book_icon

Departamentos de TI precisam adotar estratégias e iniciativas focadas em inovação

Departamentos de TI precisam parar de combater incêndios e adotar uma abordagem mais estratégica à medida que a próxima era de inovação começa

Departamentos de TI precisam adotar estratégias e iniciativas focadas em inovação

Sem dúvida, o trabalho de um profissional de TI se tornou mais difícil nos últimos anos – eles precisam responder às demandas de negócios e tecnologia constantemente dinâmicas, lidar com ameaças de segurança crescentes e gerenciar e otimizar a disponibilidade e o desempenho das arquiteturas de TI cada vez mais fragmentada. Talvez mais importante, eles estão sendo cada vez mais obrigados a mudar para uma abordagem nativa em Nuvem para aplicativos e infraestrutura.

Essas mudanças trouxeram uma enorme complexidade e imensos desafios para as equipes de TI, que lutam para obter visibilidade total e unificada em todas as camadas da TI e, principalmente, em ambientes dinâmicos nativos em Nuvem. Muitos profissionais de TI estão sendo bombardeados com dados, mas sem as ferramentas para eliminar o ruído para identificar e resolver rapidamente os problemas antes que eles afetem os usuários finais. A pesquisa mais recente da AppDynamics, empresa do grupo Cisco, o relatório Agents of Transformation 2022, mostra que 65% dos profissionais de TI admitem que agora se sentem sobrecarregados pela complexidade e pelos Dados. Eles estão em desvantagem, sem os insights necessários para tomar decisões informadas e priorizar suas ações nos lugares certos.

Cerca de 28% dos profissionais brasileiros relatam que sua organização ainda está em grande parte no modo reativo após a pandemia, embora um número significativo afirme que agora está começando a mudar para um modo mais estratégico

Em um nível mais amplo, a pesquisa revela um forte desejo entre os profissionais de tecnologia de ir além do combate a incêndios que caracterizou a maioria dos departamentos de TI desde o início da pandemia e adotar uma abordagem mais proativa e estratégica à inovação. Cerca de 28% dos profissionais brasileiros relatam que sua organização ainda está em grande parte no modo reativo após a pandemia, embora um número significativo afirme que agora está começando a mudar para um modo mais estratégico.

Curiosamente, essa necessidade de deixar para trás o combate ao incêndio dos últimos dois anos também está sendo sentida em nível pessoal: a pesquisa mostra que os profissionais de TI ainda passam a maior parte do tempo em atividades reativas e operacionais, em oposição a estratégias e iniciativas focadas em inovação. E isso está tendo um impacto profundo no desenvolvimento de suas próprias carreiras e na capacidade de atingir seu potencial completo.

A pesquisa explorou como os profissionais globais de tecnologia estão progredindo em sua jornada para se tornarem Agentes de Transformação – especialistas com habilidades, visão e ambição para impulsionar a transformação sustentável e deixar um legado duradouro em suas organizações. Constatou-se que 10% desses profissionais estão atualmente operando nesse nível, mas que mais precisarão atingir o auge de sua profissão nos próximos anos para que suas organizações sejam competitivas em inovação.

De forma reveladora, os profissionais de TI apontaram a quantidade de tempo que passam combatendo incêndios como a maior barreira para que eles se tornem Agentes de Transformação. Além disso, a falta de planejamento de longo prazo também foi citada como um grande obstáculo.

Os departamentos de TI (e líderes empresariais) precisam urgentemente resolver essa situação, pois as consequências, se não o fizerem, provavelmente serão graves. A pesquisa mostra como as organizações que não conseguem desenvolver ou recrutar Agentes de Transformação suficientes ficarão para trás dos concorrentes na corrida pela inovação e não conseguirão atender às expectativas de clientes e funcionários por experiências digitais perfeitas. E isso acabará por atingir o resultado final: 85% dos profissionais de TI no Brasil afirmam que a necessidade de manter o desempenho dos aplicativos agora é mais importante do que nunca.

De forma encorajadora, os profissionais de TI sabem exatamente o que é necessário para permitir que adotem uma abordagem mais estratégica e, ao fazê-lo, tornem-se Agentes de Transformação. 93% afirmam que ter a capacidade de monitorar e observar todas as áreas técnicas em sua pilha de TI e vincular diretamente o desempenho da tecnologia aos resultados de negócios é importante para que possam operar como especialistas de elite. A observabilidade full-stack é considerada crítica para os profissionais de TI eliminarem o ruído e a complexidade dos dados e focarem suas ações nas áreas que terão maior impacto nos negócios.

Em todos os setores, os profissionais de TI reconhecem que suas organizações precisarão repensar seus aplicativos nos próximos 12 meses para atender às necessidades em constante transformação de clientes e funcionários. Isso significa acelerar a mudança para tecnologias nativas da nuvem, que fornecem às equipes de TI uma plataforma para oferecer inovação em novos níveis de velocidade e escala.

No entanto, para dar suporte a essa mudança, os profissionais de TI precisam ser capazes de observar aplicações e infraestrutura nativos da Nuvem e conectar o desempenho de TI em ambientes nativos da Nuvem às métricas de negócios em tempo real. Caso contrário, eles enfrentarão uma enxurrada de dados ainda maior do que experimentaram nos últimos dois anos e, mais uma vez, ficarão presos no modo de combate a incêndios.

Após um período extremamente difícil, os profissionais de tecnologia finalmente têm a oportunidade de voltar à vanguarda e se concentrar em impulsionar a inovação estratégica e sustentável para suas empresas. Ao fazê-lo, eles podem impulsionar-se para o ápice de sua profissão. Eles só precisam garantir que tenham os dados e insights unificados necessários para superar a complexidade e maximizar seu impacto.

Agentes de Transformação

AppDynamics

Departamentos de TI

grupo Cisco

Nuvem

observabilidade full-stack

O seu endereço de e-mail não será publicado.


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.