book_icon

Consórcio quer levar 5G via satélite a qualquer lugar do planeta

A Ericsson, Qualcomm e Thales estão desenvolvendo tecnologia para levar os benefícios da conectividade 5G por meio de satélites de baixa órbita

Consórcio quer levar 5G via satélite a qualquer lugar do planeta

A Ericsson, a Qualcomm Technologies e a empresa aeroespacial francesa Thales estão unindo forças e planejando levar o 5G para o espaço por meio de uma rede de satélites em órbita da Terra. Após vários estudo e simulações, as partes planejam entrar em testes e validação focados em casos de uso de smartphones de redes não terrestres 5G (5G NTN). O resultado pode efetivamente significar que um futuro smartphone de quinta geração pode usar conectividade 5G em qualquer lugar da Terra e fornecer cobertura global completa para serviços de dados de banda larga, incluindo locais normalmente cobertos apenas por sistemas de telefonia por satélite legados com recursos limitados de conectividade de dados.

Os especialistas usarão equipamentos terrestres para emular a propagação de rádio 5G e os atrasos de tempo entre um satélite equipado em órbita e a conexão de um smartphone com a rede de acesso de rádio 5G em diferentes locais da superfície da Terra

Espera-se que os benefícios da conectividade 5G por meio de satélites de baixa órbita terrestre (LEO) incluam cobertura em geografias extremas ou áreas remotas em mares, oceanos e outros locais onde a cobertura terrestre está ausente. Essa conectividade generalizada aumentaria os recursos de serviço de roaming de assinantes de smartphones 5G, além de permitir a conectividade global para casos de uso 5G do setor de transporte, energia e saúde. A rede baseada no espaço também pode ser usada como suporte de backup para redes terrestres no caso de grandes interrupções ou desastres na rede.

Os recursos de segurança esperados das NTNs 5G significam que as comunicações do governo nacional podem ser um caso de uso principal, para melhorar a segurança nacional e as redes governamentais de segurança pública.

“Esta cooperação de teste e validação entre a Ericsson, a Thales e a Qualcomm Technologies será um marco importante na história das comunicações, pois o resultado final pode efetivamente significar que, não importa onde você esteja na Terra – no meio de um oceano ou na floresta mais remota –, a conectividade será segura e econômica e estará disponível por meio de satélite 5G colaborativo e conectividade terrestre”, disse Erik Ekudden, vice-presidente sênior e diretor de Tecnologia da Ericsson.

“Para que o 5G cumpra a promessa de conectividade onipresente, é imperativo que ele também possa fornecer cobertura de rede em áreas onde não existem redes celulares terrestres, seja que seja sobre oceanos ou em áreas remotas. Nossa pesquisa planejada com a Ericsson e a Thales dará início a um passo importante para tornar realidade essa tecnologia vital. Estamos ansiosos pelo que essa colaboração pode realizar”, completou John Smee, vice-presidente sênior de Engenharia da Qualcomm Technologies.

A cooperação

O teste e validação pela Ericsson, Thales e Qualcomm Technologies após a aprovação de março de 2022 pelo 3GPP – o órgão de padrões globais de telecomunicações – destina-se a suportar redes não terrestres pela primeira vez. O objetivo do teste será validar vários componentes de tecnologia necessários para habilitar redes não terrestres 5G, incluindo um smartphone 5G, carga útil de satélite e peças de rede 5G no solo.

Este trabalho também visa validar que o 5G NTN pode ser suportado em um formato de smartphone, permitindo que o smartphone 5G de amanhã se torne efetivamente um telefone via satélite. Os testes iniciais serão realizados em um ambiente espacial emulado na França, onde está sediada a maioria da indústria espacial europeia.

A Ericsson planeja verificar uma pilha RAN virtual 5G (vRAN), modificada para lidar com a propagação de sinais de rádio (o que acontece com as ondas de rádio 5G que viajam pelo vácuo do espaço e pela atmosfera da Terra) por meio dos satélites LEO de movimento rápido.

A Thales planeja verificar uma carga útil de satélite de rádio 5G adequada para implementação em satélites LEO, enquanto a Qualcomm Technologies planeja fornecer telefones de teste para verificar se o 5G NTN pode ser acessado por futuros smartphones 5G.

Os especialistas usarão equipamentos terrestres para emular a propagação de rádio 5G e os atrasos de tempo entre um satélite equipado em órbita e a conexão de um smartphone 5G com a rede de acesso de rádio 5G em diferentes locais da superfície da Terra.

Como uma tecnologia apoiada em 3GPP, as NTNs 5G poderão capitalizar em um grande ecossistema de produtos e componentes padronizados. A nova especificação também permite a inclusão de tecnologias NTN em dispositivos 5G, oferecendo oportunidades para os fornecedores de tecnologia dimensionarem de maneira fácil e rápida a compatibilidade 5G NTN entre dispositivos.

Serviço
www.ericsson.com
www.qualcomm.com
www.thalesgroup.com

5G

Ericsson

NTS

Qualcomm Technologies

Satélite

Thales

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.