book_icon

BlueBenx fecha parceria com a Fireblocks

Plataforma multifinance conectada à Blockchain no Brasil fecha parceria com a Fireblocks, plataformas de custódia de cripto ativos 

BlueBenx fecha parceria com a Fireblocks

Dando andamento ao plano de internacionalização, a BlueBenx – plataforma multifinance conectada à Blockchain – acaba de firmar uma parceria com a Fireblocks, uma das empresas de segurança na Blockchain e provedora de serviços de movimentação, para aprimorar os processos de segurança para ativos digitais. Ao todo, a marca está investindo mais de R$ 2 milhões.

Em operação desde 2018, a BlueBenx proporciona um novo conceito de Blockchain banking, com funcionalidades mais inteligentes, produtos exclusivos e acesso seguro à cripto economia.  

A Fireblocks é uma plataforma de custódia que garante a guarda de ativos, trata-se de uma empresa certificada internacionalmente e testada pela ComSec and NCC Group. “A BlueBenx é uma empresa que está crescendo no mercado e com a internacionalização da marca vamos investir, cada vez mais, em segurança digital para que os nossos clientes realizem suas operações com tranquilidade”, afirma Marcos Issler, Head de Blockchain da BlueBenx.

Em operação desde 2018, a BlueBenx proporciona um novo conceito de Blockchain banking, com funcionalidades mais inteligentes, produtos exclusivos e acesso seguro à cripto economia. Atualmente a fintech cripto disponibiliza mais de 60 opções de ativos digitais em sua plataforma e recentemente anunciou o lançamento do token Benx, disponível para contratações na Probit, Biswap, Dodo, Pancake Swap, Baby Swap e CoinsBit. Este ano também iniciou o processo de internacionalização na Europa, sendo Portugal o segundo país do continente escolhido para receber uma nova unidade da empresa até o fim de 2022.

Blockchain

BlueBenx

criptomoedas

Marcos Issler

Últimas Notícias
Você também pode gostar

Comentários

  1. Eduardo Goulart

    A BlueBenx travou o dinheiro de todo mundo que pediu resgate. O dinheiro sumiu da conta e eles disseram q se devolver, fariam isso daqui só há 6 meses.

O seu endereço de e-mail não será publicado.


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.