvem ajuda a trazer melhorias para a operação, permitindo a empresa criar seus próprios mecanismos de monitoração, elevando a sua excelência. Dessa forma, chega ao patamar de monitoramento da camada de negócio, usando tecnologias que revelam a experiência do usuário final no uso do serviço. A partir daí, ajustes poderão ser realizados de maneira ágil e assertiva – puro ouro para o negócio.

Por Eduardo Terzariol, gerente sênior e arquiteto de Cloud da Logicalis Brasil.

assessment

Eduardo Terzariol

Logicalis

MultiCloud

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado.


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.