book_icon

América Latina deu grande salto tecnológico, avaliam especialistas

Evento organizado pela Huawei em Cancún, com o apoio da ITU e da GSMA Intelligence, revelou a necessidade de trabalhar políticas públicas abrangentes para a inclusão digital

América Latina deu grande salto tecnológico, avaliam especialistas

As tecnologias digitais podem desempenhar um papel fundamental na recuperação após a pandemia de Covid-19, disseram especialistas no evento Latam ICT Congress 2022 (23 e 24/6) em Cancún, no México, organizada pela Huawei, com o apoio da ITU e da GSMA Intelligence. “A pandemia teve muitos impactos na vida de quase todas as pessoas da região. Por um lado, isso interrompeu nossas vidas e levou a perdas infelizes, aprofundou os desafios como a disparidade de renda e, assim, a divisão digital”, disse Cesar Funes, vice-presidente de Assuntos Públicos da Huawei América Latina e Caribe. “Ao mesmo tempo, tornou mais importante que as pessoas ficassem conectadas durante a pandemia. O home office tem sido mais comum e pode até se tornar parcialmente permanente”, acrescentou.

O Partner2Connect é uma grande coalizão que a organização está promovendo para que, antes de 2030, todos os cidadãos do mundo estejam conectados à banda larga

“Cerca de 93% da população é coberta por uma rede de banda larga móvel, refletindo os investimentos das operadoras na última década. No entanto, cerca de 38% da população está coberta, mas ainda sem utilizar barreiras de Internet móvel que não sejam a cobertura”, disse Lucas Gallitto, chefe da GSMA América Latina. “Essa lacuna de uso revela a importância de trabalhar políticas públicas abrangentes para a inclusão digital, especialmente na esteira da demanda sem precedentes por conectividade, decorrente da pandemia”, observou.

Especialistas no evento observaram que durante a pandemia de Covid-19, a conectividade com a Internet tornou-se parte integrante do cotidiano e o e-commerce cresceu drasticamente na região. Na Colômbia e no México, a presença de negócios aumentou com os sites crescendo 800%, e 360% no Brasil e no Chile. As plataformas têm sido fundamentais para o rápido crescimento do e-commerce. “Essas novas plataformas serão mais desenvolvidas nessa região e a base de uma potencial explosão da nova economia digital com a chegada do 5G, a expansão das redes de fibra óptica, a Nuvem, Edge Computing, IoT, Robotics, Advanced Video e sua Inteligência Artificial como principal driver”, disse Marcelo Motta, executivo da Huawei Brasil.

Crescimento digital

Ainda no evento, Fernando Liu, chefe da Huawei Cloud para a América Latina e o Caribe, disse acreditar que o crescimento futuro na América Latina e na região do Caribe será impulsionado por fintechs, educação, e-commerce e entretenimento. “A educação é a base da sociedade e cultiva talentos em diversas indústrias verticais. Em segundo lugar, o e-commerce e o entretenimento são os dois principais impulsionadores do crescimento econômico na América Latina e no Caribe. Muitos novos estilos de vida, como compras online, jogos e até mesmo cantar, estão se tornando cada vez mais populares. O negócio virtual é agora a maioria do consumo. Finalmente, a fintech é o motor de todas essas indústrias, pois facilita os pagamentos para todos e os negócios para cada empresa”, disse.

O empreendedorismo na América Latina e no Caribe vem crescendo rapidamente com cada vez mais startups e alguns clusters para produzir um ecossistema melhor. Pessoas de diferentes setores começaram a perceber que poderiam potencialmente aumentar a produtividade adotando novas soluções digitais. Os formuladores de políticas estão vendo a importância disso e se movendo mais rápido, também.

A ITU (International Telecommunication Union) aproveditou o evento para pedir esforços no sentido de aumentar a conectividade na região. “A ITU está convidando todos os players do ecossistema digital a fazer parte de uma grande aliança de conectividade. O Partner2Connect é uma grande coalizão que a organização está promovendo para que, antes de 2030, todos os cidadãos do mundo estejam conectados à banda larga. Até o momento, mais de 368 compromissos foram declarados pelos estados-membros de todo o mundo, empresas e associações, e o Latam ICT  Congress 2022 não só nos permite desenvolver o ITEC 2022, como também continuar promovendo ações para conectar todos os não conectados”, disse Carlos Lugo, funcionário de desenvolvimento e inovação da ITU para a América.

Serviço
www,huawei.com

América Latina

Banda Larga

Edge Computing

GSMA Intelligence

Huawei

IA

IoT

ITU

Nuvem

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.